A Triste História do Homem Bem Dotado: Capítulo 5

Contrariando todas as expectativas, eu perdi a virgindade com a loira gostosona da faculdade. Ponto pra mim. Depois dessa, tornei-me no nome mais famoso de toda a história da instituição.

Meu sucesso atingiu um público alvo: as promíscuas. Não quero aqui entrar em debates sobre liberdades sexuais, mas, para facilitar a compreensão, hoje em dia, essas mulheres levariam o nome de “piriguetes” ou “preparadas”.

Pica de ouro como moeda de troca

Modelo sem camisa

Digdin

Créditos: Anna Paula Caldas

Essa fama me rendeu uma vaga no Diretório Acadêmico Rui Barbosa. A fim de angariar apoiadores, a chapa me colocou como moeda de compra de votos. A mulher prometia o voto na chapa e ganhava uma noite de amor comigo.

Eu não podia reclamar dessa vida. Eu realmente era o galudo da vez.

Como a fama precede o homem, fiquei famoso em outras faculdades, tanto que recebia convites para participar de choppadas de outras instituições. Eu mantinha o sucesso firme e forte, consciente de que jamais poderia me ajoelhar, apenas ficar de pé.

No final de cinco anos, a faculdade acabou. Agora, era o mundo que conheceria o sangue que pulsa minhas veias.

Ledo engano.

Advogado

Adevogado

Os últimos anos de amor barato me custaram seis exames da Ordem. Não consegui ser advogado, muito menos, passar em concurso público.

Quem contrata um estagiário formado há dois anos? Ninguém! O bolso vazio, o terno puído, as camisas manchadas, emagreci e os amigos, assim como as mulheres, sumiram.

O desemprego me abatia e o desespero me custou um pouco da honra.

Um conhecido que presidiu o Diretório Acadêmico da faculdade embolsou parte do dinheiro assim que se tornou bacharel. Com isso, ele resolveu fazer uma festa numa casa de massagem chique do Rio de Janeiro. Eu fui um dos convidados.

Todos tinham o direito de quarenta e cinco minutos de “massagem” com uma das modelos oferecidas pela casa – dançarinas de programa de televisão de domingo.

Agora os 45 minutos…

Loira bem gata e gostosa

Para tudo!

Eu escolhi a loira. Sim, aquela loira. A famosa.

Bebemos um pouco, dançamos, então, resolvi gastar meus 45 minutos de “massagem” num quarto reservado. Porém, as coisas não saíram como eu imaginava.

Assim que tirei o roupão e ela o biquíni, a espada do Lion aqui cresceu.

“Thunder! Thunder! Thundercats! Ho!”.

A loira famosa, gritou e fugiu correndo. No lugar dela, entrou um homem de terno, um empresário que me fez a proposta que tirou de mim toda a minha honra.

Você também gostará desses

A Triste História do Homem Bem Dotado: Capítulo 1... Primeiro capítulo da novela etílica sobre a história triste de um homem que tem um pênis gigantesco desde criança. Desde o sofrimento quando era moleq...
O Canalha Inexperiente: Capítulo 6 Sexto capítulo da novela etílica, Canalha Inexperiente. Dessa vez Moya descobre que Talita está publicando textos sobre ele. Depois é perseguido, até ...
Eu Tenho Duas Namoradas: Capítulo 4 Quarto capítulo da novela etílica, Eu Tenho Duas Namoradas. Armando arma uma puta festa para conquistar as duas namoradas e empatar o jogo que estava ...
A Triste História do Homem Bem Dotado: Capítulo 2... Segundo capítulo da novela etílica do Cara bem dotado. Por causa do seu "problema", ficou virgem até os 20 anos. Mesmo conhecendo seu primeiro amor, t...
Juliana Problema: Capítulo 9 (penúltimo capítulo)... Penúltimo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Moya vai ao aeroporto pedir Juliana em casamento, mas encontra seu sogro no caminho. Confira a...
O Canalha Inexperiente: Capítulo 3 Terceiro capítulo da novela “Canalha Inexperiente”. Sobrou até pra coroa que é mulher do síndico. Tudo vai indo bem até que ele se sente "usado" por T...