Beber é contagioso?

“Uma pesquisa feita numa Universidade da Califórnia mostra que suas amizades online podem te influenciar a beber mais ou, até mesmo, começar a beber.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (5 votes, average: 8.40 out of 10)
Loading...

Segura essa: dois caras, Nicholas A. Christakis, professor do Departamento de Políticas de Assistência Médica da Universidade de Harvard, e James Fowler, cientista político da Universidade da Califórnia, em San Diego resolveram fazer uma pesquisa envovlendo o hábito de beber e as redes sociais.

Sabem o que eles concluíram? Que as amizades realmente influenciam os hábitos, mesmo se tratando de redes sociais – isso aí, Orkut, Twitter, Facebook e afins!

Quanto mais online, mais bêbado

Cadê mais cerveja?

Homem com lente olhando pra um Laptop e com cerveja na mão[ /caption]

Créditos: John Sumrow

Vou explicar melhor: eles afirmam, baseados nas suas pesquisas e com dados quantificáveis que os seus conhecidos que bebem influenciam a forma como você lida com a bebida. Se um amigo ou algum parente seu bem próximo em uma rede social bebe muito, as suas chances de fazer o mesmo são de 50%.

Se vamos para o segundo grau de amizade – o amigo do amigo – essas chances são de 36%. Isso também se aplica ao terceiro grau de separação, aquele famoso “o amigo do meu primo”, que vai lá e te influencia em 15%. Do quarto grau em diante, esse vínculo se desfaz.

E vai aumentando, aumentando…

Agora, isso é cumulativo! Pra cada outro contato próximo a você que também bebe muito, suas chances aumentam em 18% e mais ainda, se você resolver parar de beber, as chances de você conseguir diminuem em 7%.

Para eles, o que foi considerado beber muito” equivale a um drink por dia para as mulheres e dois drinks para os homens. Achou pouco? Faz as contas aí e me diz.

Finalizando

A galera curtindo o barzinho e a musica ao vivo.

[ /caption]

Essa pesquisa foi feita com dados de 5.000 participantes do Framingham Heart Study (FHS), um estudo de longa duração iniciado em 1948 que recolhe informações sobre a saúde, incluindo hábitos de consumo de álcool, de indivíduos de diversas gerações a cada dois a quatro anos.

Ou seja, eles só provaram o que a sua mãe sempre te avisou ,“cuidado com as más companhias”… Isso mostra que o Papo de Bar te influencia, mas só que de uma forma correta e extrovertida.

O que vocês acham disso?

Você também gostará desses

Está comprovado: Cerveja é a bebida mais consumida... Conheça o panorama nacional do consumo de bebidas alcoólicas. Qual a bebida mais consumida? Quem bebe? E em que lugar do Brasil?
Álcool e Remédios – Combinação proibida? O quanto você pode beber ingerindo antibióticos ou anti-inflamatórios? Saiba mais sobre os mitos e as verdades sobre o consumo de álcool enquanto está...
Absolut Blogs: Uma nova Edição Vocês conhecem pelo menos algumas das garrafas comemorativas da vodca Absolut. Agora imaginem se existissem garrafas de Absolut homenageando blogs? Ve...
Nem só de homens são feitos os bares Cerveja, petiscos, shots. Isso tudo se encontra no bar, mas e a mulheres? Não podemos esquecer que elas também estão lá, e não dispensam uma boa bebid...
Seja Bem Vindo Papo de Bar. A web é de quem bebe. Quer entender um pouco mais o que é esse blog? Clique e entenda qual a proposta do "Papo de Bar". Até você pode participar!
Budweiser + Twitter = Cerveja em casa A Budweiser e Twitter firmaram uma parceria onde você pede uma cerveja por DM (Mensagem Direta). Veja como funciona essa parceria que entregar cerveja...

Tags:

Compartilhe:

  • juliano

    eu não concordo. 90% dos meus amigos e amigos de amigos e parentes e etc fumam e estão as redes sociais, mas nem por isso eu fumo 🙂

    • Podes crer juliano, eu também não fumo e muitos deles usam as redes sociais. Não é 100%, mas é como o convívio, se você é novo, tem amigos que fumam, acaba pegando a curiosidade… Eh foda…

      Mas claro, não é 100% 😉