Colorado Indica: IPA Boa, IPA linda!

Nunca é fácil escrever sobre cervejas de alta fermentação. Quando o papo é sobre uma India Pale Ale, o bagulho fica louco. As famosas IPA’s dividem opiniões, mas não deixam ninguém permanecer em cima do muro, ou do balcão, como queiram. Sua avaliação costuma ser quase sempre definitiva, o que transformou o gênero numa espécie de ‘ame ou deixe’ das cervejas. Uma IPA jamais será indiferente para alguém. É a glória ou o cadafalso dos experimentadores compulsivos. Caso da Indica.

IPA brasileira S2

Confesso que as IPA’s nacionais são parcialmente relegadas a um segundo plano no panteão hepático do meu corpo, mas quase sempre que abro meu coração para uma nova experimentação, concluo que posso ser feliz com o que Pindorama pode nos oferecer. Até o nosso amargor é doce e sofisticado.

Tempos atrás, conheci a Colorado através de um bom amigo de Ribeirão Preto, cidade natal da cervejaria em questão. Diversas cores, estilos, sabores e misturas me deixaram encantado e curioso. Lembro-me de ter provado quase todos os rótulos à época, mas sem qualquer tipo de intuito mais aprofundado. Dias atrás, resolvi mais uma vez encontrar a cerveja do ursinho e escolhi a Indica, uma IPA com rapadura em sua composição. Uma receita ingkesa, com muita brasilidade.

Indica, uma IPA abrasileirada

Mulher olhando no espelho com uma Indica

Créditos: BierBoxx

Minha maior surpresa ficou por conta do equilíbrio entre teor e sabor. Como toda IPA, não estamos falando de um teor alcoólico de ‘faixa branca’, recomendo certa calma caso role uma empolgação. Seu sabor é maravilhosamente bem equilibrado. Apesar das notas marcantes e de ser bem maltada e com um lúpulo bem presente, a inserção da rapadura foi genial, quebrando amargor ou acidez excessiva. O colarinho é denso e apetitoso, quase pedindo uma colher e ajuda demais no paladar refrescante.

Indica batendo de frente…

Para quem curte comparações, não acho que deva nada se posta frente para uma NewCastle. Seu preço é proporcional ao que lhe é oferecido, sendo assim, não podemos classifica-la como barata, mas tá perto da faixa dos 15 dinheiros o casco de 600 ml. Recomendo fortemente que consumam essa cerveja com algo que seja bem condimentado. Alguns amigos gostam dela com frutos do mar, mas como não como nada que nada, não posso fazer esse tipo de indicação.

Trocando em miúdos, um puta tiro certo da paulistada. Anglobrasilidade em estado puro!

Você também gostará desses

Abrindo garrafas de cerveja sem frescuras Veja o vídeo com homens ogros abrindo cervejas de diversas formas e não somente com abridores, chaveiros e cases. Furadeiras, motos, carros, vidros, m...
Reinheitsgebot 1516: Lei alemã da pureza da cervej... Saiba tudo sobre a Lei alemã da Pureza da Cerveja, a Reinheitsgebot. Criada no ano de 1516, ela diz que a cerveja só pode ser produzida com os ingredi...
iPad Cervejeiro Um ilusionista tem a grande ideia de pegar um iPad e simular um chopeira. Sim, simular uma chopeira na tela do iPad, onde ela aparece toda cheia de ch...
Sem molhar a cerveja Essa conseguiu mergulhar sem molhar a cerveja. Foto impressionante e recomendada para os cuecas de plantão.
Te aproxega vivente que hoje o papo é de bar Apresentamos a famosa cerveja do Sul do país, a Polar. Uma cerveja bem regionalista, tanto nas propagandas, no site e no seu comportamento. Confira!
8ª edição do Dia de Responsa AMBEV Em setembro de 2017 acontece o Dia de Responsa AMBEV, uma ação que envolve o consumo responsável, sustentabilidade, dentre outros pontos fortes. Confi...