Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (246 votes, average: 8.27 out of 10)
Loading ... Loading ...

Brasil no fundo de um copo de cerveja

O Brasil é o 5º maior produtor de cerveja do mundo e tem uma média per capita de consumo em torno de 49 litros de cerveja por ano por habitante, com produção anual de quase 10 bilhões de litros. Esses dados parecem impressionantes e contribuem com a fama que nós tanto gostamos de ostentar, a de que somos um país cervejeiro.

Este é um fato incontestável, a cerveja praticamente já se constitui numa verdadeira instituição cultural brasileira, sendo esta a bebida alcoólica mais consumida do país. Porém há uma grande constatação que as grandes indústrias cervejeiras não fazem questão de mostrar nos seus festivos e sensuais comerciais de televisão. Verdade é que se bebe no geral cerveja barata e de baixa qualidade. Não que isto seja uma exclusividade nossa, pois até mesmo vários países desenvolvidos bebem mal, como é o caso do americano médio, que bebe uma cerveja não tão superior à nossa.

População sem condições, cerveja fracas

O cerne da questão é que para que o brasileiro consumidor possa encontrar nas prateleiras de supermercado uma cerveja em torno de um real, é necessária uma tremenda contenção de custos de fabricação, incluindo principalmente a matéria prima.

Não entendi direito, explica ae

Foto de lúpulos

Para explicar melhor, simplifiquemos a cerveja como sendo água fermentada com cereais, acrescida de lúpulo (planta cujo fruto dá o amargor da cerveja) e leveduras (fungos que otimizam a fermentação). Uma das questões chave para baratear o custo da cerveja é o tipo de cereal usado para sua fabricação. Os cereais mais adequados são os ditos maltados, principalmente a cevada.

Porém para “engrossar o caldo” colocam-se em grande quantidade, chegando-se a quase 50% da proporção, outros cereais mais baratos, como o arroz e o milho. Além disso, costuma-se diminuir a quantidade de cereais na cerveja, deixando-a menos saborosa e mais aguada ou mais “leve e refrescante” como dizem os comerciais.

Várias latas no congelador

Gelaaaaaaada

Assim, meu nobre modafoca, quando estiver na praia tomando uma skol superultramegamasterpowerup gelada podes ter certeza de estar bebendo arroz e milho fermentados. E falando nisso, porque foi imposta essa cultura da cerveja servida geladérrima? As bebidas muito geladas anestesiam os sensores gustativos linguais, inibindo a sensação do sabor em si, privilegiando mais a sensação térmica e praticamente escondendo verdadeiro gosto da cerveja. Uma ligeira elevação da temperatura da cerveja é bastante reveladora.

Mas nem tudo está perdido

Cerveja comemorativa ao Movimento

Felizmente de alguns anos para cá, iniciou-se no Brasil, um “movimento” iniciado por várias micro cervejarias no Brasil inteiro, que vão em direção a uma cerveja de maior qualidade, sendo que boa parte delas utiliza como marketing a tal “lei da pureza alemã de 1516“.

O que vem a ser esta lei?

Na Baviera da referida época, institui-se, através das autoridades constituídas naquele momento, uma normatização com força de lei para a produção de cerveja. A cerveja somente poderia ser produzida com água, malte (cereais maltados) e lúpulo. Essa lei é considerada o primeiro código alimentar do mundo e até hoje é respeitada na Alemanha. Não são aceitos nenhum tipo de aditivos químicos, como estabilizantes, conservantes ou outros.

Garrafas da Baden Baden

Grande Baden Baden

As referidas micro cervejarias já são em sua maioria profissionais, já podendo esquecer daquela idéia de “cerveja de fundo de quintal feita numa banheira”. As maiores contam com mestres cervejeiros experientes, muitos deles europeus, e tendo a alta tecnologia como aliada.

A cerveja que elas produzem tendem a ter maior quantidade e melhor qualidade no malte empregado, sem que isso necessariamente implique numa maior concentração de álcool. Eis porque é impossível manter um alto padrão de produção e manter um preço páreo com os das grandes cervejarias.

Garrafas da Eisenbahn

Não menos deliciosas, várias Eisenbahns

No entanto essas cervejas são inegavelmente mais saborosas e com certeza a ausência da fermentação de cereais baratos proporciona um melhor dia seguinte para quem exagerar. Posso dizer por experiência própria que eu mesmo era até poucos anos atrás como a maioria, bebedor de arroz e milho quase congelados e até achava que a Miller era a melhor cerveja do mundo! Mas aí fui tomando contato com esse mundo maravilhoso das cervejas artesanais puro malte e hoje me pergunto como é que não percebia aquele gosto residual rançoso que hoje tanto me incomoda nestas Brahmas da vida.

Mas calma, não se iluda

Bom, gosto é uma coisa extremamente pessoal e não estou aqui para julgar ninguém. Gostaria apenas de mostrar que existe uma outra realidade paralela no mercado cervejeiro brasileiro e sei que muitos vão se interessar pelo assunto. Bem, para aquele que desejar ousar na sua cervejinha, não recomendo entrar de cara nas cervejas importadas.

A Alemanha por exemplo, é considerada o país das melhores cervejas e tal, mas não é bem assim. A cerveja alemã é boa sim, mas tem um padrão bem mais amargo do que se estabeleceu culturalmente no Brasil para a cerveja. É nisso que acho interessante as micro cervejarias nacionais, pois geralmente ela costumam aliar uma cerveja de qualidade mas com um padrão de sabor que não foge muito ao brasileiro.

Bandeira do Brasil modificada

Seria até injusto dar algumas dicas de como se iniciar no mundo das cervejas artesanais brasileiras, mas podemos citar algumas. Bem, moro no Rio e aqui temos uma cervejaria de Petrópolis muito boa, a Cidade Imperial que faz uma cerveja saborosa, leve e a preço acessível, sendo excelente porta de entrada para o mundo das boas cervejas.

Poderia citar outras também, como a Mistura Clássica de Volta Redonda, a Cervejaria Backer de Belo Horizonte e a catarinense Eisenbahn.

Essas citadas e outras micro cervejarias também fabricam outras qualidades de cerveja, como as de trigo e as de alta fermentação, além da tradicional pilsen, mas isso é assunto para outra conversa…

Finalizando…

Bem, espero que tenham gostado e em breve contarei sobre minha viagem que farei próxima semana para a famosa oktoberfest, onde ficarei no coração brasileiro das micro cervejarias. Até mais, se eu sobreviver.

Como diriam os alemãs: Prosit (Um brinde)!

Sobre o Autor

  • Moises

    opaa..!!

    então temos mais um parceiro para a oktober..!!

    até la..!

  • Pingback: Brasil, país dos cervejeiros. Mas com que cerveja? | Tudo sobre tecnologia!

    • eudes

      Sempre nos deparamos com o fator grana, ou seja, se posso pagar mais, bebo cerveja de ótima qualidade, do contrário, só porcaria.

  • http://brunodulcetti.com/blog/ Dono do Bar

    Eu sempre digo, é bizarro como as pessoas se submetem a somente beber essas "cervejas", se é que posso chamar assim. E ainda continuam achando a Skol como a grande cerveja.

    Mas é verdade que uma boa cerveja é para uma quantidade reduzida de pessoas, já que o preço não agrada muito, mas vale o sacrifício, com toda a certeza.

    Cidade Imperial eu tomei a escura e a clara, bem parecidas e muito boas, mas ainda sou fã da Eisenbahn mesmo :)

    Parabéns meu nobre Napoleão ;)

  • http://www.gustavobarbosa.com.br Gustavo Barbosa

    Dul7, primeiramente, parabéns por este post, muito bem explicado, estamos aguardando ansiosamente o próximo de muitos , eim ;).

    A verdade é sempre tomei Brahma, Skol, Itaipava e etc, mas minha preferência era sempre por Brahma, desde o ínicio do ano venho tendo interesse nas cervejas de qualidade, até comecei um coleção de garrafas (vazias é claro) de cervejas difrente aqui em casa.

    A que eu já conhecia anteriormente era o Chopp da cervejaria Três Lobos aqui em BH que futuramente fundou a Backer. As que eu já experimentei são Petra, Bohemia Confraria, Backer, Black Princess e a Isenbeck(que não gostei).

  • http://www.irrelevante.com.br Buccalon

    Vamos agitar uma viagem p/ campos do jordão?

  • Pedro

    To de acordo com o cara. Moro em petrópolis, peguei uma cidade imperial pra experimentar, curioso por ser uma cerveja produzida no local, e achei uma maravilhosa cerveja.

  • Leandro

    eu sou fã das artesanais e grande aqpreciador…

    vc estando no rio de janeiro não podia deixar de falar da Devassa (loira, ruiva e morena) que são d+ ..

