Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (1 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading ... Loading ...

Ok, eu sei, eu sei… Este aqui não é um blog de moda. Mas, graças a um grupo da Universidade do Oeste Australiano, ele terá seus quinze minutos de fama no mundinho fashion também.

Tecido de vinho? o.O

Os pesquisadores criaram em tecido produzido com vinho, conhecido como “Bioalloy Micro’be” ou apenas “Micro’be”. É que Bioalloy é como é chamado o grupo que desenvolveu os primeiros experimentos a partir da fermentação que gerou tecido semelhante ao algodão e que também pegou carona no esquema de biotecnologia, sustentabilidade e tudo mais.

#Como faz?

Vestido feito com vinho

Créditos: Ray Scott

A bactéria Acetobacter é a mesma adicionada ao vinho para fabricar vinagre por fermentação. Então, se forma uma camadinha de tecido, gradativamente. Daí, o tecido é recolhido e seco sobre um manequim. Mas precisa se manter úmido para não rasgar.

Ainda em fase de experimentação, o grupo Bioalloy, em parceria com a artista plástica Donna Franklin, já desenvolveu artigos como camisetas e roupas de banho. A artista trabalha com fermentação alcoólica há dez anos e em 2007, criou um vestido com fungos que mudavam de cor. Na época, o vestido servia para “desafiar a percepção das pessoas sobre relação corpo vestuário e nossa relação com o mundo natural”.

E não é só o vinho, mas a cerveja também

Mulher com o vestido Dress Wine

Créditos: Ray Scott

Não só o vinho, mas também a cerveja (talvez até outro álcool) também possa ser utilizado na fabricação desta fibra.

Embora alguns portais da internet aleguem que o vestido feito de vinho deve chegar ao mercado no final deste ano, ainda há um longo caminho para ser percorrido. Os cientistas agora procuram maneiras de alterar a forma para tornar o tecido mais flexível e diminuir o cheiro do álcool. Mas uma coisa já é certa: as mulheres serão outras sem o medo de manchar os vestidos com vinho.