Beba Antes de Morrer: Brewdog Punk IPA

Hoje começamos uma nova leva de textos que apresentarão alguns rótulos que devem ser degustados por todo amante do pão líquido que se preze! Reza a lenda, que existe um espaço reservado no post mortem sem open bar para todo e qualquer pela saco que despreze a oportunidade de degustar uma dessas estrelas que serão apresentadas neste humilde espaço!

Brewdog Punk IPA, um tapa na cara de cerveja

Como primeira estrela de nossa série, começaremos com o que seria um verdadeiro tapa na cara! Nada como um belíssimo pé na porta para dar início a um trabalho tão relevante! Do Lúpulo para vocês… muito lúpulo! Brewdog Punk IPA!

Garrafa da cerveja Brewdog Punk IPA

Créditos: Mark Fletcher

Essa cerveja é análoga àquelas mulheres tão doces quanto desequilibradas, sabem? Chegam de mansinho, ganham seu coração e logo após a conquista da intimidade, te tiram o chão e o sono! Acho que essa é a melhor definição para essa esse escocesa bolada, que no início, parece até uma falsa IPA!

Drinkability da Brewdog Punk IPA

Ao contrário das IPA’s mais tradicionais, a brincadeira dela não começa com tudo a mostra, ela precisa te conquistar pela sua falsa doçura antes! Seu drinkability não demanda um pedigree muito apurado, conquistando inicialmente até os degustadores mais inexperientes. O segredo de seu sucesso está no seu final… mas já chegaremos lá!

Aparência da Brewdog Punk IPA

Sua aparência não nos remete inicialmente às IPA’s mais tradicionais. Clara e com aroma frutado, podemos notar muitos frutos cítricos em um primeiro encontro. Temos linhas de degustação leve muito bem definidas. É possível, além dos traços cítricos, notar um sabor caramelizado suave e bem definido. Esse é o canto da sereia dessa cerveja.

Descendo a loira!

Lata da cerveja Brewdog Punk IPA

Créditos: Neil Wilkie

Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, né? Até a hora de mandar essa maravilha pro organismo. Quando chega essa hora, a IPA aparece! Tirem as crianças da sala! Amadureça sua goela, amigo! Como toda IPA que se preze, a porrada vem… E vem bem! Seu final reúne agressividade e personalidade, é forte e seco, sem rodeios. Apesar da doçura do início da relação, o amargor tradicional de sua família está lá, presente e tão maravilhosos quanto sua miragem inicial!

Finalizando

A tal cerveja, que se apresentou amiga a um paladar sensível e mela cueca acaba mostrando suas credenciais da melhor forma possível! Recomendo como experiência e também por sua qualidade. Mas preciso lembrar que é fundamental que se tenha peito (e mais que isso também) para ‘bancar’ essa experiência com a Brewdog Punk IPA.

Apesar de seu início na friendzone, trata-se de uma cerveja pra quem gosta de cerveja!

Até!

Você também gostará desses

Review Cerveja: Petra Stark Bier Review de uma marca de cerveja conhecida no Brasil, a Petra. Possuindo uma excelente formação de colarinho, a Petra Stark Bier. A melhor representante...
Wunder Bier: A maravilhosa cerveja da Oktoberfest Um review e história de uma cervejaria de Blumenau, que foi lançada na Oktoberfest de 2007, a Wunder Bier. Possuem 4 estilos de chopp Pilsen, Schwarzb...
Review cerveja: Cintra Pilsen Review da Pale Lager nacionais, mais uma da baciada dos "pães líquidos", a cerveja Cintra Pilsen. Espuma média, corpo claro, ralo e amarelo pálido. Fr...
Review: Cerveja Paulaner Kristallklar O primeiro review do Papo e Bêbado começa com o lançamento da Paulaner no Brasil, a deliciosa Kristallklar.
Review Cerveja: Anderson Valley – Boont Ambe... Review de uma cerveja do estilo amber ale, diretamente dos Estados Unidos, a Boont Amber Ale da cervejaria Anderson Valley. Cerveja muito saborosa e s...
Review cerveja: Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen... Review dessa cerveja maravilhosa, uma das melhores Rauchbiers já analisadas no PdB. Seu gosto e aroma fortes dão grande força a essa cerveja. Lembra b...