Da Internet Para A Vida

“A internet é uma mãe para os tímidos e principalmente para os feiosos. O problema é quando chega a hora de se conhecer pessoalmente. Principalmente pra quem além disso, tem um puta azar.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Mais bunitinho e menos peludo que eu

Créditos: Natália Viana

Ser feio sempre foi um dom. Se achasse isso um defeito, estaria dizendo que Deus foi injusto. Não puxei minha mãe e nem meu pai. Não pareço com a minha irmã. Sou branco demais e fico vermelho só de ir à padaria. Dentro de mim há um homem magro querendo sair debaixo de meu tecido adiposo. Perco desde o vestibular.

Pelos no corpo me sobram e estão ligados da minha barba por fazer ao meu pé (isso inclui costas, peito, barriga e bunda). Por conta desse presente divino, abordar mulheres sempre foi uma dificuldade.

Seus problemas acabaram: Internet

É claro que, após o advento da internet, encontrei uma arma para tentar solucionar meus problemas de relacionamento. Minha primeira arma foi o Irc, onde podia conversar por horas com as pessoas. Como na época não existia a maldita webcam, o máximo que podia fazer era passar as fotos num scanner e enviar. O macete era pegar uma tirada de longe, em que eu ficasse atrás dos amigos, e ainda colocava uma qualidade ruim. Isso tudo ajudava a mascarar meu verdadeiro “eu” externo.

Créditos: mammal

Inúmeras mulheres infelizes caíram nesse golpe. Como sempre morei no Rio de Janeiro, meus alvos mais bem sucedidos eram de outros estados ou cidades distantes da capital carioca.

Beleza não é tudo

A verdade é que, apesar da me beleza me faltar, sempre fui inteligente, sagaz e educado. Poderia dizer que “por dentro” eu sou um príncipe – talvez esse seja o homem magro querendo sair de mim.

Uma bela vez, após meses conversando com uma mulher do Rio de Janeiro que morava num bairro próximo ao meu, resolvi que aquela seria a minha oportunidade de mudar a história da minha vida. Arranjar alguém decente. Marcamos um encontro. Um bar. Quinta-Feira. Happy Hour. Ipanema. Cenário perfeito para uma conquista.

Todos os preparativos completos… Ou não…

Créditos: Your own guest

As roupas eu já tinha combinado pelo ICQ: Camisa pólo vermelha, calça jeans e sapato mocassim. Tudo bem ao meu estilo. Fiz a barba. Cortei o cabelo. Saí mais cedo do trabalho. Nesse dia, usei lente de contato tentando diminuir meu dom e para mostrar melhor meus olhos verdes.

Sabia que o trânsito seria gigante e por isso saí bem antes da hora. Por azar o meu, saí tão cedo que não peguei a hora do rush. Cheguei tão adiantado que resolvi pedir uma dose de uísque para relaxar os músculos e amaciar a língua. Teria que ser tão convincente quanto sou na internet.

Vamo que vamo…

Créditos: big daddy k

Quando terminei a minha dose de uísque com uma pedra de gelo e uma água com gás, ela ainda não tinha chegado. Aguardei mais dez minutos e pedi outra. Fiquei uma hora e meia nisso, até ela aparecer no bar.

Ela estava como tínhamos combinado: vestido preto, salto alto, cabelo solto e era bem melhor ao vivo. De longe podia reparar que as fotos escondiam suas belas curvas e o corpo bem cuidado em academia. O resto de uísque que estava no meu copo, eu bebi de uma vez só. Fiz uma careta. Respirei fundo. Percebi que ela me procurava e não estava me achando. Levantei e fui falar com ela:

  • – Oi, tudo bem?
  • – Tudo – ela me respondeu seca e virando o rosto.
  • & #8211; Então, gostou do local?
  • – Já conhecia – ela não dava espaço para conversa.
  • – Sou eu, o GostosinhoRJ! – falei tentando reavivar sua mente.
  • – Gostosinho o quê?!
  • – GostosinhoRJ! Do Irc! como você não se lembra de mim? Marcamos um encontro aqui!
  • – Você deve estar bêbado, “gostosinho”!

Após essa resposta, meus tormentos com as mulheres apareceram e de uma vez só passaram na minha mente. Lembrei do meu primeiro beijo aos 17 anos numa brincadeira de “Verdade ou Consequência” – a menina tinha apenas 13 -; lembrei da garota de programa que tinha me cobrado um valor e a metade para transar com dois amigos meus; lembrei da vendedora da loja falando que não tinha roupas do meu tamanho; lembrei de todos os foras que levei na vida; lembrei da minha revista pornô que sumiu (provavelmente cansada de tanto ser usada). Não me agüentei e comecei a chorar:

  • – Vocês mulheres são assim! Enchem nosso coração de esperança e depois nos maltratam! Eu sei bem que você achava que eu era melhor! Sei que você esperava um príncipe! Por isso adiei tanto nosso encontro. Sei o quanto vocês só enxergam a cara e não o coração!

Peguei um copo de água na mesa do lado e joguei em cima dela. Dei as costas e chamei um táxi. Assim que entrei, gritei pela janela: “Vadia!”. Voltei para a casa e passei a noite na cama com uma revista de moda, pois era a única que eu tinha.

Até que então…

Crédito: ‘YARRET

Dia seguinte, assim que entrei na internet, vi uma mensagem no meu ICQ que tinha recebido quando estava offline:

Vocês homens não prestam! Acreditei que você seria um amor. Nem para aparecer lá e me dá um oi. Ainda marcou comigo num bar onde um casal brigava e o homem jogou um copo em cima de sua mulher! Baixo nível! Eu quis te mostrar meu coração pelo Irc para não ser alvo de mais um homem que me adoro só pela aparência. Passar bem! Nunca mais fale comigo!

Foi então que percebi que ser feio era o menos dos meus problemas. Eu era, também, azarado.

Você também gostará desses

50 Tons de Tinder – Encontro 2 “Quem se define, se limita” é uma clássica frase para quem usa apps como Tinder. Armando conta como foi seu encontro com uma delas.
Cafajeste Mais um papo de cafajeste, envolvendo mulheres, traições, amigas de mulheres, provocações, papo sobre sexo, bebidas e um final inesperado nessa saga.....
Ô lá em casa Os problemas de se ter um relacionamento com uma mulher que não bebe. Você não pode ir num boteco, tem que dormir no sofá, entre outras patadas. Confi...
Exercícios e Argumentos Errados Quando entra em questão o stress das academias e personal trainers bonitões e fortões dando trela pra sua namorada. Um história bem humorada sobre....
50 Tons de Tinder – Encontro 1 Armando conta como foi o seu primeiro encontro, sua primeira experiência trágica com uma mulher do Tinder. Confira!
50 Tons de Tinder – Encontro 4 Armando conta sua jornada ao sair com a quarta menina do Tinder, um encontro pra lá de engraçado e com gostinho de quero mais.

Tags:

Compartilhe:

  • TôBebinho

    A vida como ela é… (como já dizia Nelson Rodrigues)

  • ótimo! ICQ rulez!

  • Carlos Portuga

    Mto bom,mas é a vida de hj. A maioria das garotas so procuram homens sarados mas sem nada na cabeça.

  • A internet hoje e sempre salvando punheteiros e feiosos o/

  • rambo

    HAHAHAHAHAHAHAHAHA

  • Gui

    AHHAHAHAHAHAHAH RI DEMAIS