Cerveja Urthel

Tenho enrolado para escrever um artigo para este honrado blog há muito tempo. E não, e agora que vou mudar essa minha enrolação. Mas vou contar uma historinha sobre uma maravilhosa cerveja que eu não pude experimentar.

Bendita seja a Urthel

Garrafa de Urthel

No meu aniversário, ganhei uma garrafa de Urthel de um amigo. Uma cerveja belga e muito bem recomendada. Guardei-a por um tempo e em uma viagem ao Rio decidi que valia a pena levar para tomar com um primo meu.

Com toda a correria (leia-se fiquei bêbado tempo demais por lá) acabei esquecendo de beber a bendita cerveja (heresia, eu sei!) e como já estava na geladeira, não tinha como trazê-la de volta. Pensei na hora:

Sem problema, vou deixar meu primo beber e depois me passa o relatório para eu comprar outras garrafas.

O que eu não esperava era a demora

Relógio de Parede

Quase três meses depois, puxo um papo com esse mesmo primo para perguntar umas coisas que ele vem me falar que a cerveja era maravilhosa. Pedi o review dela e até assustei um pouco quando li:

Ela é encorpada, densa… cada gole é como um romance, com uma introdução suave, que cresce até um clímax de sabor forte, com um tapa na cara do álcool. A conclusão é uma sensação de satisfação dúbia, como quem se pergunta: “Gostei. Mas será que eu a compreendi de verdade?” É inalcançável. Compreendê-la seria tirar dela uma característica atraente, envolvente como a bruma obscura de um filme “noir”.

O sabor é forte, mas não um forte agressivo. É como um ronronar que se esfrega na língua, envolvendo o corpo todo e entorpecendo a mente, tal qual o primeiro suspiro após o gozo. Uma garrafa robusta, que tira o fôlego dos meros apreciadores. É uma cerveja que não requer um bom bebedor, mas sim um amante. É uma mulher safada e cheia de tesão.

Beba gelada.

Foto de um copo bem gelado

Bem, não sei agora se quero dar um gole na garrafa que vou comprar ou levá-la para um motel (sem trocadilhos, por favor). Acho que vou me contentar se me deixar bêbado ou, no mínimo alegre.

Você também gostará desses

Beber te deixa mais inteligente Você acredita que beber te deixa mais inteligente? Se não, confira o estudo científico que te deixará de boca aberta, e ávido por uma bebida.
Golden Globe e cerveja! Hoje é dia de Golden Globe Awards e o Papo de Bar homenageia a data mostrando algumas cervejas que tem a ver com os finalistas da categoria "Melhor Fi...
5 curiosos recordes cervejeiros O que vocês acham da maior coleção de cervejas do mundo? A cerveja mais forte de todas!? Confira esses e outros recordes cervejeiros no Papo de Bar!...
Minhas latinhas Todo mundo um dia já colecionou latinhas ou conhece alguém que fez isso. Pois essas pessoas ainda existem e o Dono do Bar mostra pra vocês a incrível ...
Tipos de Mulheres e suas bebidas Um toque feminino no PdB com nossa Loira dando dicas para os homens saberem mais sobre as mulheres e suas bebidas, e conquista-las de acordo com a beb...
Por que temos tantos tipos de copos de cerveja? Saiba o motivo de cada estilo de cerveja ter seu copo específico. Veja por que não é recomendado beber cervejas artesanais em copos de geleia e requei...