Como eram as propagandas de bebidas antigamente, bem antigamente…

“Encontramos umas propagandas de bebidas que nem existem mais e achei extremamente interessante observar como era tudo muito diferente dos dias atuais.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (1 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Olá PdBs de plantão! Alguns jornais que tempos atrás só existiam na versão impressa, hoje estão têm suas edições todas digitalizadas e quando digo todas, são TODAS mesmo. Futucando pelo acervo do Estadão encontramos umas propagandas de bebidas que nem existem mais e achei extremamente interessante observar como era tudo muito diferente dos dias atuais.

Como assim diferente?

O mundo era outro! Algumas propagandas são anteriores as 2 grandes guerras mundiais, outras da década de 50 ou 60! O povo era extremamente machista e direto. Mas por outro lado, esse mesmo mundo era bem menos chato e permissivo. A publicidade era permitida, mesmo quando incentivava atitudes e consumos tidos como não-saudáveis. Isso é muito legal, pois literalmente estimula a política do “cada um faz o que quer e fodasse”.

Vamos a elas: As propagandas de bebidas

PROCLAMAÇÃO DO CHOPP NA ÉPOCA DA REPÚBLICA

Em 1936, a Antarctica aproveitou o período próximo ao feriado que comemora a proclamação da república, para proclamar seu próprio chopp de barril. Simples, direto e objetivo, algo impensável hoje em dia.

telewhisky e teledoce

Em tempos mais recentes, 1965, os caras criaram uma campanha para o Dia dos Pais, onde você enviava o um telegrama e junto ia um garrafa de whisky Drury’s e/ou uma caixa de bombons. Genial! Isso deve ter sido revolucionário naquela época!

Já em 1988, o anúncio de uma cerveja alemã que chegava ao país dizia o seguinte: Cerveja Victoria. Importada da Alemanha. “Livre de ácido salycillico e de qualquer outra substância nociva”. O que isso quer dizer?! As cervejas nacionais tinham substâncias nocivas ou era um mero elogio a famosa lei da pureza alemã?

E para fechar…

propaganda vinho caramuru

Essa vem lá de 1900 e visava os que tinham problemas de impotência sexual, memória, entre outros. E a tal da impotência sexual foi citada como fraqueza genital! Hahahaha! Adorei! O Vinho Caramuru do Dr. Assis devia ser tipo uma Catuaba Selvagem da vida.

Finalizando

Não sei vocês, mas acho incrível ver as diferenças que o tempo traz com ele e achei incríveis as propagandas. No acervo do Estadão, tem várias outras. Se bobear, em outro momento apareço com um novo post falando sobre outras dessas relíquias do mercado da comunicação.

Aquele abraço!

Você também gostará desses

Onde a bebida é melhor: no copo, na garrafa ou na ... Por muitos anos nos questionamos sobre a diferença de beber no copo, na garrafa ou na lata e porque o sabor era diferente. Olha só a explicação!
Viva a República! Uma breve e divertida história sobre as nossas repúblicas, com seus estudantes, eventos, cervejas, muitos jovens e muitas histórias pra contar, princi...
Desempenho Sexual – Qual o papel da bebida a... Vocês sabem qual a relação do álcool com as relações sexuais? Tem muita coisa por trás disso. Confira as melhores dicas!
Tristeza, bebida, música e alegria Quando a tristeza ataca nós temos que recorrer aos amigos, bebidas e às vezes a música. Nada como ouvir várias vezes a mesma música e beber com os ami...
Palavra do dia: “álcool” O que é, o que é que motiva um pelotão de soldados hebreus, desinfeta instrumentos cirúrgicos e ainda move os pistões de um motor?

Compartilhe: