Como sobreviver à Oktoberfest de Munique

“A Equipe do PdB esteve presente na Oktoberfest de Munique, a principal e maior Oktoberfest do mundo. Muita cerveja, comida, diversão e história pra contar. Confira o que ocorreu nessa cobertura.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

A Oktoberfest de Munique, que é a oficial, é uma das maiores festas populares a céu aberto do Planeta, onde reúne mais de 6 milhões de pessoas ao ano numa cidade com uma população de 1.2 milhões.

Multidões na Oktoberfest de Munique

Homens vestidos de Fritz na Oktoberfest de Munique

Créditos: erza

E toda essa multidão se reúne em torno de um único e simples objetivo: beber cerveja. Mas muita, muita cerveja. Neste ano o período da festa foi do dia 21 de setembro a 06 de outubro. A festa é realmente incrível. Pessoas do mundo inteiro circulam pelas ruas de Munique – 90% delas vestidas com as roupas típicas alemãs – em busca de um lugar para se reunir com os amigos e fazer novos, bebendo umas das melhores cervejas do mundo.

Não deixem de comprar essa roupa. Com ela você realmente entra no clima da festa e tudo fica mais divertido. A questão é que ela não é barata. Em lojas, o conjunto completo varia entre 300 e 500 euros. Compramos a nossa em um camelô em frente à estação de trem, por 150 euros (sapato, meia, calça de couro com suspensório e camisa xadrez).

Munique, uma cidade organizada

A cidade é incrivelmente organizada e a sua tolerância com os bêbados (que não são poucos) é impressionante. Praticamente 24h por dia há grupos completamente embriagados circulando pelas ruas, cantarolando, caindo, pulando, enfim fazendo todas aquelas coisas que só o álcool permite na Oktoberfest de Munique. O interessante é que absolutamente ninguém invade o espaço do outro. Ou seja, os bêbados, por mais bêbados que estejam, apenas aborrecem seus próprios amigos e, por mais incrível que possa parecer, durante os cinco dias que ficamos lá, não vimos sequer uma confusão.

O clima é absolutamente de festa e é também por isso que o evento é tão especial.

Aliás, é bom que permaneça assim, tranquilo, pois a qualquer sinal de confusão, dezenas de policiais aparecem imediatamente e, acreditem, ninguém gostaria de arranjar problemas com a polícia alemã.

E como é a Oktoberfest de Munique?

Placa da Oktoberfest de Munique

Créditos: Daniele Giovannoni

A Oktoberfest em si acontece em uma enorme praça onde estão reunidos diversos galpões de cervejaria (com capacidade para milhares de pessoas cada), além de um parque de diversões e diversos quiosques de souvenirs e comidas típicas. Não é preciso pagar nada para entrar na praça, tampouco nas cervejarias. O detalhe, contudo, é que só é possível beber sentado e conseguir uma mesa não é tarefa fácil.

E como funcionam as cervejarias dentro da praça da Oktoberfest de Munique?

Cada cervejaria possui a sua regra a respeito do assunto. No geral, há a possibilidade de fazer reserva de mesas (para no mínimo 6, às vezes 10 pessoas), cuja duração é dividida por turnos: manhã, tarde e noite. Assim, uma vez feita a reserva, você poderá ficar na sua mesa durante o período contratado, devendo liberá-la em seguida para o próximo grupo que reservou.

Na maioria das cervejarias, o preço da reserva é de consumação e as que fizemos variaram entre 200 e 350 euros. E apesar do preço alto, fazer a reserva não é fácil. As cervejarias, em regra, dão preferência aos seus clientes fiéis e estes, quase sempre, ocupam todas as reservas para a noite e para os fins de semana. Portanto, se estiver planejando ir para a Oktoberfest de Munique, além de sorte, você deve ser diligente para entrar em contato com as cervejarias o quanto antes para perguntar sobre a disponibilidade.

E reservar mesa não é tão simples assim

Mesa e bebedeiras da Oktoberfest de Munique

Créditos: Joseph McIvor

Mas também não adianta querer fazer a reserva muito cedo, isto porque cada cervejaria possui a sua data inicial para começar a fazer as reservas. Assim, o ideal é entrar em contato com aquelas que se interessar no final do ano anterior para perguntar quando é que se iniciarão os pedidos de reserva.

Outro detalhe é que apenas a HB aceita reserva pelo seu site. Em relação a todas as outras, os pedidos devem ser feitos por e-mail e preparem o Google Translator, pois a maioria das respostas virão em alemão (abaixo, seguem os sites de algumas cervejarias). Quanto ao pagamento, este também não é o mais simples de ser feito. Quase nenhuma cervejaria aceita cartão. Logo, o pagamento é através de transferência bancária.

Apesar de todas as dificuldades em torno da reserva, se acalmem, pois nem tudo está perdido. Todas as cervejarias possuem mesas de livre assento (algumas dentro do galpão, outras fora e outras dentro e fora). Para sentar nessas mesas basta chegar cedo. Considerando que o parque abre às 10h, sugeriríamos não chegar depois das 11h. Isso porque, considerando que as pessoas estão no clima de beber bastante, quase todos que sentam nessas mesas apenas saem quando não aguentam mais – ou seja: não há rotatividade nessas mesas.

Oktoberfest de Munique, um clima familiar

Balcão na Oktoberfest de Munique

Créditos: jon behm

Na parte da manhã e da tarde o clima é bastante família – muitos idosos e crianças de colo circulam por toda a festa. Os melhores amigos que fizemos, inclusive, tinham mais de 65 anos!! Cada coroa muito figura. À noite a festa é dos jovens. Dentro das cervejarias a música muda e aumenta, mas o clima de Oktoberfest continua plenamente vivo.

Uma coisa bem bacana é que todas as mesas são enormes. Logo, invariavelmente, pessoas de todas as partes do mundo sentarão com você e seus amigos, numa ótima oportunidade para ampliar o leque de amigos.

A Oktoberfest se encerra entre 23h e 24h e, após, se ainda tiver disposição, há diversos bares pela cidade, os quais não deixam o ritmo cair. Mas atenção, pois se decidirem virar a noite, lembrem-se que no dia seguinte precisarão chegar cedo na festa para garantir uma mesa de livre assento.

Mass, a vitória cervejeira da Oktoberfest de Munique

Quando estiver dentro de uma das cervejarias, honrem a origem brasileira e não deixem de virar um Mass (caneco de 1 litro) de cerveja. Ao fazer isso, o corajoso sobe na cadeira e absolutamente todo o galpão se vira para você, batendo palmas e estimulando terminar o ritual. Mas devemos alertar: cuidado. Se não estiver seguro de conseguir, nem tente, pois a desistência é premiada com milhares de vaias, pedaços de pretzels e frango (mesmo!!). O incrível é que até mulheres viram o Mass e há alguns “mutantes” que viram dois seguidos. Neste ano o valor de cada Mass foi de 10 euros.

Dica, nada de cartão

Garota segurando copo de cerveja na Oktoberfest de Munique

Créditos: Felipe Naspolini Berenhauser

Outra dica fundamental é levar dinheiro. Dentro de toda a Oktoberfest de Munique não se aceita cartão e os pagamentos são realizados no momento em que a bebida (ou a comida) é servida. Por isso, tenha sempre cash e trocado para as gorjetas.

Finalizando

Como disse, ficamos na Oktoberfest por cinco dias – todos os cinco na festa. Nossa dica, contudo, é separar dois dias para a festa e um dia e meio para conhecer a cidade. Mais que dois dias na Oktoberfest é insalubre, porém, sensacional!

Nesta nossa primeira vez fomos apenas os homens, mas certamente voltaremos com as nossas mulheres.

Enfim, é isso. Espero que as dicas tenham sido boas e que se animem de conhecer a Oktoberfest de Munique.

Ein prosit!!!

Emails de reserva das cervejarias:

  • [email protected]
  • [email protected]
  • [email protected]
  • [email protected]
  • [email protected]

Contribuiu com o artigo o nobre Emmanuel Biar de Souza.

Você também gostará desses

1º Workshop sobre Cultura Cervejeira PdB e La Esqu... O La Esquina Teatro Bar em parceria com o Mestre Cervejeiro Pedro de Lucca e o blog Papo de Bar oferecem 1º Workshop sobre Cultura Cervejeira, no cora...
St. Patrick’s Day no O’malleys Irish P... A comemoração do St. Patrick's Day em São Paulo, no Pub O'malleys e um pouco mais sobre a história do Patrick e a importância dessa celebração. Um bri...
Chegaram as Novas Bohemias Chegaram as Novas Bohemias, cervejas com novos sabores, criando novas experiências para você, tanto na degustação quanto na harmonização.
Oktoberfest 2008: Pendure-me para secar Uma viagem etilica a Santa Catarina, terra da Oktoberfest Brasileira, com suas dezenas de cervejarias artesanais e deliciosas.
Valduga Tasting Day O PdB foi ao evento Valduga Tasting Day, que ocorreu na Casa Valduga, que fica em Bento Gonçalves, no Vale dos Vinhedos. Um evento espetacular!
Bombay Sapphire O gin Bombay Sapphire organizou um grande evento sobre seu campeonato de mixologia em São Paulo e que levará um brasileiro para disputar o mundial. Co...

Compartilhe: