Cachaça Leblon apresenta Marco De la Roche como o mixologista global da marca

“A cachaça Leblon, conceituada principalmente no exterior, promoveu um ótimo evento para a apresentação do Marco De la Roche como embaixador oficial na marca aqui no Brasil. Confira o que rolou!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Semana passada nós fomos convidados para um evento sagaz organizado pela Cachaça Leblon. Já tinha ouvido falar bastante dela, visto algumas vezes nas prateleiras, mas ainda não tinha experimentado e não conhecia a sua história. E adorei o convite para o evento, já que era para a apresentação do Marco De la Roche, parceiro e grande conhecido da galera do Papo de Bar e que possui o ótimo site Mixology News. Nos falamos várias vezes mas ainda não o conhecia pessoalmente, portanto, não tinha como não ir ao evento 😉

Quem é esse Marco?

Marco De la Roche

É um conceituado mixologista, proprietário da Drink.Lab, agência de consultoria para o mercado de bebidas, bares, restaurantes e cafeterias, especialista em preparo e criação de diversos drinks com as mais diversas bebidas, tendo participado de diversos eventos e campeonatos, tanto como concorrente quanto avaliador dos drinks. E logicamente, um profundo conhecedor da nobre e brasileira bebida, a cachaça.

Marco diz que escolher a cachaça Leblon não é nada mais do que ser coerente com as tradições brasileiras:

“Atualmente é possível encontrar uma carta de drinques com metade dos coquetéis à base de cachaça. Essa escolha é natural a partir do momento que se entende a complexidade que uma cachaça apresenta em relação a outras bebidas destiladas”

E a Cachaça Leblon?

É uma cachaça Super Premium, que está no mercado desde o ano de 2006, bem nova e já está com um tamanho considerável, principalmente no exterior. Desde 2008 no Brasil, a Leblon produz 350 mil litros de cachaça por safra sob a supervisão de Carlos Oliveira, diretor de produção, e Gilles Merlet, master blender francês famoso pelos seus conhaques. A experiência da dupla é fundamental para unir os ingredientes brasileiros com as técnicas europeias. As cachaças da Leblon passam por barris de carvalho francês, mas também carregam os aromas, sabores e a tradição do terroir do interior de Minas Gerais. Por 8 anos consecutivas ela é a cachaça premium mais vendida no mundo. Portanto, deu pra ver que a cachaça Leblon é uma cachaça bem sagaz e muito valor e sabor.

Muitos podem pensar que é uma cachaça produzida no Rio de Janeiro, já que o nome da cachaça é o mesmo do renomado bairro da Zona Sul. Mas na verdade a produção da cachaça é em Minas Gerais, como não poderia deixar de ser, já que a maioria das melhores cachaças vêm da boa terra de MG. Eles produzem na sua própria destilaria, mais especificamente em Patos de Minas, Minas Gerais.

No Brasil eles são distribuídos em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas esse cenário mudará, já que a cachaça Leblon será distribuída pela Bacardi, a gigante do mercado de bebidas etílicas.

E como foi o evento?

Caipirinha alho

Foi muito foda, o local foi escolhido a dedo e muito bem escolhido, diga-se de passagem. Nunca tinha ido ao Paris Gastrô, que fica na praia do Flamengo. Admito que o local é meio ~gourmet~ como diria a galera do #mimimi por estarem “gourmetizando” tudo, etc, mas o local tem um um charme e história bem legais, me senti bem à vontade no local, principalmente quando se tem uma cachaça e drinks de qualidade sendo preparados para você beber. 😀

O Marco preparou três drinks muito interessantes, sendo que um era uma caipirinha preparada com mel e, pasmem, alho. Quando eu fiquei sabendo eu imaginei que fosse com o alho já assado, que perde a acidez, e realmente era assim, portanto, não se assustem 😀

Todos os drinks forma harmonizados com pratos do Paris Gastrô, cada drink combinando com os pratos, seja de entrada, principal ou sobremesa. Todos casaram perfeitamente. Segue abaixo o menu caprichado do evento:

Recepção

Chegamos no evento e tínhamos já esses dois petiscos servidos para apreciarmos junto com os dois drinks iniciais:

  • Croquete de Cordeiro com Molho “Três Mostardas”
  • Bruschetta Clássica

Os drinks foram os seguintes:

  • Merlet Julep: Signature Merlet, Hortelã, Xarope de Açúcar e Limão
  • Caipirinha 1584: Cachaça Leblon, Limão Tahiti, Mel e Alho Assado

Entrada

Depois fomos levados até o salão principal, onde o jantar e os outros drinks seriam servidos um de cada vez, hamonizados. De entrada era oferecido duas opções, onde escolhemos entre um ou outro:

salão

  • Vieiras, nhoque de beterraba, molho de couve flor perfumado em pimenta Baniwa e abacaxi caramelizado e yuzu
  • Salada Mix de folhas, peito de pato defumado e vinagrete de romã (alternativa vegetariano)

Escolhi as vieiras e não me arrependi. Excelente prato de entrada. E o drink oferecido para harmonizar com a entrada foi uma sacada genial do clássico Old Fashioned:

  • Ô de Fashioned: Cachaça Envelhecida Signature Merlet, Angostura, Açúcar e Laranja

Prato Principal

entrada

Confesso que fiquei em dúvida na escolha do prato principal. As opções eram as seguintes:

  • Peixe do dia, palmito pupunha e alho poró salteados, molho defumado de crustáceos e azedinha
  • Medalhão de mignon à francesa
  • Tagliatelle com pesto de manjericão e lascas de parmesão

Mas carnívoro do jeito que sou, escolhi o medalhão. EXCELENTE demais, nem um pouco arrependido da escolha. Mas o peixe estava deveras ~seduzente~ também. E o drink oferecido para o prato principal era com açaí:

  • Amazônia Bramble: Cachaça Leblon, Licor de Açaí Cedilla, Mix de Cítricos e Açaí

Sobremesa

Nessa hora eu fiquei um pouco receoso, já que sou diabético. Mas eu abri uma exceção e acabei comendo uma das sobremesas, eu mereço isso uahuahauha:

  • Crème Brulée
  • Louis XV (mouse de chocolate belga meio amargo com camada crocante, dacquoise de chocolate e sorvete de doce leite)

Escolhi o Louis XV, bom demais e harmonizou muito bem com os dois drinks pra sobremesa:

  • Refresco de Jabuticaba: Leblon, chá mate, geléia de jabuticaba e cítricos
  • Cashu: Merlet, caju e flor de sal

Finalizando

Bom, o evento foi muito bem produzido, com excelentes escolhas para o cardápio, desde os petiscos até a sobremesa. Isso mostra também que podemos harmonizar perfeitamente drinks com nossa comida brasileira. Isso me dá boas ideias e planos para fazermos isso mais vezes aqui no Papo de Bar, o que acham?

Um parabéns à equipe da Cachaça Leblon, os organizadores e ao Marco pelos drinks. Em breve publico um artigo falando sobre os rótulos da Cachaça Leblon, que tem um design bem bonito, que até foi comentado pela responsável comercial, que lembra garrafas de vodkas.

Aquele abraço.

Você também gostará desses

Festival de Boteco de Blumenau – Você vai co... Confira mais sobre o Festival de Boteco de Blumenau, um festival de gastronomia, cachaças e cervejas artesanais que acontecerá dia 02, 03 e 04 de agos...
B.o.D.: Blogs on Dance – A Festa Vai rolar na Lapa um evento que tem tudo a ver com Blogs e bebida, o Blogs on Dancem coisas vários blogueiros conhecidos mostrando o que mais curtem o...
Encontro de Vinhos 2014. Degustação de vinhos! Opa... Veja o que rolou e como foi o grande evento de vinhos, o Encontro de Vinhos 2014. Veja quem faturou o Top 5 de vinhos, confira dicas de outros eventos...
Para beber pelado! No final desse mês de junho rolará um evento inusitado em Londres, capital da Inglaterra, o Jazz & Real Ale Festival, onde a galera curte uma ótima mú...
Mondial de La Bière 2016 Em outubro, entre os dias 12 e 16 de outubro, começa o Mondial de La Bière 2016, o maior evento cervejeiro do Brasil. Confira as novidades, cervejas e...

Compartilhe: