Como virar um Cervegênio?

“Quer saber mais sobre cerveja? Que tal virar um Cervegênio sagaz? Um cara que bebe bastantes cervejas artesanais e conhece sobre elas? Vem com a gente e aprende mais sobre cerveja ;)”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (8 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Fala meus nobres “beberrões” de cerveja, tranquilidade? Vim aqui trazendo essa pergunta interessante e que algumas pessoas vêm fazendo de uns tempos pra cá. Lembrando que um Cervegênio é diferente de um Mestre Cervejeiro, ok? Pensando na resposta dessa pergunta nós do PdB resolvemos montar uma lista com algumas cervejas que você deveria beber para ir bem nas degustações e apreciar as cervejas. Vamos lá?

Quero beber cerveja artesanal e virar um Cervegênio <3

Todos nós. Mas a primeira coisa que temos que fazer e separar essas cervejas em alguns grupos, pra não virar um samba do crioulo doido, uma bagunça, atropelando os estilos de cerveja e tornando seu paladar algo não mais utilizável. Pensamos nas seguintes categorias:

Cervegênio

Créditos: Julien BléBon

  • Cervejas leves
  • Cervejas maltadas
  • Cervejas ales clássicas
  • Cervejas frutadas
  • Cervejas lupuladas
  • Cervejas complexas
  • Cervejas torradas

Faremos um Top 5 para um Cervegênio. Não digo que serão as melhores cervejas do mundo dentro desses estilo, estamos levando em conta a facilidade de serem achadas e compradas aqui no Brasil também e com um preço sagaz. Mas claro, tem algumas que são mais caras e até difíceis de serem achadas, mas que precisam ser citadas e um dia experimentadas.

Outra coisa que preciso comentar, não falarei sobre cada uma das cervejas, pois seria algo suicida, falar sobre 35 cervejas em um artigo só tornaria esse artigo numa bíblia cervejeira (o que não é uma má ideia :P). Vamos então para as categorias e suas cervejas 😉

Cervejas Leves

Cervegênio com Hofbrau Original

Créditos: Chris Troutman

Naturalmente que começaríamos com as cervejas mais leves, geralmente as Pilsens clássicas, as cervejas de trigo e também as Witbiers. Nesse grupo as cervejas possuem uma graduação alcoólica mais baixa, possuem um sabor mais leve, mas em alguns casos podem possuir um aroma diferente, interessante, como é o caso da deliciosa Hoegaarden. Nessa lista não deixaríamos a melhor pilsner do mundo, a mãe de todas, a nobre Pilsner Urquell, que pode ser encontrada no SuperPrix por um preço bacanudo, de fora. E também podemos citar a clássica cerveja alemã, a Hofbräu Original, também encontrada no SuperPrix.

  1. Hofbräu Original
  2. Pilsner Urquell
  3. Hoegaarden
  4. Licher Weizen
  5. Erdinger Weissbier

Cervejas Maltadas

Cervegênio com Delirium Tremens

Créditos: Morten Rasmussen

Vamos abusar um pouco mais e sair das clássicas e leves lagers e botar mais malte nas cervejas? Nesse grupo as cervejas recebem mais corpo, tornando seu sabor mais forte, mais perceptível. Geralmente possuem um corpo mais denso, perdendo em alguns casos a leveza e refrescância das cervejas do grupo anterior. Nesse grupo eu coloco como principal a Delirium Tremens, que está entre as minhas cervejas favoritas para beber ocasionalmente.

  1. Delirium Tremens
  2. Ola Dubh 18
  3. Chimay Blue
  4. Anchor Brekle’s Brown
  5. Baden Baden Bock

Cervejas Ales Clássicas

Cervegênio com Duvel

Créditos: Freek Stoltenborgh

As famosas cervejas de alta fermentação. Nelas a fermentação ocorre numa temperatura relativamente alta, entre 15º a 24º, às vezes maior, e num período de tempo curto. Nesse tipo de fermentação a  levedura sobe à superfície. As Ales foram as primeiras cervejas a surgirem, sendo o único tipo até por volta do século XIX, quando as lagers foram “inventadas”.

Nesse grupo das Ales Clássicas nós podemos incluir a deliciosa e famosa Duvel. Uma nacional boa, barata e fácil de ser encontrada é a Eisenbahn Pale Ale.

Cervejas Frutadas

Cervegênio com Tripel Karmeliet

Créditos: Mike Serigrapher

Um grupo sagaz e complexo, podendo englobar aquelas cervejas com fruta mesmo, são as belgas Kriek. Algumas inclusive recomendam serem bebidas com gelo (é sério). É um estilo que não gosto muito, mas vale a experiência. Dentro das frutadas nós temos também as geralmente azedas Lambic, mas essas eu preferi deixar em outra categoria 😉

Mas claro que as cervejas frutadas são boas. Uma das minhas prediletas, a Tripel Karmeliet, está nesse grupo e pode ser encontrada facilmente Brasil afora, inclusive com um preço baixo no supermercado SuperPrix.

