Cerveja de Maconha: Ilegal, imoral ou engorda?

Salve salve amigos e companheiros de mesa de bar. Sempre achei que o paraíso da Cannabis na Europa era Amsterdam. Tanto que muitos turistas do mundo inteiro acabavam naquelas bandas pelos famosos coffeshops e o red light district, onde prostitutas das mais variadas nacionalidades são exibidas em verdadeiras vitrines. Um prato cheio para quem queria curtir uma #vidaloka baseada em sexo, drogas e rock and roll. Tudo legalizado e organizado para o bel prazer de homens e mulheres. Lá eu achei a cerveja de maconha.

Onde você achou a cerveja de maconha?

Porém para minha surpresa, andando pelas ruas de Bratislava (Eslováquia) fui surpreendida por um bar bem grande com umas folhas de maconha GIGANTES estampadas na frente. Logo pensei: “ Meu Deus do Céu…até aqui o bagulho rola solto?!” Mas não era bem esse tipo de bagulho que rolava…

Cervejaria que vende a cerveja de maconha

A parada do bar era servir uma cerveja artesanal de fermentação profunda, delicadamente amarga, muito refrescante, com um sabor característico e aroma (eu posso confirmar), que além de apenas para saciar a sua sede, é uma rica fonte de energia, minerais e vitaminas adicionada ao famoso óleo de cânhamo (também utilizado na fabricação de papel, cordas, alimentos e produtos de uso têxtil), que é enriquecido mas sem deixar que o conteúdo exceda os limites legais. Bastaram 2 canecas para sentir o efeito estimulante.

As surpresas da cerveja de maconha não pararam por aí

Pesquisando um pouco mais sobre isso (tá bom, admito. Fiquei MEGA curiosa) descobri que era uma cerveja tradicionalmente tcheca enriquecida com extratos naturais de cannabis suíço. Porra!! Os suiços são os caras mesmo!

Outra famosa representante dessa lariquenta categoria é a Cannabis Red Power, fabricada na Alemanha e exportada apenas para alguns países na Europa. Tem coloração âmbar, teor alcoólico alto e sabor forte.

Enquanto isso, na contra-mão da questão da comercialização, em fevereiro deste ano, a Polícia Civil de Santa Catarina apreendeu uma garrafa de 350 ml da The Cannabis Club, também feita à base de cânhamo em uma boca de fumo sob a alegação de que a bebida era illegal, já que a maconha e qualquer derivado dela não é legalizado em terras brazucas.

Finalizando

Garrafa da cerveja de maconha

Essa semana foi divulgado um produto muito apreciado e tido como a febre do sertão por ser produzido em áreas irrigadas pelo Rio São Francisco. Trata-se da cachaça de maconha.

Embora também seja produzida com derivado da marvada (a raiz para ser mais precisa), ainda está sendo questionada se é ilegal ou não por ter baixa concentração de THC. A lei é clara. É proibido em todo o território nacional, as drogas, bem como o plantio, a cultura, a colheita e a exploração de vegetais e substratos dos quais possam ser extraídas ou produzidas drogas. Porém existe a brecha a respeito do uso “ritualístico-religioso”.

Daí eu penso: considerando que a cachaça para o brasileiro é quase um ritual cultural e uma forma de reconhecimento mundo afora, será que ao invés de ser vetada como a cerveja de maconha foi, o consumo da cana cannabis será liberado? Resta agora acompanhar as cenas dos próximos capítulos 😉

Você também gostará desses

Cervejas Boas e Baratas – Germânia 55 Mais uma cerveja que tem um custo benefício bem agradável. É a vez da Germânia 55, uma cerveja leve e que vem num latão de respeito com 710ml. Confira...
Review Cerveja: Christoffel Nobel Vez da cerveja Christoffel Nobel, da Holanda. Uma Lager bem diferenciada, saborosa e de aparência fantástica. Um preço acessível com uma qualidade aci...
Review cerveja: Petra Bock Review dessa bock brasileira. Faz um papel razoável no quesito das cervejas Bocks, mas seu preço não vale muito a pena, podendo se achar outras bem me...
Review de cerveja: Amazônia Brazilian Beer Conheça a Amazônia Brazilian Beer, uma cerveja artesanal curitibana da cervejaria Germânia. Bem saborosa, bem leve, apesar do corpo mais acentuado, um...
Review cerveja: Saint Nicholas Blond Ale Depois do review de natal com a Eisenbahn, vamos pra mais uma cerveja natalina, a Saint Nicholas Blond Ale, da cervejaria nacional Bamberg. Muito boa,...
Review cerveja: Oettinger Super Forte Review dessa cerveja alemã forte e encorpada do estilo Malt Liquor. Dr. Beer fala sobre seu alto teor alcoólico, aroma, aparência, colarinho, entre ou...