  • Leandro

    aki um poco da historia dela
    http://www.devassa.com.br/historia.php

  • Papai Noel

    Ainda não conheço devidamente todas as cervejas nacionais, mas posso dizer com certeza que até o momento as melhores cervejas que experimentei são as Belgas e holandesas.

    As alemãs não ficam muito atrás, mas não tem como não experimentar uma Duvel ou uma Urthel e identificar a superioridade de uma cerveja dessas.

    Quanto as cervejas Brasileiras, sou completamente da opinião do dono do Bar, a melhor cerveja é a Eisenbach, e posso afirmar que a strong ale é a que deixa mais firme essa convicção. Não que a Ale (pale ale) não seja boa, mas a strong ganha de lavada.

    Aqui em São Paulo abriu um bar a pouco tempo conhecido como bar anhanguera situado na vila Madalena. Recomendo veemente para quem quiser experimentar cervejas da mais alta qualidade, e detalhe, somente nacionais.

    Podemos encontrar a Schmitt, Eisenbach (incluindo a fabulosa e não muito acessivel "Lust"), Baden Baden, Devassa, Dado Bier, Therezopolis e muitas outras que ainda não experimentei.

    É óbvio que em São Paulo o que não falta são bares fabuloso (muitos dos quais são Pub's – minha preferência), mas os preços de cervejas nacionais de alta qualidade ainda são bem menores que as demais.

    Quanto a oktoberfest, acabo de receber um scrap de um amigo… pô o cara tava curtindo lá na alemanha… ai é muita sacanagem…

  • Daniel Simões

    Muito bom!!! Adoro cervejas artezanais, mesmo que quase não tome. Provei algumas e adorei! Quero saber tudo sobre a Oktober. Boa viagem!

  • Daniela Alves (aprec

    putz!!! agora sei pq a danada engorda!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Adriano Henrique

    Vale lembrar das cervejas que não são artesanais, produzidas no Brasil e que são fabricadas com puro malte. Exemplos Bavaria Premium e Heineken.

    Abraços!

  • http://papodebbado Jose Luiz Raccah

    Meu caro, pensando bem você tem toda a razão. A nossa cerveja é mesmo uma porcaria a qual estamos – mal – acostumados. E dizer que a Brahma daqui é igualzinha a Brahma que se vende na Europa, que eu já tomei lá mesmo por curiosidade, é a mais deslavada mentira.

  • Aluisio Franç

    Meu caro, adoro cervejas mas não dá para dizer qual delas é a melhor, pois acredito que a "loira", tem um que de camaleão, uma vez que o gosto vai variando á medida que tomamos; depois do quarto copo fica encorpada e densa, a medida que o papo vai se soltando e ficando tudo redondinho.Aproveite a oktoberfest, da última vez que saí de lá não sei como cheguei á Sampa.

  • sandro

    eu fui dono de bar e mercearia durante 20 anos naquela época eu ja sabia que a cerveja era fermentada no milho e arroz tambem o cara chega no bar enche acara enche o saco vomita na calçada mija fora do vaso sanitário manda pendurar e ainda quer tomar uma porcaria que preste e sem falar do monopólio da ambev qu é dona de quase tudo.

  • santos sueli

    addooro cerveja………………..beijos

  • http://www.manualdocanalha.com Daniel

    Muito bom seu texto, bastante explicativo, sempre gostei de umas cervejas importadas, sou fã de algumas e agora sei porque faz toda diferença pagar um pouco mais e tomar algo de qualidade.

    Abrá

  • marcos

    oi

  • http://www.perry-rhodan.com.br Taurec

    É por isso que só gosto da Heineken. Isso é que é cerveja, não essas porcaria que vendem no Brasil.

  • marcos

    hi

  • Tonho do Paiai&aacut

    Legal…. legal mesmo esta matéria. Deveria ser maciçamente divulgada por este Brasilzão afora!!!!!

    É preciso informar ao consumidor o que ele está, em verdade, consumindo!!!!!!!

    Estimo que as cervejarias não reajam!!!!

    Quando vejo alguns preferirem uma tal "brahma fresh"….. nota-se quanto de baixa qualidade está sendo consmido,

    Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  • Alexandre Silva

    Meu caro, trabalho maior cervejaria do mundo e sou mestre cervejeiro formado em Siebel Institute(Chicago) e Doemens(Alemanha). Sua descrição é de um ponto de vista interessantíssimo. Condordo que antes do curso, pensava beber e fazer a melhor cerveja do mundo. No entanto, após o curso e ter degustado mais de 200 marcas diferentes, conheço muito pouco sobre cerveja. No entanto, o bastante para saber que a melhor cerveja do mundo é a cerveja que pagam para eu beber, ou seja, de graça, pois gosto não se discute.

    Abraço

  • Miguel Santarem

    pra que o cara vai exigir uma cerveja de qualidade, se o camarada desconhece o produto e bebe para ficar bêbado.

  • Coriolano Antô

    Ei aiaiai, hein!!!!!!

    Graça a Deus que não sou só eu que fazia estas críticas……

    O duro é querer discutir isto com os amigos numa mesa de bar, tomando uma loirinha estupidamente gelaaaaada!!!!

    Não perco mais tempo….

    Mas onde que eu posso saborear uma cerveja artesanal aqui na região nordeste do Estado de São Paulo, Alta Mogiana, região de Ribeirão Preto?????

    Agora, Meu Companheiro, estou seco para saboriar uma boa cerveja?????

    Ps.: Faltava realmente este divisor de águas na industrialização de cervejas no Brasil. Parabéns!!!

  • Kelly Batista

    Fala sério um monte de mauricinhos, metido a besta, que não tem nada pra fazer a não ser tirar onda. Que chatiche…

  • dana

    adorei as dicas de cervejarias brasileiras pois adoro cerveja.

  • Carlos

    Sempre tomei Brahma, apesar de não ser igual a que é vendida na Europa, acho a nossa mais encorpada do que aos outras cervejas comuns. bem geladinha, ai que delicia vou tomar uma agora. rsrsr.

  • Expedito

    Queria saber aqui no Brasil qual das cerveja são as melhores cada estado dizem que é uma é diferente do q as outras. Por exemplo: A Brahma no Rio é melhor que de Minas, Não gosto da Skol, Itaipava acho que tem muito alcool, bavari é mais ou menos Gostava muito da Antartica que agora não estou gostando mais. Queria mesmo depois desta reportagem não beber nenhuma desças e beber estas q vc escreveu não acho marcas dessa aqui.

  • FERNANDO MACHADO

    NÃO ADIANTA !!!! A POPULAÇÃO JÁ ESTÁ VICIADA NA BEBIDA. O CAFÉ QUE CONSUMIMOS NO BRASIL E CHEIO DE "COISAS" COMO SANGUE DE BOI, BAGAÇO DE MILHO E AÍ VAI… O BOM MESMO VAI PARA O G8!!!!

    SÓ FALTA, AGORA, O CARA PEDIR NO BALCÃO:

    AÍ, ME DÊ UM ARROZ BEM GELADO OU UM MILHO GELADINHO!!!

  • FERNANDO MACHADO

    COMO EU TECLEI, ANTES, A CERVEJA ESTÁ BATIZADA PARA O SEMPRE!!!!

  • Ronaldo Albuquerque

    Discutir qual cerveja é melhor ultrapassa a questão do gosto. Envolve principalmente grana$$$! Tempos atrás foi lançada a Bhrama Bier 100% malte que não vingou… temos diversos outros exemplos disso no Brasil. Um país considerado pobre como o nosso, infelizmente não pode se dar ao luxo de produzir tantas cervejas caras. A própria população prefere quantidade à qualidade. Concordo que existe um mundo a ser explorado com tantos estilos e sabores (IPA, lambic,pale, etc). Também sou mestre cervejeiro formado em Vassouras, Siebel e Doemens (como o Alexandre acima) e concordo que beber pelo prazer, independente da marca, é melhor que achar que se bebe bem simplesmente para dizer que já bebeu esta ou aquela cerveja "premium, importada". O segredo está no prazer que sente e tão bem que isso lhe faz. Fica meu conselho, experimentem, provem novos sabores, mas acima de tudo, gosto não se discute. Falar que uma cerveja é melhor que outra é definitivamente discussão de bar e papo de bêbado!

    Abraço

    • ZéBedeuVGBR

      A Brahma Bier de longe a melhor Brahma de todos os tempos. Brasileiro burro merece tomar a “água rala” de sempre.

  • spencer gonça

    Acho as belgas (cervejas,é claro)bem melhores do que as alemãs.Sempre tenho,em casa,uma gostosíssima "Leffe" para degustar.Isto mesmo,porque cerveja de verdade não se bebe,degusta-se…É bem diferente de se assentar num banco de boteco e engolir aquela água gelada e amarelada que chamam de cerveja(…que nem Deus o permita!)

  • Roberta

    Adorei a matéria. Tem uma também que é ótima: TERESOPOLIS. Mas o preço é meio salgado. Enquanto a Skol num bar custa R$3,50 a Teresopolis custa R$6,20.

    Mas vale a pena compra-la no supermercado e saborea-la em casa!!

  • fabio schmalz

    ôpa, conheço as made in germany … mas na verdade gosto é da nossa falsificada " skol" que essa desse redondo !!!! haaaaaaaaa!!!

  • RAFAEL RAMOS BOM

    PARABÉNS PELA MATÉRIA, MUITO INTERESSANTE E ESCLARECEDORA. CONHEÇO MUITO BEM A BACKER E ACHO ÓTIMA ,PRINCIPALMENTE A BROWN E A PILSEN. A THERESÓPOLIS TAMBÉM É BEM CONHEÇIDA AQUI NA REGIÃO QUE MORO ( REGIÃO SERRANA RJ – FRIBURGO).

  • Gledson Pedroni

    Opa;

    Em Belo Horizonte tive o prazer de experimentar a Falke, produzida lá mesmo. Fui indicado por um amigo meu, que já fabrica cervejas artesanais e tem planos de expandir até o mercado.

    Devo dizer que o sabor da cerveja de qualidade é infinitamente melhor do que essas outras comerciais… é como se você tomasse a vida toda "caldo de miojo frio" como bebida, e de repente passasse a tomar o mais delicioso dos vinhos. O impacto é notável.

    Não sei se posso, mas vou recomendar o bar Frei Thuck em Belo Horizonte, onde podem ser encontradas várias cervejas de qualidade, inclusive importadas.

    Vale a pena conhecer o que é bom de verdade.

  • Leonardo

    Tem uma matéria legal que eu li na revista Planeta, que complementa sua matéria!

    http://www.terra.com.br/revistaplaneta/edicoes/42

    Abraços

  • Mário

    Aqui em Curitiba, em garrafa (só em distribuidoras) e em lata (em alguns supermercados) estão vendendo a Bohemia escura com preço razoalvelmente acessível. E é muito boa.

    O chopp da Brahma pode até ter milho ou arroz, mas para mim, quase sempre é melhor que qualquer cerveja…

    A Bohemia de trigo, Bohemia Weiss também é muito boa…

    É claro que todas estas bebidas não custam

  • Mário

    Aqui em Curitiba, em garrafa (só em distribuidoras) e em lata (em alguns supermercados) estão vendendo a Bohemia escura com preço razoalvelmente acessível. E é muito boa.

    O chopp da Brahma pode até ter milho ou arroz, mas para mim, quase sempre é melhor que qualquer cerveja…

    A Bohemia de trigo, Bohemia Weiss também é muito boa…

    É claro que todas estas bebidas não custam tão barato, mas nem são tão caras…….

  • alguém que be

    cara… água fementada foi de foder…

    ok ok eu sei que a cerveja brasileira impera pela má qualidade…

    mas prestatenção!!!

    água fermentada!! jésuis!!

  • rozimelha Ferreira

    Verdades e mentiras!!! bom eu aprecio uma boa cerveja, mas o quisito x é o teor alcoólicooo!!!! as marcas são importantes, valores também, todo mundo merece uma gelada! Ah fiquei preocupada agora…, arroz não engorda, o milho para cada espiga 365 KCAL uhaaaauuuuuuuuuuu! população brejeiros obesos.Abraço.

    Beba com moderação!

  • Ronaldo Alves

    Boa tarde,

    A cerveja itaipava tem alguma diferença das outras nacionais?, pois acho a melhor cerveja das nacionais de alta produção.

    Um abraço.

  • Ronaldo Albuquerque

    Itaipava tem um mosto básico menor, ou seja, é mais diluída e consequentemente com uma sensação de drinkabillity maior. Agregado a isso, menos álcool, açucar não fermentecível residual…

    Abraço

  • Eduardo Caminoto

    Já sou viciado, adoro uma gelada, 1º bhoemia, skol, e o resto tem que estar mais gelada, valeu a matéria!!!

  • Flávio

    Por mim não existiria cerveja. Odeio o gosto, odeio gente exalando cheiro de cerveja.

  • luis carlos biussi

    pois é amigo eu sempre comento com meu colegas

    de cerveja hoje só tem porcaria no mercado

    de primeiro agente tomava cerveja éla fazia uma espuma legal e tinha sabor hoje mais parece com

    refrigerantes réba e tem gosto de milho ou sei la o que , no dia seguiente o estomago esta ardendo

    e voce com bafo de milho fermentado pô que

    safadeza desses cara filhos da puta ,pô cobre

    um preço justo mais nos venda coisa boa pa

  • gibran schmitt

    graaaaaaaaaaannnnnnde matéria…….adoro baden baden, bohemia de trigo e eisenbahn……nao sei como tem gente ki toma as bavarias e antarcticas da vida..,.,valeu o comentario.,.,.,..,

  • Dudu

    Como sou de Blumenau, local da famosa Oktoberfest, indico o chop de Weisenbier da Eisenbahn!!!!

    Não existe chop melhor… por ser de trigo, é extremamente saboroso e encorpado… merecendo mais goles do que outros… hehehe

    Enquanto isso.. tem maluco bebendo o chop aguado da Brahma… MELHOR PARA NÓS!!!

    Abraço.

  • Raimundo Ferreira do

    conhecer mais um pouco sobre a cerveja e seus efeitos

  • Cláudio

    Parabéns pelos esclarescimentos….

    Gosto da Baden Baden (por uns R$ 10,00/garrafa).

    Aqui em Brasília tem a cervejaria Stadt Bier, com um sabor diferenciado, mas pena que não vai aos mercados, só nos bares….

    Oktober na cabeça….

  • Roberto Rucas Achy S

    Valeu!!! Sou eximio tomador do nobre liquido.Agradeço

  • http://deleted Raimundo Ferreira do

    a cerve com certeza anima as pessoas por isso bevo esporadicamente

  • xico

    kkkkkkkkkkkk

  • Ronaldo Albuquerque

    As pessoas não podem falar que estão fazendo merda se não conhecem o processo cervejeiro!

  • Leu, pensou e

    Huahuahauhau… olha, eu moro aqui em Balneário Camboriú, fica do lado de Blumenau. Eu adoro as cervejas artesenais, amo mesmo, mas nunca comprei um engradado de uma. Quando o assunto é um churrasco com os amigos uma caixa de Bavária Premium é de alto padrão. A Bavaria Premiun, a Heineken entre outras são cervejas puro malte e industrializadas!

    Agora, nada melhor do que uma Strong Gold Ale!

  • Ludista

    AH! bom argumento para tomar cerveja semi-gelada como eu gosto… assim se sente o verdadeiro gosto e qualidade…

    E quanto as "suaves" urggh, horríveis.

  • Wellington Pontes

    Gosto de saborear uma maravilhosa BRAHMA, depois do trabalho. Apesar de trabalhar com brahma, skol, antarctica e bohemia.

    Wellington – Caxias(MA).

  • Gilson Terra

    Tomo cerveja todos os dias, mas na minha cidade Piumhi MG, é uma vergonha o que fazem com a gente. Você pode tomar uma Brahma ou Skol, de 5 fabricas diferentes, MG, AG, JA, MN, JC em uma unica mesa, ou seja, cada hora vem um sabor diferente. Detesto isso. Sou apreciador de uma boa ceveja e tem que ser gelada.

  • http://www.papodehomem.com.br Dr Health (da Papo d

    Posso dar meu depoimento pessoal depois que conheci o Napa Ale.

    Eu sempre gostei de cerveja. Adorava Skol (argh), por exemplo.

    Depois que provei as artesanais e importadas, percebi que vivia numa Matrix cervejeira. Hoje em dia essas cervejas que eu curtia não me passam de MIJOS gelados. Só tomo se não tem outra.

  • Otávio

    Muito boas estas iniciativas de revelar aos não iniciados os prazeres de se beber uma boa cerveja!

    É Prost!, e não Prosit, como escreveste!

  • Valmario Genary Coel

    CERVEJA PRÁ MIM É KAISER!!!!!!!!!

  • http://bebomesmo heriberto antonio co

    tem um ai q acha a heineken a melhor cernveja do mundo gosto e gosto + ta por fora em cara e concordo com o outro que amelhor e que pagam pra mim beber o resto e resto rsssssssss pois comentar e facil dificil e saber beber

  • http://www.papodehomem.com.br Dr Health (da Papo de Homem)

    Fala pessoal.

    A galera que me conhece da Papo de Homem sabe que sou amante de uma boa cerveja. Muito disso se deve ao vasto conhecimento que me foi transmitido pelo autor do artigo, que vem a ser o guitarrista da minha banda.

    Por minha indicação ao Dono do Bar, ele agora brindará vocês com muita informação boa sobre o mundo da cerveja. Perdi a conta de quanta cerva boa passei a conhecer desde que entrei para a banda. As artesanais daqui, as alemãs, as belgas, etc, etc, etc…

    E amanhã estaremos indo para Blumenau, curtir a grande festa e as maravilhosas cervas locais!!

    Parabéns, Napa Man!!! Mas tu canta mal pra caralho, hahahahahahahha

  • Junior

    uma ceva estupidamente gelada num tem nem comparação …….. nois so num bebe acetona pq tira o esmalte dos dente se nao a gente bebia mesmo…

    putzzz uma ceva é muito bom!!!

  • http://superperolas.blogspot.com Super Pérolas

    Adorei a matéria, parabéns, muito boa mesmo.
    http://www.superperolas.com

  • Rchid Sadoc

    As cervejs do Brsil estão entre as melhores do mundo. A sua preferência é notada em todas as capitais do Brasil. Todavia, é preciso fiscalizar a cobrança desse precioso líquido, pois, quando não são muito caros, gerelamente é cobrda a mais por pessoas inescrupulosas e de má fé, aproveitando-se do estado de euforia dos seus consumidores. Isso é detectado nos bares, delicatessens, restaurantes hotéis, barracas, enfim, em todos os lugares onde são consumidas. É um verdadeiro abuso que as autoridades precisam tomar conhecimento.

  • Ray

    Achei interessante a reportagem, porem, moro em Sampa e quais cervejas alguêm poderia indicar !.

    Abraços

  • Brasil

    Adoro cerveja…

  • silvio

    Bom, mais um pra confirmar o que eu achava!!!

    Não estou só, ainda bem!!!!

  • Ismael Franceschini

    Dizem que a água é a melhor bebida do mundo, e é por isso que foi colocada na gostosa cerveja!!!

  • Vitor Antunes

    Parabéns pela matéria, trabalho em uma importadora de cerveja e fiquei feliz em poder ler umas verdades do mercado…só não concordo com a foto da baden baden pois esta cervejaria após ter sido comprada por uma das grandes, perdeu todo o glamour construido durante anos, hoje se voçê pegar qualquer uma delas e olhar o rótulo vai verificar que em seus ingredientes contém conservante, ou seja não é mais totalmente pura…Ah e um toque do mercado está chegando em sp a BAUHAUS que é uma mineira extra puro malte bem interessante!

    Ps. A minha preferida foge um pouco do tema, pois é a ERDINGER TRADICIONAL…hehe abraços.

  • carlos magno

    É óbvio que aqui sempre tem que ter o famoso jeitinho br, as leis que regulam a cerveja na europa são mais rigorosas e cumpridas por exigência! ou enquanto a europa não vem até eu, é lójico que eu irei até a brahma, bohemia etc.

    Mas a matéria é de exelecente respaldo.

    parabéns!

  • Carlos Portuga

    Ola e vcs ja beberam a nossa cerveja Sagres,SuperBock delicia.

  • Daniel da Silva A&nt

    Ótimo texto, só esqueceste de citar a Heineken, cerveja importada que segue a lei da pureza mas tem um preço muito mais acessível do que as micro-cervejarias locais. Apesar de adorar as cervejas da Eisenbahn, não troco a Heineken por nenhuma outra.

  • http://www.manualdocanalha.com Daniel

    Muito bom seu texto, bastante explicativo, sempre gostei de umas cervejas importadas, sou fã de algumas e agora sei porque faz toda diferença pagar um pouco mais e tomar algo de qualidade.

    Abrá

    http://www.manualdocanalha.com

  • Diego

    Sinceramente eu bebo pela tonturinha que a cerveja poporciona, seja de milho, arroz ou qualquer outra coisa…bebemos por causa do álcool mesmo, hehe…deixa qualquer mulher atraente…mas o artigo até que é interessante…

  • napa ale

    Bem, otávio, pode ser prosit ou prost também, tanto faz, o importante mesmo é prestigiar a boa iniciativa cervejeira nacional. Falando nisso, é óbvio que não deu pra citar todas as boas micro cervejarias nacionais, foi até covardia ter de escolher algumas como exemplo. Eu tiro o chapéu para as mineiras, como a Falk, a grande Austria Bier, a sensacional Walls e outras tantas. Devassa? Também tem arroz e milho mas já é um tanto melhor que as "populares", o chopp é agradável, e a localização das franquias ajuda. Falando em SP, temos perto de Ribeirão a Ashby, a Bamberg e outras q preciso conhecer de fato. Colorado? Assunto polêmico… Ein prosit, ein prosit der gemutlichkeit… Valeu pela atenção galera! Keep on drinking, que seja a cerva que for! Melhor que beber Keep Cooler!

  • napa ale

    A propósito, Blumenau, I love you so much!

  • napa ale

    Tô chegando amanhã!!! Blumenau!!!!

  • Neide Araújo

    Caraca! Adorei a matéria e pretendo observar melhor os sabores .

  • http://www.bwfclan.com/forum Desguteiro

    Bom começando, olá a todos os pinguços e futuros pinguços e tudo mais … não li todos os posts … mais li a entrevista tudo que eu sou bem preguiçoso … mais então eu nem imaginava isso pra inicio de conversa

    Isso é uma pura sacanagem, acho que todos nós aqui apreciadores de bebidas alcoolicas devemos postar algumas cervejarias que são realmente boas …

    O que acham?

    Bom vou começar moro em BSB [Brasilia] e conheço uma boa cervejaria que fica no setor das industrias graficas … perto do sudoeste não me lembro o nome´por que é dificil … mais é a unica que tem lá !!

    Deixo ai meu comentarioa todos

  • Jaroslav

    Parabens pela pura verdade, sou cervejeiro com muito orgulho e ainda no entendo como e possivel vender tanta porcaria que resolveram chamar cerveja o que deve ser um insulto aos que fabricam cerveja honesta de boa qualidade a um bom preco. Somente um porem ao artigo, minha opiniao pessoal, nao existe uma cerveja boa de garrafa. Boa mesmo vem de BARRIL.

  • Ronaldo Albuquerque

    Ainda bem que o flávio não é o dono do mundo…

  • CuscoKid

    Pois eh, uma desconfiança que eu tinha ha muito tempo… por isso tenho bebido a Xingu, rsrsr, pouca agua e muito malte… minha opçaun, e tbm bebemos aqui no Sul Chop envazado em garrafinhas pet, muito superior as latinhas de cerveja aguadas de um pila, e saun no mesmo valor…

  • Sergio R. Santos

    A matéria até parece papo de sommelier: é mais importante mostrar conhecimento do que aproveitar a bebida. A quantidade consumida pelo brasileiro comum é incompatível com o custo e o teor alcoólico das cervejas especiais. A fama de algumas não condiz com sua qualidade, é verdade. A criação da AMBEV foi um escândalo jurídico: criou um monopólio, financiado pelo BNDES, para ser vendido para uma empresa belga. Mas existem boas cervejas industriais, como a Bavária Premium (PURO MALTE); Heineken, Brahma Extra, Bohemia Weiss e outras. Gosto e disponibilidade de dinheiro não se discutem.

  • http://brunodulcetti.com/blog/ Dono do Bar

    Legal ver a galera comentando sobre, tanto concordando ou não.

    Só digo uma coisa, que só bebo agora as "cervejas populares" em botecos que não existem cervejas de verdade ou em churrasco de amigo, que o cara, logicamente, vai comprar uma conhecida e barata, porque bancar pra uma galera fica difícil.

    Mas ainda realizarei meu sonho de poder bancar um churrasco só com cervejas de qualidade, pelo menos as que eu acho ;)

    Parabéns meu nobre Napa. Aguardando ansiosamente pelo próximo sobre a Oktober ;)

  • Mariângela Mar

    Sinceramente, li e.. li de novo a matéria, e depois, lí e reli os comentários. Muito educativo, realmente! Mas… acho que vocês esqueceram de falar de uma coisa muito mais importante do que o teor, o valor e a qualidade do que bebemos (e olhe que eu bebo bem, graças!!!).

    O mais importante não é o valor da cerveja, não é a qualidade da mesma, e sim, o que ela nos trás.

    O fato de gostar de Skol, de Antártica, de Heineker ou de Baden não tem a mínima importância. Se sou pobre ou sou rico o bastante para pagar 68 reais por uma cerveja não constitui nada… nada mesmo do que o valor da condição amizade x barzinho x cerveja. Essa sim é a cerveja ideal… regada de muito papo furado, uma tontinha que esquece os presentes, um amigo que tenta te beijar na boca… e ELA, está alí… sempre! A cervejinha nossa de todos os dias… ou… de alguns dias da semana.

