Burradas da Vida

“Essa é um pequena história que ilustra como uma decisão baseada no fácil pode sacanear uma vida.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (7 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Entendo bastante de cerveja, entendo de porres, decadência sem elegância, baixa gastronomia de rua, futebol e algumas outras coisas sem muita utilidade ou importância. Mas posso garantir que não existe nada na vida que eu entenda mais ou tenha maior propriedade pra comentar do que a arte de fazer cagada baseado em decisões estúpidas. Essa é um pequena história que ilustra como uma decisão baseada no fácil pode sacanear uma vida.

Dia desses, estava lembrando de uma decisão que mudou bastante o curso das coisas na minha vida. Há dez anos, eu era um jovem adulto, pós-adolescente, recém recuperado de um devastador desastre amoroso que escreveu uma história de adolescente e me aproximou do lado mais natural e cruel da vida, baseado em relações, com seus sorrisos e lágrimas, início e fim.

Fossa, cachaça, porres, noitadas e uma vida que foi se seguindo. As coisas começam a voltar ao normal, as cores voltam a aparecer e sua vida vai voltando aos trilhos, até que você realmente começa a se interessar pelo que acontece no mundo. Nessa toada, me interessei pelo mundo e por algumas pessoas dele, rs.

A velha solteirice

Homem mordendo biquini

O problema é que quando você tá solteiro, você pode se comportar como uma criança solta num parque de diversões, o drama é quando o que te satisfaz não é mais o passeio, mas você fica ali, empacado em se decidir sobre duas coisas que você quer muito. Eu tava bem, tava saindo e tava ficando com um pessoal, aquele clima despretensioso e adulto, sem cobranças. Até que duas meninas se destacaram nesse meio, felizmente ou infelizmente, me destaquei pra elas também. A partir daí, tudo ficará mais fácil de entender.

A primeira e doce, dócil, frágil e serena… Depois de uns anos descobri que nem tanto, mas era basicamente isso. Ela representava bem a calmaria que um coração meio baleado pedia depois de um tempo.

A segunda era uma força da natureza. Um Sol, uma tempestade ou algo parecido. Tiraria tudo do lugar. Estava disposta a me enfrentar, mas também lutaria contra tudo e todos, como a leoa que era pelo vagabundo que hoje se queixa.

A hora de tomar decisão

homem puxando mulher

Eu sabia que meu tempo corria e não sabia o que fazer. Resolvi sair mais uma vez com cada uma delas e tentar ver o que eu sentia. Não deu certo, por ironia do destino ou merecimento de canalha, tudo deu errado e tive que basear minhas decisões em meio a um tremendo porre.

Não cabe aqui o choro por uma história que deu errado, deu até certo, durante muito tempo. O problema é que nunca me senti satisfeito e o resto foi sempre o arrependimento por não ter tido coragem de escolher para ter ao meu lado uma mulher que me desafiasse. Fui burro e covarde e isso se aplica a diversas outras decisões na minha vida.

O novo ano se inicia e fica a dica de alguém que não quer que vocês colecionem fracassos: o caminho “mais fácil”, geralmente não satisfaz quem tem grandes planos e quem, por natureza, tem grandes sonhos. Se sinta bem e completo, mas procure alguém que te transborde. Não é desperdício, excesso de colarinho não faz mal a ninguém e todo mundo acha bonito de se ver.

Finalizando

Encarem 2016 como uma nova oportunidade. Sempre que possível, escolha o sabor mais diferente, o rótulo mais curioso. Que vocês tenham mais amores, mais sabores e mais porres pra relaxar rs. Não se apaixonem pela porta larga.

Nos vemos lá!

Você também gostará desses

Sobre a “bebida secreta” para mulheres... Bares nos EUA, Africa do Sul e Reino Unido estão com um atitude interessante com um drink chamado Angel Shot, para proteger mulheres de encontros. Con...
Cecília Aldaz: Obsessão por vinhos e estética Um artigo falando sobre a Cecília Aldaz, uma das sommelière mais respeitadas do mundo do vinho, não fala sobre suas qualidades, somente de sua beleza....
Calcinha bege: Pouca roupa, tanto pano… pra ... Uma polêmica maior que mamilos é a calcinha bege. Uma eterna discussão sobre usar ou não usar, ligar pra isso ou não ligar. E você, o que acha disso?...
Zé roela não pega ninguém e processa Prefeitura Um jovem do Acre fica revoltado de ter ido pra uma Micareta e não ter pegado ninguém e processa a prefeitura da cidade que ele mora. Confira essa hist...
Mentiras que falamos no bar Quem aqui nunca mentiu? Sim, todos nós, seja uma mentira branca ou uma mais bizarra. E no bar? Veja as mentiras que falamos no bar mais ditas e repeti...
Aquela noite incrível de todo final de semana Veja um clássico episódio de uma noite incrível que acontece em praticamente todo final de semana. Bebedeira, banheiro, flerte, ressaca, dentre outros...

Compartilhe: