The Williams Warn Personal Brewery: Cerveja Artesanal com um pouco mais de tecnologia

Falem aí meus pequenos, porém astutos leitores de tecnologia. Hoje vou entrar em um assunto conhecido de alguns aqui do “botequim”, e em outro nem tão conhecido assim.

Falarei por alto do processo de criação de uma cerveja artesanal e suas fases mais importantes.

A preparação de uma cerveja artesanal

Máquina que faz cerveja

Apesar de a cerveja artesanal ser preparada apenas com lúpulo, malte de trigo (ou cevada), água e leveduras de cerveja (fermento), preparar uma batelada do glorioso líquido não é nada fácil. É necessária uma gama de equipamentos específicos ou improvisados, uma higiene impecável e muita, mas muita paciência mesmo, pois na maioria das vezes se leva mais de 20 dias no preparo do âmbar da vida.

Tá bom, tá bom cara, mas aonde você quer chegar com toda essa ladainha?

É o seguinte incauto internauta apreciador de conteúdos de qualidade… Eis que fiquei sabendo do conceito de cervejaria pessoal: o The Williams Warn Personal Brewery.

O espaço que ela ocupa é relativamente pequeno em relação aos equipamentos usados na produção caseira, e o melhor de tudo, a cerveja fica pronta em sete dias! Visite o site para saber mais sobre a bugiganga.

Olho da cara o.O

Ela custa 5.660 dólares neo-zelandeses, o equivalente hoje a R$ 9.500,00 (apenas).

Máquina que faz cerveja

Alguma das vantagens citadas pela empresa em relação ao processo de produção de cerveja artesanal (O texto está em inglês no original, a tradução é minha):

  • Não é necessária experiência para fazer uma boa cerveja.
  • Controle perfeito de temperatura durante a fermentação, assim a levedura não foge do sabor e nem gera subprodutos que causam dor de cabeça.
  • Limpeza e esterilização feitas por calor, então não há cerveja contaminada.
  • Muito pouco esforço envolvido, no inicio, 1 hora e meia de trabalho, para 23 litros de cerveja em sete dias.

Outro fator que eu achei excelente, é que você tem a total liberdade de combinar os ingredientes da maneira que bem entender, para assim, criar os mais variados sabores de cerveja.

Finalizando

Ian e Anders brindando

Eu agarantcho!

E você meu amigo? Compraria uma cervejaria pessoal? Ou acha que o bom e velho processo de criação da cerveja artesanal é o que dá o valor a cerveja? Você produz sua própria cerveja? Conte-nos um pouco mais sobre ela.

Deixe suas impressões e sugestões nos comentários.

Você também gostará desses

Viva la longneck Todos nós, bebedores, adoramos copos, principalmente quando são inovadores. E esse é um dos copos mais interessantes e diferentes que já vimos. Vale c...
Refrigerador ASKO. A geladeira para homens de verd... A ASKO criou uma geladeira que tem tudo a ver com os nobres visitantes deste blog: ela tem uma choppeira na porta ao invés da tradicional torneirinha ...
App Táxi Skol A Skol, junto com a Easy Taxi, lança um aplicativo para levar o nobre bebedor até em casa. Mostra todo o trajeto, você pede o táxi pelo aplicativo, ag...
Aonde eu vou a bebida vai comigo Está sem lugar pra colocar sua cerveja? Então veja esse chinelo que traz essa novidade, onde você pode ir pra qualquer lugar e levar junto sua cerveja...
Smartband Proof, uma pulseira que mede o álcool no... Conheça a Proof, uma pulseira smartband que mede o quanto de substâncias químicas você tem no corpo, medindo o quanto de álcool você bebeu. Confira!...
Today’s Beer Conheça o Today’s Beer, um app mobile e gratuito que te indica uma cerveja diferente por dia, dando informações como tipo da cerveja, teor alcoólico, ...