Os absurdos sobre Produção de Cerveja mais ouvidos por aí

“Confira alguns dos absurdos sobre Produção de Cerveja que muitas vezes ouvimos por aí. Desde receitas mirabolantes quanto preparar e beber no mesmo dia.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (4 votes, average: 9.50 out of 10)
Loading...

Olar! Certamente existe uma aura de curiosidade que envolve a produção de cerveja. Então, quando eu digo que faço cerveja em casa, a reação das pessoas vai desde fazer todo tipo de pergunta (e eu adoro responder quando sou capaz!) até afirmar uns absurdos sobre produção de cerveja com toda a convicção do mundo, crentes que estão abafando. Então, aqui vai algumas das doideiras que eu mais ouvi por aí que podem ser dicas para não pagar mico na próxima mesa de bar:

Dá pra beber a cerveja produzida no mesmo dia.

mulher com cara de bunda

Fonte: Vintag

Como fazer cerveja é uma ótima desculpa para encher a cara, é comum organizar churrascos no dia da brassagem. Nessas ocasiões sempre tem um amigo desavisado que acredita piamente que vai beber a cerveja no mesmo dia! Meu coração se despedaça diante da cara de decepção da pessoa quando descobre que não é bem assim… Certamente essa deve ser o pior dos absurdos sobre Produção de Cerveja que alguém pode achar 😛

A verdade é que…

Em um dia se dá apenas a primeira fase da produção de cerveja, o que chamamos de “fase quente”. Depois disso nosso amado líquido ainda passa pela fermentação, maturação e a carbonatação, estando pronta para consumo só muuuuuuuitos dias depois.

Tem que ferver o malte na panela

Apenas pare!

Apenas pare!

Fonte: skydivemag

Em uma certa mesa de bar ouvi um “estudioso de internet” dizer para fazer cerveja você tem que deixar o malte ferver durante horas, e quanto mais horas ele passa fervendo, mais alcoólica a cerveja fica. Na época eu ainda não sabia nada sobre isso e fiquei lá me embebedando de cerveja e da sabedoria do cara.

Migo, apenas pare. A verdade é que:

Até tem fervura na fase quente, mas ela serve basicamente para adição de lúpulo, no fim do processo. Antes disso, se você deixar o malte ferver vai conseguir tudo, menos cerveja. O malte vai para a panela com o intuito de promover a conversão do açúcar complexo (não fermentável) em açúcar fermentável.

Quem faz essa conversão são enzimas presentes no próprio malte, que trabalham muito bem em temperaturas na faixa de 65ºC mas que desnaturam (ou seja, não funcionam mais) se você esquentar mais que isso. Eu nunca deixo passar de 70ºC.

Quem fermenta cerveja é bactéria

gato assustado

Fonte: pandawhale

Essa é um clássico dentre os absurdos sobre produção de cerveja! Já ouvi que cerveja é fermentada por bacilos, vibriões, germes e até “bactérias esterilizadas”.

A verdade é que:

Em 99,9% dos casos dizer que a cerveja é fermentada por bactéria está erradíssimo. Cervejas são fermentadas pelas amadas leveduras, que convertem o açúcar em álcool (aleluia, irmãos!).

Cerveja fermentada por bactérias pode significar duas coisas: ou se trata de um tipo muito específico (por exemplo, uma lambic, fruto de fermentação espontânea onde certamente haverão bactérias) ou você está bebendo uma breja contaminada (quem nunca?) .

Cerveja amarga é mais alcoólica

Eu não bebo IPA porque é muito forte!”, “Essa cerveja é muito forte, dá pra perceber no primeiro gole!”. Aposto que a maioria já ouviu uma dessas frases ou variações delas. Se duvidar você até já falou um negócio desses…

A verdade é que:

Sim, várias cervejas amargas também são bem alcoólicas, mas uma coisa não está atrelada a outra. De forma geral, quem dá o amargor na cerveja é o lúpulo, que por sua vez não contribui em NADA no teor alcoólico.

A quantidade de álcool está relacionada ao montante de açúcar convertido pelas leveduras. Você pode beber (e fazer!) cervejas bem amargas de menos de 4% em teor alcoólico ou cervejinhas mais doces que vão te deixar MUCHO LOCO rapidinho.

Receita “simples” de fazer cerveja

Acredite se quiser, se você jogar no Google vai encontrar várias receitinhas para fazer cerveja que beiram o absurdo.

Faça o teste você mesmo: dá uma olhada no Google e veja quantas receitas de cerveja completamente absurdas estão divulgadas por aí. Realmente tem gente que acredita na possibilidade de fazer cerveja misturando cachaça com ovo e fermento de bolo. Oremos!

A receita a seguir já chegou até mim duas vezes, e você encontra fácil fácil na internet. Se decidir reproduzir por favor, NÃO me convide pra provar:

Ingredientes

  • 18 litros de água
  • 1/2 pacote de lúpulo
  • 1 kg de açúcar
  • 1 copo de cachaça
  • 2 claras em neve
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de fermento em pó

Modo de Preparo

  1. Ferva a água juntamente com o lúpulo. Deixe descansar por 24 horas.
  2. Reserve 1/2 kg de açúcar e o outro 1/2 kg derreta.
  3. Passe a cerveja em um pano fino, coloque o açúcar branco, o açúcar derretido , as duas colheres de mel, a água destilada e o fermento em pó.
  4. Bata as claras em neve e despeje, mexendo bem, até que a cerveja fique espumosa.
  5. Deixe descansar por 24 horas e engarrafe em garrafas PET.
TENHO MUITO MEDO DO RESULTADO DISSO!

TENHO MUITO MEDO DO RESULTADO DISSO!

Fonte: sitedecuriosidades

Finalizando

A verdade é que: fazer cerveja não é um processo simples, demora dias, dá trabalho, não tem atalho. E a graça é justamente essa! Fazer cerveja é fazer arte bebível!

E é muito divertido também! 🙂

Você também gostará desses

5 Motivos para NÃO fazer cerveja em casa Veja nesse artigo 5 Motivos para NÃO fazer cerveja em casa. Uma brincadeira, claro, mostrando as dificuldades e prazeres da produção de cerveja caseir...
Lúpulo, o ingrediente mais charmoso da cerveja Saiba mais sobre o ingrediente mais charmoso da bebida mais consumida no mundo, o lúpulo. O parente da maconha tem vários pontos fodas. Confira!
Free Beer Museu do Amanhã Fazer cerveja ficou mais fácil, tendo uma boa receita base disponível para você! O Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, disponibilizou o Free Beer.

Compartilhe: