Casal transando e homem com mão no laptop

Eu Tenho Duas Namoradas: Capítulo 1

“A nova novela etílica do Papo de Bar conta uma história de um homem insaciável na cama e que desde moleque adora mulheres. Até que arrumou duas namoradas. Acompanhe!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (6 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Oi, meu nome é Armando, tenho 30 anos e sou viciado em mulher. Sim, viciado. Tão viciado que tenho problemas por conta disso: eu tenho duas namoradas.

Sei que você pensará que isso é uma mentira. Não é. Talvez imagine que essa vida seja uma maravilha. Longe disso. A verdade é triste, é dolorosa, mas comigo é assim, o coração manda, eu obedeço.

Filosofia de boteco

Homem fumando dentro de um carro

Shake it baby

Créditos: Laurent Nivalle

O corpo é como um carro, onde o coração é o motor e o cérebro o som. A bebida acelera as ações e o volume fica no máximo. Dito isso, afirmo:

– Eu sou um caminhão de amor e o motorista está alcoolizado até a alma.

Não é que gostar de mulher seja um problema – apesar de muitos recriminarem -, ocorre que as pessoas não compreendem como eu amo muito tudo isso. É um exagero.

Minha paixão pelas mulheres começou na quarta série. Naquela época, o funk despontava como a voz do povo, os shorts eram curtos, mas não reveladores e existia um universo a ser explorado. O corpo feminino era mais resguardado e exigia de nós, juniors-punheteiros, imaginar como era a pele embaixo daquelas vestes.

Investindo na bronha

Velho punheteiro

Tira a mão daí velho safado

Créditos: Joao Carlos Frigério

Noite adentro imaginava as carnes. Época boa aquela… De tão novo, nem ao menos sujava o lençol.

Troquei de colégio e de apartamento. Amadureci. Faculdade. Envelheci. Envelheci.

O vício é o mesmo. O tempo passa e as mulheres mostram mais. Bundas, peitos, cinturas, cabeça, ombro joelho e pé, joelho e pé, joelho e pé. Qualquer coisa é suficiente para me atiçar.

Bendita internet…

Casal transando e homem com mão no laptop

Deixa eu ver o xvideos

O advento da internet só piorou meus sintomas. Os inúmeros sites com vídeos e fotos (adoro em preto e branco) só exigiram mais vigor físico de mim – até descobri que meu braço direito não sente cãibra.

Namoradas e piriguetes passaram pela minha vida. Todas foram especiais, mas sempre vinham com a mesma reclamação de que eu era insaciável. Elas me acusavam de me segurar, de fingir estar disposto e até de tomar algum produto para ereção. Estavam todas enganadas.

Eu realmente sou insaciável.

E tudo isso começou a mudar com a minha primeira das duas namoradas…

Você também gostará desses

Cachaça com sushi Imagine você ganhar um noite num restaurante japonês e não conseguir chamar nenhuma mulher. Mas somos brasileiros e não desistimos nunca, acontece uma...
Era uma vez o acabado – 4 Moya vai a um boteco pé sujo beber e ouvir algum tipo de música, quando encontra uma mulher mais velha, triste e enchendo a cara. Os dois bebem conver...
Eu Tenho Duas Namoradas: Capítulo 6 Sexto capítulo da novela etílica, Eu Tenho Duas Namoradas. Nem tudo são flores, principalmente quando as duas entram na TPM e começam a implicar com o...
Ô lá em casa Os problemas de se ter um relacionamento com uma mulher que não bebe. Você não pode ir num boteco, tem que dormir no sofá, entre outras patadas. Confi...
Rufião – O Rei do Rio: Capítulo 2 Segunda capítulo da nova novela etílica, Rubião – O Rei do Rio. Eis que Rubião se encontra com a melhor cliente, que propõe sociedade e bêbado Rufião ...
Juliana Problema: Capítulo 8 Oitavo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Depois de virar sócio, agora é reconquistar a "amada" Juliana e convencer o sogrão maal encarado....

Compartilhe:

  • Tehf

    Essa não começou muito animada…

    Procura dar uma guinada no próximo capítulo 🙂

    • Mé do Moya

      Vai ser estilo folhetim. Não vai ter um final tão cedo. Portanto, vai de pouquinho em pouquinho.

  • guilherme

    Muito bom……acompanhando ! ! !

    • Mé do Moya

      Obrigado. Vai ser uma espécie de diário.

  • Bia Rubio

    Muito bom!