Brussels Beer Project chega ao Brasil!

Nessa onda de crowdfunding, dois caras, Olivier de Brauwere e Sébastien Morvan, resolveram largar suas carreiras em Finanças e Marketing e criaram o Brussels Beer Project, em 2013.

E o que é o Brussels Beer Project?

Segundo eles, o Brussels Beer Project é, basicamente:

Um projeto colaborativo, utilizando cocriação para ser mais inovador e ousado e trazer novos ares ao – às vezes muito conservador – cenário cervejeiro artesanal belga.

Sébastien Morvan, um dos criadores do Brussels Beer Project.

Sébastien Morvan, um dos criadores do Brussels Beer Project.

Crédito: Papo de Bar

Menos é mais”; “Mais arte”; “Mais ciência”; “Mais curiosidade”; “Mais alma” – essas são as tendências do cenário cervejeiro artesanal com as quais a cervejaria guia seus projetos cheios de criatividade e inovação.

Cerveja pelo resto da vida

O projeto de crowdfunding chamou a atenção da comunidade cervejeira ao proporcionar aos crowdfunders, com uma colaboração de €160,00, 12 cervejas por ano, pelo resto de suas vidas!

Até hoje, 1.200 pessoas participaram e ajudaram o BBP a nascer e, mais tarde, a financiar a construção da fábrica própria em 2015. Eles não pensam em conquistar clientes ou consumidores, mas sim, em criar e manter uma comunidade apaixonada por cerveja e um espírito de cocriação.

Como funciona o Brussels Beer Project?

A cervejaria faz seus experimentos em pequena escala e a comunidade vota para selecionar a melhor criação, que é “promovida” à linha regular de rótulos, e passa a ser produzida por uma cervejaria parceira, de maior estrutura, a Anders Brewery em Halen, Limburg.

Estão nos planos do BBP a produção de 20 novas receitas e 750.000 garrafas por ano.

#MYBEERPROJECT

#mybeerproject

Se você quiser brincar um pouco, pode criar uma ideia de cerveja no site do BBP, e se ela for a mais votada pela comunidade, será produzida junto com a cerveja vencedora do último crowdfunding em Bruxelas! É só acessar esse link. Mas corra, vai até 30 de novembro!

Rótulos do Brussels Beer Project

O Papo de Bar foi conferir em uma degustação exclusiva os rótulos comerciais da BBP, importados exclusivamente ao Brasil pela Bier&Wein.

Grosse Bertha

cerveja grosse bertha

Crédito: Papo de Bar

Começamos com a Grosse Bertha, uma Belgian Hefeweizen, produzida em 2014, definida como uma cerveja de trigo alemã que “seduziu” o estilo belga Tripel com suas curvas. Achei excelente!

  • ABV: 7%
  • Maltes: cevada, trigo e trigo não maltado
  • Lúpulos: Challenger e Smaragd
  • Levedura: Hefeweizen

Delta

cerveja delta

Crédito: Papo de Bar

A Delta foi a primeira cerveja produzida pelo BBP em 2013. É uma Belgian IPA com notas de lichia e maracujá, e um amargor equilibrado. Ótimo drinkability.

  • ABV: 6,5%
  • Maltes: Hazy Golden Blond
  • Lúpulos: Challenger, Smaragd e Citra
  • Levedura: Belgian Saison

Dark Sister

cerveja dark sister

Crédito: Papo de Bar

A Dark Sister é a “irmã gêmea malvada” da Delta. Surgiu como uma brincadeira dos criadores, que queriam produzir uma cerveja para o Natal de 2013 sem o clássico teor alcoólico e ervas características. Resolveram pegar a Delta e adicionar uma variedade de maltes torrados para trazer a Delta para o lado negro da Força – surgiu então uma Belgian Black IPA.

  • ABV: 6,66% (perguntei ao Sébastian se rolou algum pacto para atingir esse teor alcoólico. Ele riu e falou que “talvez” =P Brincadeiras a parte, o teor não exatamente 6,66%)
  • Maltes: Pale, Cara e Choco Malt
  • Lúpulos: Challenger, Smaragd e Citra
  • Levedura: Belgian Saison

Babylone

cerveja baby lone

Crédito: Papo de Bar

Talvez a mais criativa, a Babylone é uma Bread Bitter que surgiu de uma ideia do Sábastian que, após conversar com um amigo sobre desperdício de comida, ficou chocado com o fato de que 12% de todo o desperdício de comida em Bruxelas consiste de pão. Depois de alguns testes, conseguiram incorporar o pão à receita, uma maneira de recicla-lo e diminuir o desperdício. São utilizadas 1.5 fatias de pão por garrafa (4.000 litros produzidos utilizam 500 kg de pão simples).

  • ABV: 7%
  • Maltes: Pale, Amer, Cara 50 & 150 e Roasted 900
  • Lúpulos: Ekg, Chinook e Crystal
  • Levedura: Pão fresco, de sobras de panificadoras locais

Finalizando

As cervejas chegam ao Brasil com valor médio de R$ 30,00 (330 ml) nos principais pontos de venda de cervejas especiais. Para conhecer mais sobre o Brussels Beer Project, acesse o site deles.

Você também gostará desses

RetrosBebitiva 2012: a Retrospectiva etílica 2012 ... Veja a retrospectiva etílica do Papo de Bar, tudo que de melhor aconteceu no ano de 2012 e passou pela nossa equipe fodástica. Desde cerveja, vinhos, ...
Sexo e Álcool deixam as pessoas mais felizes do qu... Um estudo feito com algumas pessoas mostra que o sexo e álcool são mais bem vistos como felicidade do que religião e criar filhos. Confira esse estudo...
European Beer Star 2012 O European Beer Star é um evento europeu, que premia com ouro, prata e bronze, 50 categorias de cerveja. No total, são 1.366 cervejas de 45 países, in...
Ambev lança seu tour cervejeiro inédito É lançado o Tour cervejeiro da Ambev, que será na fábrica em Jaguariúna/SP. Será mostrado vários processos e curiosidades da produção de cerveja, etc....
Brewdog liberou suas receitas de 2016 A Brewdog resolveu inovar novamente e liberou suas receitas de 2016. Atualizaram aquele pdf que continha todas as 215 receitas. Baixe agora!
Cerveja feita com levedura achada na barba de um c... John Maier, mestre cervejeiro da Rogue, começa a produção de uma cerveja artesanal feita com levedura achada em sua barba, que é cultivada há mais de ...