Cerveja, não tente fazer isso em casa

Diz-se por cerveja qualquer bebida alcoólica produzida pela fermentação de matéria com amido, derivada de cereais ou de outras fontes vegetais. Em termos históricos, a cerveja era já conhecida pelos sumérios, egípcios e mesopotâmios, desde pelo menos 4000 a.C. Como os ingredientes usados para fazer cerveja diferem de acordo com o local, as características (tipo, sabor e cor) variam amplamente.

A cerveja é de fraco teor alcoólico, vai de 0 a 8,5 graus. No entanto existem algumas excepções que podem ultrapassar os 8,5 graus.

Pois bem. E você sabe como se faz uma cerveja?

Fábrica de cerveja

Como existem diversos tipos de cerveja, com seus diferentes processos finais, vou abordar aqui os passos básicos, ou genéricos, por assim dizer.

Não tentem fazer isso em casa, crianças

Bolhas de cerveja

A cerveja é fabricada a partir de: água, cevada (que faz o malte), lúpulo, levedura, açúcares e em alguns países adiciona-se arroz ou milho.

A qualidade da água tem grande importância. Cada tipo de cerveja exige uma determinada composição. Mas hoje em dia, por ser fácil adquirir o tipo de água pretendido, não é necessário colocar as fábricas junto das nascentes.

O Malte, lúpulo e levedura

Malte, lúpulo e levedura

O malte utilizado na fabricação da cerveja deriva de um tipo especial de cevada, chamada dística. O malte também pode ser feito de trigo, arroz, milho, aveia e centeio, dependendo do tipo de cerveja.

O lúpulo, Humulus Lupulus L., é uma planta da mesma família das canabidáceas, a mesma da maconha. Para a fabricação da cerveja, apenas se utiliza a flor feminina da planta, que cede uma resina de cor de ouro, aromática, de delicioso amargor.

A levedura é uma planta/fungo cultivada nas próprias fábricas, em instalações e condições especiais. Tem a função de transformar o açúcar da mistura em álcool e gás carbônico. Contém, entre outras, vitamina B. É um depurativo e um reconstituinte poderoso.

Açúcar, arroz e milho

Ingredientes para produção de cerveja

O açúcar, o arroz ou o milho intervêm em reduzida percentagem, com a finalidade de estabelecerem outros tipos especiais de cerveja.

O açúcar é utilizado especialmente na cerveja preta, em forma de caramelo para lhe transmitir a cor pretendida.

Do arroz apenas se utilizam os grãos partidos provenientes do descasque e do polimento do arroz.

O milho é um cereal com cerca de 4% a 5% de matérias gordas, quantidades de gordura que seriam altamente prejudiciais à qualidade da cerveja. Assim, em fábricas próprias são separados os germens dos grãos de milho, muito ricos em óleo, os quais se extraem por pressão.

O resto dos grãos é reduzido a farinha por meio de uma moagem grosseira, dando origem ao que se chama a “Gritz de Milho” e é utilizada para evitar as turvações na cerveja.

O “passo-a-passo”

Passos da criação da cerveja

São basicamente nove fases:

  1. A cevada é limpa, calibrada e molhada.
  2. Os grãos da cevada germinam originando o malte.
  3. O malte é seco e torrado.
  4. O malte é moído, misturado com água e, por extração a quente, obtém-se o mosto.
  5. Ao mosto em ebulição é adicionado o lúpulo.
  6. O mosto com levedura fermenta e transforma-se em cerveja.
  7. A cerveja é conservada fria em tanques comparados aos de adega, durante um a três meses.
  8. A cerveja é filtrada.
  9. Engarrafamento.

Da cevada ao malte

Plantação de Cevada

A cevada se transforma no malte depois de submetida às seguintes operações: limpeza; seleção; calibragem; pesagem; lavagem e molha; germinação; suspensão da germinação em estufa; desgerminação (ou corte das radículas); estufagem (à temperatura mais ou menos alta segundo os tipos de cerveja a obter).

O Mosto

Mosto

Depois de misturar água ao malte e obter-se o mosto, adiciona-se o lúpulo. Este, além de transmitir o sabor amargo à cerveja, também da maior resistência aos microrganismos indesejáveis graças ao poder anti-séptico, abre o apetite e fortalece o sistema nervoso. Normalmente usa-se de 100 a 200 gr de lúpulo, para cada hectolitro de cerveja.

Fermentação

Fase de fermentação

Após a adição do levedo, a fermentação decorre em duas fases:

  • a primeira é fermentação tumultuosa, chamada “Primária”, que dura dez dias.
  • depois transfere-se o liquido para os tanques, onde fica a 0º de um a três meses, em fermentação “Secundária”, a saturar-se do seu próprio gás natural e a apurar o gosto.

Clarificação

A cerveja é filtrada através de filtros especiais e entra nos tanques de enchimento.

Pasteurização

É submetida à pasteurização a cerveja que não se destina ao consumo imediato, como no caso da cerveja em garrafa.

A cerveja de barril normalmente também é pasteurizada embora seja de consumo quase imediato.

A pasteurização consiste num aquecimento rápido em que se mantém por alguns minutos a temperatura de 60º.

Este processo destrói os poucos germes das leveduras que eventualmente chegam à fase de engarrafamento.

Agora é só correr pro bar. Ela vai estar lá te esperando!

Você também gostará desses

Guia prático de como aproveitar a Oktober Oktoberfest é um evento sensacional. Muita cerveja, gente louca, aproveitando ao máximo. Mas é sempre bom manter a postura, um bom senso. Aqui vai uma...
Timidez e Álcool. Uma combinação que não combina.... Um paralelo entre a timidez e as bebidas. Como você pode perder a timidez bebendo com os amigos e que ela não combina com as bebidas alcoólicas.
Dr. Beer: Detalhes sobre os termos usados Ao degustar uma cerveja você acaba falando alguns termos e sensações ainda não descobertas por leigos. O objetivo desse artigo é tirar todas as dúvida...
Oito Cervejas para beber Antes de Morrer no Mondia... Veja uma lista com 8 cervejas imperdíveis para beber no Mondial de La Biére 2018 que vai rolar nessa semana agora no Rio de Janeiro. Confira!
Presentes e dicas pro Dia dos Pais: Meu pai merece... Todo coroa merece mais do que um simples presente não é verdade? Veja algumas dicas e sugestões de presentes para seu pai, quem sabe ele não te dá um ...
A diferença na qualidade da cerveja em diferentes ... Uma visão geral sobre a qualidade da cerveja em diferentes lugares do Brasil e a mudança da qualidade com o passar do tempo das cervejas nacionais.