Cervejas Lupuladas

Cervegênio com 1000 IBU

Créditos: Jésus Lopes

Ahhhh o lúpulo… Ouço essa palavra e já me vem três letras na cabeça: IPA. O melhor estilo de cerveja pra mim, além de complexas elas possuem um aroma diferenciado e um amargor forte na maioria dos casos. Dentro desse caso nós temos á fodástica 1000 IBU, que pelo número vocês já sabem, é bem amarga, mas sem deixar a cerveja desagrável, uma deliciosa surpresa. Lembrando que IBU (International Biterness Unit) é a escala de amargor de uma cerveja, quanto maior esse número, mais amarga a cerveja é. As cervejas tradicionais, vendidas em bares, geralmente possuem, no máximo, 20 IBUs. Imagine essa 1000 IBU 😉

Cervejas Complexas

Cervegênio com La Trappe Quadrupel

Créditos: Christer Edvartsen

Essa é um grupo complicado. Geralmente para beber essas cervejas você já precisa ter passado por algumas cervejas, estilos menos complexos. São cervejas muito intensas, com aromas bem diferencias e sabores que às vezes não possuem explicação. Um desses casos são as cervejas Lambic’s, de fermentação espontânea. Essas cervejas ou são odiadas ou amadas. Na primeira que bebi eu odiei, estava iniciando no mundo cervejeiro, mas hoje já aceito mais tranquilo 🙂 Cervejas complexas possuem intensidades, seja às vezes alcoólicas, seja de qualquer sensação. É o caso do estilo Rauchbier, que é feito com maltes defumados, possuindo um aroma de pernil, salame, bacon, barbecue, bem complexo.

Nesse grupo, que é um dos que eu mais gosto, quiçá o que eu mais gosto, recomendo duas: a La Trappe Quadrupel e a Westvleteren 12. A primeira é facilmente encontrada no Brasil, inclusive com um preço bacana no SuperPrix. Já a segunda é bem mais difícil, pois é vendida restritamente onde é produzida, na Bélgica. Tem que marcar com antecedência e tudo mais.

Cervejas Torradas

Cervegênio com Colorado Ithaca

Créditos: Cervejarium Ribeirão

Vamos para o nosso último grupo de cervejas, as cervejas escuras, torradas. Nesse esse grupo se usa maltes torrados, por isso o termo. Maltes caramelizados mais escuros, torrados, que secam a cerveja, dando aquele amargor discreto e o famoso gosto de torrado. O resultado disso são as Stouts, Porters, Imperial Stouts, dentre outras. Combinam perfeitamente com um tempo mais frio, um clima mais agradável, que inclusive está ocorrendo agora em algumas regiões do Brasil.

Dentro desse grupo eu cito uma nacional de tirar o chapéu, a Colorado Ithaca, cerveja espetacular da Colorado. Outra cerveja “torrada” que eu adoro é a Fuller& #8217;s London Porter. Todas as duas encontradas com facilidade no SuperPrix e com um preço bem chamativo.

Finalizando

Bom, é isso, fica nossa dica pra você iniciar nesse mundo de Cervegênio. Já tinha experimentado alguma dessas? Acha que falta alguma que deveria ser citada? Conte pra nós, estamos curiosos 😉

Aquele abraço.

Você também gostará desses

Mas afinal o que é Design Thinking? Você sabe o que é Design Thinking? É um processo que leva em consideração o ser humano, criando soluções mais desejáveis e mais adequadas com o que qu...
Aprenda a ser o rei do boteco O rei do boteco, porque o rei do camarote já deu né!? Leia nossos 10 mandamentos e torne-se agora mesmo o rei do boteco mais próximo da sua casa!
Beber é cool! Beber é cool. Você concorda com isso? Com a chegadas das redes sociais isso ficou mais evidente. Muitos compartilhando seus momentos etílicos.
Como a cerveja chegou às terras tupiniquins. Um TC... Veja o quinto capítulo de um TCC sobre copos de cerveja. Nesse artigo é falado sobre a chegada da cerveja ao Brasil através dos portugueses, surgiment...
The Beers: agora. Música na versão engarrafada. Mais uma vez viemos mostrar como música e cerveja permanecem em extrema harmonia. Com vocês o projeto The Beers.
Cerveja combina com música A cerveja combina com música, qualquer bebida combina com música. Veja suas semelhanças e porque o ser humano depende tanto desses dois temperos, esse...

Compartilhe:

  • Débora Brauhardt

    Achei essa lista do caráleo! =D