Aprenda a apreciar sua cerveja

Sim, meu amigo, beber cerveja é uma arte! E por mais que eu também adore pegar uma “estupidamente gelada” em um dia quente, virá-la na goela, lamber os beiços e dizer “ahhhh”, é preciso um pouco mais de cuidado para realmente apreciar uma boa cerveja.

Primeiro passo: sirva

Colarinho

Lembre-se: mesmo as cervejas Pilsen brasileiras mais populares devem ser servidas em uma temperatura de 2ºC a 6ºC. Menos que isso, suas papilas gustativas ficarão amortecidas.

A maior parte das cervejas requer um colarinho – algo em torno de dois dedos – para que ela conserve o gás carbônico e retenha a maior parte dos aromas. É simples: despeje, com o copo reto, uma pequena quantia de cerveja. Espere a espuma parar de subir e então encoste a boca da garrafa na borda do copo, despejando lentamente em um ângulo de 45º.

Algumas cervejas importadas chegam a trazer no rótulo as instruções de como melhor servir a cerveja. Fique atento.

Segundo passo: olhe

Olhe

Com muita calma, eleve a cerveja à altura de seus olhos e aprecie a beleza do que você está prestes a tomar. Não olhe-a contra a luz, observe-a com luz indireta para que as suas cores não sejam distorcidas.

Terceiro passo: agite

Agite

Gire sua cerveja suavemente no copo. Isso fará com que a cerveja libere seus aromas e ligeiras nuances, além de estimular levemente a formação e liberação de gás carbônico e permitir observar e testar o colarinho.

Quarto passo: cheire

Cheire

Cerca de 60% de seu paladar é formado pelo cheiro. Portanto, é mais do que importante aproveitar essa sensação. Primeiro, aspire o ar através de seu nariz rapidamente duas vezes. Em seguida, aspire o ar com a boca aberta e finalmente, somente com a boca. Isso fará com que os aromas se encontrem em suas células olfatórias. Certifique-se que não há outros cheiros no local que possam atrapalhar sua experiência.

Se for necessário, agite novamente o copo e aprecie o buquê da melhor maneira possível.

Quinto passo: aprecie

Aprecie

Agora beba a cerveja. Tente resistir em engoli-la imediatamente. Deixe-a vaguear na boca e aproveite todo o paladar. Deixe seu paladar falar… aprecie a consistência e o sabor, expirando o ar através de seu nariz. Esse procedimento é chamado de “retro olfação”: as sensações não são as mesmas que as percebidas no passo anterior, ao cheirar a cerveja diretamente. A cerveja foi esquentada na boca, possibilitando a descoberta de outros aromas com o desprendimento de compostos menos voláteis.

Experimente detectar gostos doces, sabores salgados, ácidos e a amargura. Tente descobrir o que são, ou com o que são parecidos.

Tente beber um pouco da cerveja quente. Quando a cerveja está gelada, alguns de seus sabores ficam mascarados. Quando ela aquele, eles são liberados e tornam-se mais acentuados.

Livremente adaptado daqui.

Você também gostará desses

Conheça as cervejas artesanais da África do Sul Você conhece as cervejas artesanais da África do Sul? Veja como funciona o mercado, os ingredientes e algumas cervejarias conhecidas por lá. Confira a...
Copo térmico de cerveja Stanley Experimentamos um copo copo térmico de cerveja da Stanley que deixa sua cerveja gelada por até 4 horas e meia. Exatamente, confira agora essa novidade...
Cerveja Kriek Boon: Um sabor feminino numa bebida ... Você acha que cerveja não é pra mulher assim como futebol não é? Então confira a Kriek Bonn, cerveja doce, bem nos moldes das mulheres.
Boilermaker Boilermaker, uma bebida diferente, uma mistura de Uísque Bourbon ou Tequila ou Vodka. Um pouco sobre Carbomb Canadense, bebida favorita do Charles Buk...
Os tipos de cerveja Abordagem de dois tipos de cervejas explicados por nosso mestre. As do tipo Ale e as do tipo Lagers. Uma rápida e direta amostragem desses dois tipos....
8 cervejas não tão conhecidas pra provar no Mondia... Confira uma lista com oito cervejas com um preço atraente e que não são tão conhecidas para você provar no evento Mondial de La Bière 2016.