    Bjos a todos

  • http://brunodulcetti.com/blog/ Dono do Bar

    Oi Mariângela.

    Concordo com você, mas o ponto passado no post é de gosto da cerveja e não situação, o social que ela nos proporciona.

    Mas é um belo ponto abordado ;)

  • http://www.leonaraujo.com Leonardo Araujo

    Cara, legal ver a minha foto no começo do seu post. Conheça meu blog também. Amanhã o Papo de Bêbado vai ganhar um banner e link lá.

    Abraços!

  • http://brunodulcetti.com/blog/ Dono do Bar

    A foto ficou muito boa Leonardo. Parabéns.

    Linkei para o flickr, não sei se era o correto. Espero que sim ;)

    Abraços.

  • Wagner

    As cervejas industrializadas nacionais são péssimas.

    São tão ruins que servidas bem geladas, não mudará a falta de gosto delas, o lupulo passa bem longe.

    É uma água cara !!

    Pode-se achar cervejas importadas por preços acessíveis, quando realmente se degusta uma cerveja de qualidade, percebe-se rapidamente a diferença.

  • meu negocio é

    eu sou só da SKOL!

  • Pingback: Vídeos, Jogos & Blogs | Asttro!

  • http://flickr.com/kahe Kahe

    Show de texto.

    Excelente a foto da BadenBaden! (only joking) Gostei de ver uma foto minha usada aqui.

    Abraços

  • http://deleted Raimundo Ferreira do

    valeu pureiro

  • Napa Ale

    Falaram sobre a bauhaus. Achei interessante. Vale a pena. Por aqui em Blumenau o bicho está pegando. Aguardem…

  • Napa Ale

    Em relação ao Sr Sérgio, de fato a maioria das cervejas artesanais tem grau alcóolico semelhante às dita populares. Ademais boa parte delas não é tão cara assim. E gosto é gosto. Há quem ouça Motorhead, há quem ouça Poison e assim a diversidade vai fazendo o tempero da vida.

  • Rogério

    Mariângela falou tudo!

    Não tem cerveja pior do que aquela que se toma sozinho.

    E não tem cerverja que não seja ótima quado se está rodeada por amigos.

    um abraço

  • Bêbado

    Só vale lembrar aqui, que a temperatura média nos países europeus é bem baixa se comparada com o Brasil.

    Não consigo nem imaginar um sábado a tarde, com 35 graus de temperatura na sombra, sentado num kiosque na praia, tomando uma brêja amarga como as alemãs. E viva o produto nacional, de péssima qualidade, mas extremamente refrescante!

  • ricardo

    voçê esta certissimo…mais veja a minha situação…aqui onde moro se for sair pra procura um lugar que tenha essas cervejas..kkk..to lascado…

    quero dizer que não é todo lugar que tem essa maravilha…

    moro em recife,PE…se fosse sair pra tomar essas cevejas iria ficar maravilhado e satisfeitissimo…mais ai quem ia ficar com uma terrivel fermentação era meu BOLSO..kkkkk

    fazer oq se todo buteco só vende skol como a melhor cerveja…

  • Absurdo

    O "Bêbado" tocou no ponto.

    Viajo com frequência pela Europa e, como adoro cerveja, vou aproveitando para beber as cervejas nacionais desses países.

    Em termos de variedade, a Bélgica é o "país cervejeiro" por excelência.

    São execelentes cervejas de todas as cores, sabores e graduações alcoólicas. E todas muito , mas mesmo muito boas, saborosas.

    A Alemanha tem também uma enorme variedade, que ultrapassa a vulgar pilsen. A Weissbier, por exemplo é muito refrescante no Verão (alemão, entenda-se…) mas não é para toda a gente, dada a cor e densidade.

    No inverno, as Ales e as Bitter britânicas ou as stout irlandesas são fantásticas.

    Para o Verão do sul da Europa (ou brasileiro) só há mesmo um tipo de cerveja: a brasileira.

    Podem dizer mal do produto nacional – que já percebi que é uma tradição brasileira, tudo o uqe vem de fora é bom, o nacional é mau… – mas não consigo encontrar uma cerveja como Brahma, Antártica ou Skol para serem bebidas em ambientes de 35 graus ou mais.

    São mais aguadas e leves do que as europeias? É claro que são, mas não duvido que é de propósito e não resultado de tentar ganhar dinheiro reduzindo a qualidade.

    É que são essas as características refrescantes que permitem beber – e muito – a cerveja num clima tropical, sem se ficar pesado, e aqui digo pesado na cabeça (pouco álcool) e no estômago, leveza da cerveja.

    Duvidam? Experimentem beber em Dezembro no Brasil uma Ale inglesa ou a fantástica Guiness irlandesa – uma das minhas favoritas – à temperatura a que são servidas ( é a temperatura que melhor se adequa à sua degustação plena) no Reino Unido ou na Irlanda. Alguém conseguiria beber uma cerveja e considerá-la agradável no Verão brasileiro se for servida a uma temperatura que deve rondar os 15/16 graus?

    Na minha opinião, a cerveja brasileira é a que melhor se adequa ao clima quente e húmido tropical e não a troco por nada quando por aí estou.

    Já agora e a propósito de cereais: a Budweiser é feita de arroz e é uma excelente cerveja, na minha opinião.

    • aleksandro

      Então apos ler seu post para alguns alemães hehehehe eles ficarm bravos com seu comentario hehehehehe pois sabe como é torcedor de um time fanatico, são assim este povo da bavaria hehehe e so pra vc saber estou tomando uma AUGUSTNEBRÄU MÜNCHEN na casa dele heheeh e mais delicioso ainda vou ficar aqui ate dia 6 de outubro hehehehehe e vou beber umas na oktoberfest.

  • Sergio Roberto Butzk

    Com certeza muitos vao concordar comigo.Ja fazem alguns anos atras,aqui na regiao do vale do itajai,bebia-se uma antarctica muito boa:A Antarctica de Joinville.Infelizmente nao se produz mais.

    Mas hoje temos ótimas cervejas puras por aqui.Eisenbahn,bierland etc.

  • ROGERIO FERREIRA

    Conheço bem as cervejas nacionais,e acho que nenhuma supera a qualidade das cervejas fabricadas pela Cervejaria Petrópolis(petra,itaipava,crystal,teresopólis,black princes,lokal…)pois tem uma qualidade grande,tem otimo sabor e são suaves,não dão ressaca e nem aquele gosto ruim na boca,(e olha que eu trabalho na concorrente)

  • Napa Ale

    Quem já tomou um chopp pilsen da mistura clássica ou uma backer pilsen entre tantas, sabe q existe refrescância sem obrigatórios arroz e milho. Vale a pena experimentar. Verdade é q temos no Brasil excelente variedade de cervejas de qualidade para todos os momentos e climas, e sem preços estratosféricos.

  • Dr Health

    Claro que as Skois e Brahmas da vida são refrescantes… Vc tem que tomar a quase zero grau pra essas porras descerem sem aquele gosto horroroso. Assim "refresca" até o cérebro

    Lembro de estar tomando uma Mistura Clássica e acabei deixando esquentar um pouco. Arrisquei beber e o gosto continuava maravilhoso.

    Se fosse uma Skol, já tinha ido pro lixo.

  • http://brunodulcetti.com/blog/ Dono do Bar

    @Dr. Health

    isso é verdade. No calor carioca por exemplo, você pega uma cerveja geladíssima, refresca bem. Mas se você não beber aquela cerveja em, NO MÁXIMO, 5 minutos, já era.

  • Weizenwarrr

    Já que o Rogério comentou os quesitos "não dar ressaca no dia seguinte" e "não deixar gosto ruim na boca", posso atestar que as cervejas mencionadas pelo Napa Ale neste artigo têm este grande diferencial. Consumir apenas uma ou duas latas de cerveja de baixa qualidade, tal como Brahma e Skol, em uma noite, realmente é uma ato inofensivo ao organismo. Mas experimente passar uma noite de Oktober bebendo 10 ou mais copos de chope de 400 ml… Aí sim entra a importância da famosa "lei da pureza alemã de 1516". Ela salva o bom bebedor da dor de cabeça e dos outros males já mencionados. Aproveito para elogiar, na categoria "pilsen", sem dúvida a mais propícia ao clima brasileiro, as cervejas nacionais Eisenbahn, Backer e o chopp da Zehn Bier (mas este tem que ser o tirado na fábrica, em Brusque-SC).

  • Pingback: Cerveja gelada | Batecabeça

  • http://azbier.blogspot.com Fabrício

    Grande explicou tudo de A à Z, é isso que estou tendando mostrar para os meus amigos.. e aprender tb.

    Abraço

  • Tom

    Muito bom!!! Parabéns pelo ótimo e objetivo artigo, muito esclarecedor. Sou fã de cerveja, comecei a gostar mais quando vim morar em Florianópolis e conheci a Eisenbahn. Agora consigo compreender perfeitamente o que queres dizer com o "ranço residual das Brahmas da vida" haiuahiuahaiua… é terrível mesmo… tem gosto de inseticida! Abraço!

  • marujo

    Muito bom ! bebedores de arroz e milho ultra congelados ,essa foi otima kkkkkkkkkkkkkk

    a minha "brahma" se chama konig pilsener (alema)no qual pago rs 3,75 a garrafa de 500ml ,ja vi neguinho pagando rs 5,00 pra tomar bohemia ekaaa!!!

  • mauricio

    muito bom o texto ,eu tenho 41 anos e fiquei a par dos cerais não maltados la pelos 30anos ,a partir de entao passei a entender o porque existe a lei da pureza ,para evitar que consumidores desavisados consumam esse liquido nojento produzido com arroz do tipo 5 (mais quebrado impossivel ) e com quirela de milho ,que aki é chamado de cerveja,por exemplo skol brahma antartica etc ,é interessante observar q todas as marcas da ambev possuem cerais nao malteados enquanto marcas como bavaria premium ,kaiser bock e heineken sao puro malte ,porisso sempre oriento meus amigos a no minimo consumirem estas citadas por ultimo.

    Quanto ao clima do brasil relatado por alguns como desculpa para beber o liquido rançoso eu afirmo que bebo bock ,porter ,red ale e o escambau em pleno verao de 35 graus ,cerveja é assim forte e pra macho …..

  • fabiano

    pra que o cara vai exigir uma cerveja de qualidade, se o camarada desconhece o produto e bebe para ficar bêbado.

  • fabiano

    A sede ensina a beber a todos os animais, mas a embriaguez só pertence ao homem

  • fabiano

    Invejo as pessoas que bebem. Pelo menos têm alguma coisa em que botar a culp. Para bom bebedor meia garrafa basta. O primeiro chope é bom para a saúde; o segundo é bom para o prazer; o terceiro é bom para a vergonha e o quarto é bom para a loucura.

  • Jorge

    Deve ser por isso que a gente "empapuça" de tomar essas cervejas, as vezes parece que o organismo rejeita, mas a gente insiste. Quando tomo a Cerveja Original, por exemplo, fico melhor do que se tivesse tomado uma Brahma ou Skol. Gostaria de umas dicas sobre cervejas boas e comuns de se encontrar(Ex.: a Brahma Extra é uma boa opção ou no fundo é a mesma coisa?). Atualmente moro em uma regiao do interior de sp onde a Crystal faz sucesso….Bohemia Confraria o pessoal nem sabe o que é…

  • http://www.papodebebado.com/ Dono do Bar

    @Jorge valeu pela sugestão, dá um belo post ;)

  • http://www.mendesbier.blogspot.com Nauru Mendes

    Legal sua materia

    è isto ai as artesanais vem ai rss

    abraços
    http://www.mendesbier.blogspot.com
    Nauru Mendes

  • http://www.vaitomanocu.com Juvenal

    vtnc… pq não muda esse lixo de uma vez para "alcoolicos anônimos?? " Se soubesse tanto das cervejas alemãs teria falado de como elas são servidas Dr Beer. De cada 10 bêbados q conheço, 9 não distiguem mais nda depois da segunda lata, pode servir merda quente ou gelada q nem vão saber qq tão bebendo. Só pra terminar… Não me espanta colocar em primeiro lugar uma cerveja carioca né… BRASIL, O PAÍS DOS HIPÓCRITAS.

    • Mestre Crervejeiro

      Amigo, tá na hora de trocar a pilha do vibrador que tá atolado no teu rabo….o mau humor começou a mostrar que o brinquedo parou de vibrar.
      Cheers!

  • Juvenal

    "Deve ser por isso que a gente “empapuça” de tomar essas cervejas, as vezes parece que o organismo rejeita, mas a gente insiste. "

    eu mereço….

    EXPERIMENTA… ir num médico especialista e eu sei bem certinho qq ele vai t dizer meu filho. Daki mesmo eu t dou um diagnóstico de gastrite seu otário, se ligue.. . como disse ua guria aí pra cima… eita bando de mauricinho (achando que estão) tirando onda…

  • marujo

    para os otarios que preferem pagar barato 1 real e beber mijo enlatado(skol ,brahma) meus pezames ,eu apos muito relutar entendi que cerveja e feita somente la pros lados da alemanha e hoje aceito pagar mais caro e acordar sem gosto de guarda-chuva na boca.

  • marcelo

    eu bebo da branca eu bebo da amarela ,eu tomo daquela que me desce bem pela guela…

  • José Almeida

    A ótima cerveja inglesa e iralndesa nada tem que ver com a alemã. O país cervejeiro por natureza, a Bélgica, onde existem centenas de cervejas diferentes, desde a Mort-Subite até à cerveja de framboesa ou de morango – e é mesmo cerveja, com receitas dos frades de centenas de anos! – supera de longe a cerveja alemã.

    A Heineken, uma das cervejas mais conhecidas do mundo é holandesa, bem como a Amstel.

    A Tuborg e a Carlsberg, outras das reconhecidamente excelentes cervejas comerciais são dinamarquesas.

    A Budweiser – na versão americana – ou Budvary na versão original, é de origem Checa, país onde se situa a cidade Pilsen, que dá nome à variedade de cerveja mais produzida em todo o mundo.

    A Espanha tem excelentes cervejas, nomeadamente catalãs.

    Portugal tem a Super-Bock, premiada em qualquer concurso em que entra.

    A Cobra indiana é fantástica.

    No Brasil, sobretudo no Nordeste e durante o dia, não vejo como alguém prefere uma ale inglesa, uma lambic belga ou uma weissbier alemã a uma das excelentes cervejas comerciais brasileiras, como a Brahma, por exemplo, leves e apropriadas ao clima.

    Evidentemente que se beber cerveja significa beber até cair para acordar de ressaca, é natural que a Brahma dê dor de cabeça. Como dá o vodka, o vinho, ou qualquer outra cerveja (ou bebida alcoólica) de qualquer outro lado do mundo quando bebida em excesso… pensar que, a seguir a beber em excesso, apenas algumas bebidas, supostamente de má qualidade, provocam ressaca é mito urbano e desculpa de mau bebedor…

    É mesmo mania de dizer mal do produto nacional e que só o que vem do estrangeiro é que é bom!…

    Ainda assim: querem continuar a gastar mais dinheiro por cervejas que acham melhores e que vos sabem melhor? Ótimo! Força, e que vos saiba bem.

    Eu, quando vou a Londres bebo uma ale inglesa, a Dublin não passo sem uma pint de Guinness, em Bruxelas sem uma trappiste de meio litro e no Brasil sem uma Brahma.

    Boas cervejas para todos!

  • http://www.wikibier.com.br Pedro Busko

    As cervejas nacionais "populares" são em sua Pilsners, e um ótimo exemplo de uma Pilsner refrescante e saborosa é a Czechvar (http://www.wikibier.com.br/artigo/czechvar).

    Indicação para quem quer conhecer um pouco mais de cerveja, e também para quem quiser colaborar:

    http://www.wikibier.com.br

    Valeu!

    • João

      A Czechvar é muito foda!

  • marujo

    jose almeida meu amigo ,por acaso voce trabalha na ambev ??

  • kiko

    tem um mane ai que só toma cerveja porter se for la na inglaterra ,de trigo só na alemanha ,trapist só na belgica ….daqui a pouco ele vai falar que só come macarrão na italia,e hamburger no EUA….kkkkkkkk cada uma que agente ve por ai ,rapaz tira o escorpiao do bolso e para de beber milho enlatado!!!

  • skinhead

    jose você é mulher??

  • José Almeida

    Não trabalho na ambev, não sou mulher e anda por aí um kokote que não sabe ler.

    Adoro Guiness. Mas só bebo no inverno, porque é uma cerveja de inverno e demasiado pesada para o verão, tal como a generalidade das trappistes belgas.

    Quando no Brasil – e só estive no Brasil no verão sul-americano, mesmo quando no Sul – prefiro a boa cerveja adaptada ao clima.

    Não gostam? Óptimo, bebam o que bem lhes der na gana.

    Agora, dizer que a cerveja é má, apenas por pose, sem qualquer conhecimento real, no pressuposto de que numa manhã "x" após litros de cerveja comercial brasileira acordaram com enorme ressaca e noutra manhã, com – provavelmente muito menos litros de cerveja, até porque é bem mais cara – outros litros de cerveja artesanal ou estrangeira, acordaram com coros angélicos, parece-me nada científico, pouco honesto intelectualmente, enfim, errado.

    É claro que não bebo "apenas" isto ou aquilo quando vou aos países de origem… mas isto já é dar demasiada importância a provocações de KoKotes.

    Continuo a achar a cerveja comercial brasileira uma excelente cerveja de verão, algo, aliás, que está a tentar ser copiado – sem grande sucesso, diga-se de passagem – na Europa.

    Boas cervejas

  • 1berto

    Ótimo post, num post como este estão economizados anos que levei para descobrir (experimentando e fuçando várias fontes na net) o universo do ‘submundo’ da cerveja de verdade acessível no Brasil. Ironia das ironias muito da facilidade do acesso e preço razoável das boas cervejas se deve a Schincariol que comprou a Baden, a Devassa e a Eisenbahn e tornou as mesmas mais disponíveis pelo menos nas gôndolas dos supermercados. Faltou mencionar somente a excelente Colorado que engrossa a representação do interior paulista e a Baker, de BH.
    Como já foi dito várias vezes por aqui cada um toma o que quer, mas não acho acho que seja necessário tomar milho para tomar uma cerveja refrescante, a Heineken por exemplo cumpre bem esse papel e essa questão do preço também é muito relativa, já cansei de ver Heineken no supermercado (moro em Brasília) mais barata que Bohemia.

  • Francisco Tramujas

    Excelente texto! Já conhecia o tema , mas a leveza em seu texto me deu vontade de seguir a leitura.

    Parabéns!

  • Lucas Leite Lopes

    eu curto vários tipos de cervejas .. minha preferencia eh a pilsen … não tem jeito acho que é a preferencia tb da maioria dos brasileiros .. vivemos num país quente .. já imaginou sair tomando cervejas de grande graduação alcoolica em um sol de rachar na praia .. sem condições .. não tiro o mérito dessas cervejas principalmente em ocasiões especiais tanto pelo o ambiente como pelo o preço .. mais tipo acho que quanto a esse quisito .. falta tanto no brasil variedades em todas as marcas .. e uma divulgação maior .. pois só em sites especializados que leigos como eu matadores de pilsen .. podem descobrir sobre as N variedades e ter a oportunidade de aprecia-las .. bebam sem moderação desde que não dirijam

  • Samuel

    Ouvi falar que a Skol e filtrada apenas 1 vez e as cervejas de ponta 3 vezes, a tornando mais barata. Por isso, tanto marketing pra ela. E verdade?

    Abs

  • Carlos

    Porem, a cerveja de qualidade produzida por cervejarias menores pode estar correndo risco……é só pesquisar, e observar quem são os atuais proprietarios da Eisenbahns…Baden Baden..ja estão na mão das poderosas…..Na mão destas maravilhoas produtoras desses liquido amarelado,que ele batizam de "cerveja"

  • Eduardo

    Se tem uma coisa pior do que o sabor (ou a falta dele) de certas cervejas são as opiniões sobre cervejas. Nada mais previsível e repetitivo. Quando todos começam a elogiar original, os elogios duram 10 anos no mínimo. A cerveja já virou uma bosta, mas as pessoas não param de falar bem. Exemplo disso é a bohemia.

    Tem cervejas simples, sem pretensões ou fama, mas muito gostosas: brama prêmium, kaiser gold, skin munich (escura), e alguma outra. Mas essas cervejas têm um grande problema: Elas não têm FAMA de boas cervejas. Essas são as mais baratas e populares com qualidade.

    Mas as melhores que já tomei, nacionais (nacionais de verdade e não apenas produzidas aqui com know how e fórmula importados) foram Cerpa (long neck) e Nobel premium. A primeira produzida no Pará, a segunda em Pernambuco. Quem diria…

  • Eduardo

    Outra coisa, não tem como comparar Europa com o Brasil ou EUA, pois a Europa pois a produção de cervejas na Europa é dispersa em cententas e centenas de cervejarias, enquanto que aqui são gigantescas unidades industriais. Isso tem duas implicações importantíssimas:

    1) Todo processo que em larga escala que envolva fermentação é um processo pouco controlado e preciso. O controle da temperatura em grandes tanques é muito menos eficiente. Mas o problema vai muito além da quetão de temperatura.

    2) Produzir em larga escala e em poucas unidades produtivas significa: maior tempo de distribuição e maiores estoques, e tudo isso implica numa cerveja relativamente "velha" na prateleira (o que não tem nada a ver com prazo de validade). Acontece que a cerveja é uma bebida feita para tomar nova! Por isso o chop é tão mais gostoso! Lembro quando visitei a cervejaria da Belco. A belco tinha fama de cerveja ruim, mas chegamos embaixo de um tanque de 250.000 litro e abrimos uma torneirinha. A cerveja era novíssima e foi uma das melhores que já tomei. Não tinha sido pasteurizada ainda. Era belco e era deliciosa, pois era nova.

    Imagino que na Europa, muitas vezes só se toma chop (cerveja nova e não pasteurizada) ou pelo menos uma cerveja fabricada há poucos dias.

  • carlos

    concordo mas há quem possa andar de fusca e quem possa pagar pra andar de carro zero, como é o meu caso. Se os outros nao tem grana pra pagar mais de 10 reais em uma garrafa não é problema meu, eu como nao bebo pra ficar bebado mas sim pra degustar sei do que voce fala. o problema é dos outros que gostam de beber esse suco de cereais e permanecem na ignorancia, a informação está ai pra quem quiser.

    esse mestre cervejeiro aí nao entende de nada duvido muito que já tenha bebido uma Leffe.

  • carlos

    acho muito impressionante a falta de conhecimento de voces. quem disse que só existem de pilsen as cervejas mais conhecidas comercialmente, que alias são um lixo total. não tem lupulo nem nada nao se sente o que é uma cerveja de verdade tomando skol… voces tem muito o que aprender de cerveja, sugiro estudarem o processo de fabricação pra entender que cerveja artesanal pode ser bebida no calor!

  • maruj0

    parabens carlos ,falou tudo …ca estou tomando minha konig pilsener com muito malte de cevada e muitissimo lupulo.. fantastica !!,agora quem quiser brahma aproveita que ela agora esta de rotulo novo todo vermelho ,hummm deve estar aguadissima……kkkkkkk

  • José Almeida

    Carlos, eu ando de Mercedes Benz e pago caro (na Europa) para beber cerveja brasileira, mais caro do que as cervejas europeias.

    Sabe porquê? É bom beber qualidade, é bom beber cerveja adequada a tempo muito quente.

  • kiko

    jose , voce gostar de pagar caro por produtos sem qualidade nao me diz respeito…,mas fiquei com uma duvida! …. me diga uma coisa voce rasga dinheiro tambem?

  • Jackson Ribeiro de A

    Fale mal quem quiser, mas prefiro a Antarctica, de pre-

    ferencia a pilsen extra.

  • Luh

    Tô nem!!Eu quero é cachaça,cerveja…e afins!!Desce mais uma!!

  • http://www.carloswd.com Carlos Braga

    Sou de BH e já bebi BACKER tirada quente da estante do supermercado. Cerveja boa é assim.
    Mas também bebo as populares porque não sou fresco.

  • Stenio

    Poxa “caras, me orgulho de vcs, entendedores de cerveja. Sou só consumidor, mas aprecio essas conversas de “mesa de bar” .. hauhahu. Valew!

  • LongRider

    Quanto à cerveja popular nacional, desisti depois de abrir várias chocas. Skol, Brahma, Itaipava. Cansei. Pagar um pouco mais por um produto que me dê prazer compensa e até agora não me deixou nem mais pobre nem mais rico. Prefiro as cervejas que tenham qualidade, sejam elas nacionais ou importadas.
    Um brinde e muita saúde à todos.

  • Renato

    Comecei a me interessar pelo assunto cerveja, depois de uma pequena conversa com um cara que entendia um pouco do assunto. descobri que, cerveja, é um assunto muito além de simplesmente encher a cara e zoar, como fazem a maioria dos adolescentes hoje… Ao começar a pesquisar, descobri que a cerveja é, basicamente, um líquido fermentado, adoçado pelo malte com adição de lúpulo, certo? pois então…. surgiram algumas dúvidas sobre o assunto, se alguém pudesse saná-las, ficarei agradecido!

    1º -> A cevada é um ingrediente fundamental da cerveja, através da cevada, produz-se o MALTE (através de um processo pelo qual eu entendi). COMO essas cervejas da AMBEV (skol, antarctica, brahma etc…) possuem MALTE se na própria garrafa vem os ingredientes, e esta lá, CEREAIS NÃO MALTADOS….. Aprende, AQUI, que nessas cervejas usam-se outros tipos de cereais, tais como milho, trigo… esses cereais também são capazes de produzirem MALTE

    2º -> PERGUNTA FINAL…. essas cervejas tomadas no brasil (Antarctica, Skol, Brahama) NÃO TÊM CEVADA…. e se não tem cevada, como elas possuem MALTE ???

    OBRIGADO, DESDE JÁ…

    • marujo

      O malte é um produto rico em açúcar, obtido com a germinação parcial dos grãos de cereais. A princípio, qualquer cereal pode ser malteado, tendo-se malte de milho, trigo, centeio, aveia e cevada,
      O cereal mais usado para a fabricação de cerveja é a cevada, apesar de diversos outros cereais poderem ser utilizados também . Esta preferência deve-se a uma série de fatores, dentre eles está o fato da cevada ser rica em amido, e possuir um alto teor de proteínas em quantidade suficiente para fornecer os aminoácidos necessários para o crescimento da levedura e possuir substâncias nitrogenadas que desenvolvem um papel importante na formação da espuma.
      O malte tem importância fundamental na fabricação de cerveja, pois vai conferir à bebida o sabor característico, cor e aroma.
      ou seja na pior das hipoteses peça uma bavaria premium pois é a unica cerveja nacional produzida em larga escala feita somente com cevada ,e o mais alarmante é que ela é mais barata que as da ambev ,só no brasil mesmo ….

  • Melisa Graca

    Jose, concordo plenamente com voce, eu moro no Canada e vou lhe falar, sinto mtaa mais muita falta da cerveja Brasileira, aqui se encontra a Brahma pra comprar mas sinceramente nao e a mesma coisa, pois ela tem que seguir o padrao do pais!
    Como sem opcao tive que comecar a me apaixonar pelas cervejas daqui ou de outros paises, mas diga-se de passagem nao e a mesma coisa!
    Gosto um pco da Corona,Molson Candian e Budweiser enfim mas sempre que vou ao Brasil trago em minha malinha uma certa qntidade de cerveja pois sem duvida nenhuma, o que e fabricado em nossa patria e melhor!
    E aos machistas de Plantao que sei que vao dizer e mulher nao sabe o que fala, sei mto bem o que falo !
    Tirando o clima perfeito do Brasil, a segunda coisa que mais sinto falta e da cerveja !

    • kiko

      Mais uma trabalhando para a Ambev ,por favor melissa ,ta perdendo seu tempo com esse papo de que sente falta do suco de milho, é pender demais pro lado da ambev ,para com isso ,cerveja brasileira sem ser a artesanal é puro lixo ,e convenhamos levar cerveja na mala que coisa feia ,se fosse cafe ainda dava pra entender..hahaha ah ja ia me esquecendo ,mulher nao entende nada de cerveja…

      • José

        A Budweiser, uma das reconhecidamente boas cervejas mundiais, não é feita de “suco de milho” mas de arroz, pois acrescenta açúcares com uma neutralidade de sabor.
        Arroz e milho são cereais, que podem ser maltados e utilizados na produção de cerveja de alta qualidade.
        Querem pagar mais por cerveja estrangeira, de qualidade similar? Força e divirtam-se.

      • Melisa Graca

        Melisa com um S por favor !
        Entao, CAFE ecaty vc nao sabe mesmo o que fala, coisa feia
        trazer algo que gosto de consumir? ashauhsua faca me rir,
        feio e falar mal dos nossos produtos e engrandecer bebidas que nem boas sao !
        So Pra ter a moral de falar, eu pago mais , e importada e bla bla bla !
        O seu machismo fede a leguas !

  • kiko

    O Zézinho ,Sabe Porque a cerveja americana é servida fria? Para a podermos diferenciar da urina.

  • Hop beer

    Acho que absurdo tem razao, pra gente sem instrucao, do terceiro mundo, o bom mesmo e coisa de terceira categoria. Infelizmente nasci ocidentalizado, eu gosto mesmo e de cerveja boa, com malte puro e muito lupulo. E ainda tenho o desplante de achar que quem tem discurso de que brhama, skol e cerveja boa ou nao conhece nada, ou e masoquista, ou quer um emprego nas cervejarias de massa que produz cerveja de baixa qualidade pra gente ignorante. Esse discurso de que no calor, na praia jogando futebol tem que ser uma cerveja que libera odores de papelao e palha, merece os politicos que tem.

  • http://malte Hop beer

    Turma nao e todo ceral que pode ser malteado. O arroz e o milho nao sao malteaveis. Malte nada mais e que o embriao que esta dentro da semente “acorda” e libera as enzimas que digerem os acucares que vao prover seu crescimento inicial. Na malteacao esse processo de crescimento do embriao e interrompido e o grao secado para uso em cerveja. As proprias enzimas do embria0 que digerem a o acucar do grao. O acucar vai gerar alcool e gas carbonico.
    Mas malte( cevada, trigo, centeio) e caro. Eles substituem o acucar da semenste por acucar do arroz que e mais barato.
    nesse processo a geracao de sabroes desagradaveis e gases que sao escondido pelas tempareturas mais frias das cercejas amarelas e sem graca.
    Gosto nao e gosto, e aprendido socialmente educando ou deseducando.
    Brasileiro normalmente toma rotulo e propaganda. Senao veja os teste cego onde as cervejas menos vendidas e difamadas ( kaiser, cintra, etc) saem na frente.

  • ZeBedeu

    Olha, estes posts dizendo que brahma e skol e outras porcarias são boas deveriam ser excluídos.

    O próprio texto já menciona ótimas brejas nacionais que podem ser degustadas no nosso calor tropical não abrindo mão da qualidade.

    E sim, cervejas de massa são ruins pois são usadas matérias primas ruins e em pouca quantidade, além de estarem cheias de conservantes e outras porcarias químicas. As grandes cervejarias se aproveitam da temperatura de consumo para esconder o gosto ruim dos seus produtos, e no caso da SKOL ainda tem a cara de pau de retirar ainda mais o gosto da sua cerveja (mais água, menos matéria prima) e ainda dizer que seu produto não “enche”.

    Aliás, vou falar um pouco das Drafts Beers, aqui conhecidas como Chopp. Num verão de 30 e poucos graus garanto que se alguém experimentar um “chopp” Stella, Heineken ou Erdinger estará 10000x mais bem servido que tomando esse lixo todo que a mídia empurra goela abaixo da manezada! São chopps simplesmente DELICIOOOOOOOOOSOS, com gosto de verdade e delciosamente refrescantes. Se não tiver nenhum bar disponível com um chopp deste nível, compre uma KEG de Heineken de 5 litros, ela é Draf (Chopp), e experimente. Tem que ser muito anta cabeça de Bagre dizer que uma preciosidade dessas não tem vez em países quentes. Isso não é ser seletivo, é ser burro mesmo!

  • http://www.flickr.com/msgomes Marcos

    Obrigado por manter o link na imagem para redirecionar para a original (foto das latinhas no congelador).

    É uma pena que nem todos os blogueiros tenham essa ética.

    Parabéns!

    • http://www.papodebar.com/ Dono do Bar

      Nós sabemos o quanto as pessoas não seguem essa ética Marcos. Nós que agradecemos ;)

      Abs.

  • http://facebook tarcisio

    Gostei bastante bem informativo como posso mandar curiosidades receitas sobre o mundo da coketelaria?
    um abrço madafokmor
    e obrigado o site é bastante informativo

  • http://www.choppkremer.com.br Cervejaria Kremer

    Gostei muito da matéria! Parabéns!
    Agora pra quem aprecia um chopp claro ou escuro, cremoso e feito de maneira artesanal, precisa conhecer os produtos da Cervejaria Kremer! Instalada em um local privilegiado, utiliza água da montanha e ingredientes altamente selecionados, para oferecer a você um produto especial, de extrema qualidade e preço que cabe em qualquer orçamento!
    Acesse http://www.choppkremer.com.br e saiba mais sobre como disponibilizar este delicioso chopp aos seus clientes ou em seu evento! Recomendo!

  • Leandro Beberrão

    Façam uma matéria sobre as cervejas especiais produzidas no Brasil. Aqui na minha cidade tem uma: http://www.misturaclassica.com.br/

  • PURO MALTE REAL

    AINDA BEM QUE O BRASILEIRO E MUITOS OUTROS NÃO SABEM BEBER, SOBRA MAIS MALTE E LUPULO PARA QUEM SABE!!!! CERVEJAS NACIONAIS REALMENTE, SO TEM MARKETING E NADA DE QUALIDADE, UMA VERGONHO TOTAL, DEVERIAM CUSTAR 25 CENTAVOS…

  • João

    Tudo depende do contexto. As vezes uma chopp da Brahma no bar no verão é delicioso. E a conta de um churras com Eisenbahn vai sair muito cara.

    Mas se for pra apreciar o sabor, vá de artesanal. Aqui em Floripa temos um excelente bar que serve mais de 180 tipos de cervejas artesanais, sem contar 4 ou 5 tipos de chopp por noite.

    Ah… Faltou falar da Coruja aqui de SC. Muito boa!