Palestrantes do Concurso Nacional de Cervejas

6° Concurso Nacional de Cervejas

“Post informativo sobre o Concurso Nacional de Cervejas de 2011, que rolou em Florianópolis. Muitos debates, tendências, cervejeiros mostrando opiniões e novas cervejas. Confira!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Palestrantes do Concurso Nacional de Cervejas

O último feriado estava perfeito para os boêmios de Florianópolis/SC. Mas nada de muita festa! O clima seguiu silencioso. Isto devido ao 6° Concurso Nacional de Cervejas Artesanais, que recebeu 300 pessoas de todo o Brasil.

Debates e tendências

Me dá um pouco ae moço?

Stand da Cerveja Coruja[ /caption]

Os cervejeiros, homens de negócio, debateram empreendedorismo, tendências de produtos e sobrevivência econômica deste setor que tanto nos atrai. Micael Eckert (foto), um dos donos da Cerveja Coruja (RS), marcou presença. A cervejaria lançou, lá em Floripa mesmo, a Alba Weizenbock, uma cerveja de trigo escura com 6,8% de teor alcoólico.

Quebra da Lei da Pureza

Público do Concurso Nacional de Cervejas

Quem estava por lá também, foi o americano Randy Moscher, autor do livro “Radical Brew” (algo como “fermentação radical”). O cara surge com a idéia de propor a quebra da Lei da Pureza Alemã (aquela que mostra que a cerveja só deve ter os ingredientes básicos: água, lúpulo, malte e cevada). Moscher ainda defende o uso de ingredientes locais na cerveja e mostra que a loira gelada está intimamente ligada aos povos antigos (coisa que nós aqui no PdB, já sabemos!). Para ele, conhecer esses povos é fundamental para fabricar as melhores cervejas. 😀

No palco, estava rolando uma edição especial do Extra-Malte comandado por Sady Homrich, cervejeiro e baterista do Nenhum de Nós, em que foi debatido o tema da edição. Houve ainda discussão sobre as diferentes idéias de harmonização e, é claro, degustação de cervejas.

Os premiados…

Debate rolando

Palestrantes do Concurso Nacional de Cervejas[ /caption]

O encontro não deixou de premiar as melhores cervas caseiras. Na categoria Rauchbier, cerveja com malte defumado, quem levou a melhor foi a Toicinho, do paulista Eduardo Nunes. Nicolas Bittercourt, da cervejaria fluminense 3 Perdidos, ganhou a categora Bohemiam Pilsen.

Já o gaúcho Fábio Laux de Camacuã com a cerveja entitulada de “Dama da Noite”, foi o primeiro colocado na categoria Baleywine, que aliás, é a categoria das cervejas perfeitas para o friozinho dos últimos dias na região.

Agradecimentos: Acerva Catarinense

Você também gostará desses

Chopp da Czechvar e Licor Becherovka no Brasil Chegaram o Chopp da Czechvar e Licor Becherovka no Brasil, importados e trazidos para serem vendidos em barris de plástico (o chopp) e garrafa de vidr...
Mesa redonda e degustação de cervejas na Casa Cara... Um evento com mesa redonda, degustação e harmonização de cervejas artesanais na Casa Carandaí, que fica no Jardim Botânico.
Corona Sunsets 2016 No dia 15 de maio de 2016 acontecerá a primeira edição do Corona Sunsets 2016, que será no Rio de Janeiro, na Praia do Recreio durante a etapa carioca...
Beer Experience SP 2013 Veja o que rolou no evento Beer Experience SP, da edição de 2013. O evento cresceu bastante, mas pecou em diversos pontos. Confira esses pontos aqui n...
Livro Degustando Vinhos Conheça o livro Degustando Vinhos, do enófilo, professor e engenheiro Euclides Penedo Borges, que conta com um “Vocabulário do Degustador”. Confira!...
Como foi a Expovinhos Curitiba Veja o que rolou na edição de 2017 da Expovinhos em Curitiba. Muitos vinhos, espumantes, alguns petiscos, dentre outras coisas interessantes. Confira!...

Compartilhe:

  • Marcos Machioni

    Oh God, debate de cervejas, praticamente um sonho.

    Aonde encontro essas belezinhas?