É possível que o álcool aumente a qualidade de vida?

“Recentes pesquisas, mostram que o consumo frequente, mas moderado de álcool, pode trazer benefícios para o ser humano, a longo prazo. E você, acredita que tudo que é feito moderadamente tende a trazer vantagens e benefícios para a sua vida?”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Mais uma terça feira, e com ela um artigo que já vem chegando com o um quê de polêmica. Beber frequentemente, por 14 anos, e ainda sim ter maior qualidade de vida do que quem é abstêmio? Pode isso diretoria?

O estudo

Menina cercada de livros por todos os lados

É só terminar de ler esses aqui, e já vou ter a resposta

Créditos: Vanessa Paxton

O estudo incluiu 5.404 coroas simpáticos (50 anos ou mais) do Canadá, e era embasado da seguinte forma: Durante 14 anos (iniciados entre 1994 e 1995) os pesquisadores faziam perguntas sobre a quantidade de álcool utilizada, e a saúde dos nobres amigos, em intervalos de 4 anos.

O resultado

Livro com uma lupa em cima

Ah, sabia que eu ia achar uma resposta…

Créditos: Clémence Pacault

31% dos participantes, reduziu o consumo de álcool durante o período total de 14 anos, mas o mais surpreendente, é que a qualidade de vida diminuiu de maneira mais acentuada, nessa galera que diminuiu o consumo de álcool.

É importante lembrar que a qualidade de vida diminuiu pra todos de uma certa forma, pois todos tinham mais de 50 anos…

A pegadinha

Sérgio Mallandro

Ráááááá!

O Dr. Harvey Finkel, da Boston University Medical Center aponta um detalhe que nos parece fugir aos olhos num primeiro momento. Talvez mais importante do que a diminuição do álcool, o fato da pessoa diminuir a ingestão de álcool possa nos dar alguma pista de uma diminuição na qualidade de vida.

“Quando as pessoas envelhecem, mesmo desconsiderando os obstáculos médicos, interações sociais geralmente diminuem, o que leva a menos vontade de beber e menos oportunidades para beber”, disse Finkel, em um comunicado.

Finalizando

conclusao

Créditos: Nikola Bliznakov

Tudo bem que esse estudo me parece meio furado no cruzamento do álcool com a qualidade de vida. Mas uma coisa ficou muito clara para mim.

“A interação social gerada pelo fato de você tomar uns drinks uma vez na semana, são extremamente importantes para a qualidade de vida. Então, mexam essas suas bundas da cadeira uma vez por semana, e vão beber com seus amigos! Não é pra encher a cara, mas é pra passar um tempo de qualidade com as pessoas que você gosta. Faz bem tanto pra você, quanto pra elas!” – McLovin, Drunk

See you all in another dimension

Você também gostará desses

Sobre as ressacas educativas Ressaca geralmente não são boas, mas nada como curá-las num bar no dia seguinte. Temos que beber pra esquecer e comemorar. Temos que ter ressacas educ...
Cerveja combina com música A cerveja combina com música, qualquer bebida combina com música. Veja suas semelhanças e porque o ser humano depende tanto desses dois temperos, esse...
A arte de beber em pé nos botecos Veja algumas teorias sobre a galera que gosta de beber em pé. Desde o cansaço, flerte, dentre outros motivos para se beber em pé nos botecos.
A Revolução Cervejeira é Feminina! A cerveja artesanal está cada dia mais na moda. Mas cadê as mulheres fazendo cerveja? Elas foram as primeiras a fazer, merecem destaque novamente!
Bartender Psicólogo Os tempos mudaram, hoje é mais difícil vermos o típico Bartender Psicólogo, onde ele se relaciona afundo com seus clientes. Veja o que aconteceu e com...
O que faz um bar ser incrível? Abrimos uma discussão boa e que agrada a todos os bebedores, bares, botecos, botequins e pubs. Pra você, o que faz um bar ser incrível? Música? Boa ce...

Tags:

Compartilhe:

  • Carlos Eduardo Correa Braga

    Talvez a diminuição do consumo de álcool seja na verdade a consequência da diminuição da qualidade de vida e não a causa.

    • Exato, foi o que quis dizer com “Talvez mais importante do que a diminuição do álcool, o fato da pessoa diminuir a ingestão de álcool possa nos dar alguma pista de uma diminuição na qualidade de vida.”

      Obrigado pela leitura Carlos Eduardo…