Bancada de um bar do festival

Festival Brasileiro da Cerveja: Teremos mais doses!

“Veja o que rolou no Festival Brasileiro de Cerveja que aconteceu nos dias 25, 26 e 27 de novembro no Parque Vila Germânica em Blumenau/SC.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (3 votes, average: 7.00 out of 10)
Loading...
468x60 - Acessorios

Bancada de um bar do festival

Adoro essa cidade, tudo é desculpa para beber!

Essa frase carregada com sotaque paranaense, ouvi no último dia do Festival Brasileiro da Cerveja no Parque Vila Germânica em Blumenau/SC, que surgiu com o intuito de proporcionar aos visitantes a oportunidade de conhecer, avaliar e degustar os produtos da industria cervejeira.

O Festival Brasileiro da Cerveja e as marcas de cerveja

Porta-copos da cerveja Coruja

O Festival rolou nos dias 25, 26 e 27  de novembro e contou com cerca de 50 marcas de cervejas nacionais e importadas. Uma das cervejarias que estiveram no festival foi a Cervejaria Coruja do Rio Grande do Sul. A cerveja possui uma embalagem inovadora: é um frasco de remédio antigo.

Mas este não é o grande diferencial. Além de ter ganhado por dois anos seguidos o título de melhor cerveja de Porto Alegre pela revista Veja, a empresa ainda dissemina cultura por onde passa, divulgando exposições culturais ou apoiando o lançamento de curtas-metragens. A cervejaria ainda faz questão de ajudar a preservar o meio ambiente. Possui porta copos de fabricação própria com 80% de folhas de bambu.

Garrafa Sankt Gallen

Também marcaram presença no festival, as cervejarias Sankt Gallen e Therezópolis, primeira cervejaria da baixada fluminense elaborada pelo imigrante dinamarquês Alfred Claussen. Não podemos esquecer a alemã Weihenstephaner, a cervejaria mais antiga do mundo e da Das Bier, eleita recentemente a melhor choperia do Vale do Itajaí (SC), segundo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e região.

Lugar pra comer? Tem?

Lógico! O espaço gastronômico também fez parte da festa trazendo todas aquelas comidinhas de boteco que já conhecemos. A música, é claro, não podia faltar! Nos três dias de festival ouvimos rock, MPB, tango, chorinho e muito samba. Isso tudo além de palestras com especialistas no mundo da cerveja.

Então eu quero Bis

O público pediu bis e não há dúvidas quanto a realização de mais uma edição deste festival que provavelmente vai acontecer na mesma época no próximo ano. Os organizadores prometem um espaço mais amplo e uma divulgação Brasil afora. Para quem já visitou a Oktoberfest, uma ressalva: os dois eventos se complementam, mas são diferentes. E as diferenças entre os eventos serão reforçadas a cada edição.

Você também gostará desses

Festival de Premiação do IV Concurso Nacional de C... Evento da AcervAs pra divulgar os vencedores do IV Concurso Nacional de Cervejas Artesanais, que sempre rola todo ano para divulgar mais a cultura cer...
Copa América das Cervejas 2015 O Brasil representou muito bem na Copa América das Cervejas recebendo vários prêmios.
Start a Party! O whisky J&B lança um ótimo conceito de festas e eventos o Start a Party. Faça a sua festa, seja sozinho ou acompanhado, é só começar. Com muito whisk...
Workshop das Escolas Cervejeiras: Escola Alemã de ... Dia 06 de maio de 2013 acontecerá um Workshop das Escolas Cervejeiras, iniciando com a Escola Alemã de Cerveja. Veja o conteúdo do workshop, as cervej...
Dîner en Blanc surge reunindo mistério e surpresa... Dîner en Blanc surge no Rio de Janeiro com uma noite que começa com todos os ingredientes para ser inesquecível. Aguarde!
Nova carta de drinks do Bar SOBE Confira a nova carta de drinks do Bar SOBE que o bartender William Barão criou. Foram 20 drinks criados com as mais diversas bebidas. Confira agora!

Compartilhe:

  • Renato Monzani

    Caraca que massa a cerveja em um vidro de remedio antigo, tem fotos ??

    lembra muito as cervejas australianas que vem em frascos que parecem xarope!

  • Millena Nogueira

    Muito bons os posts da Manu Bier! Sem nem a conhecer, sei que será uma grande escritora. Seus textos fazem até quem não bebe, ter vontade de experimentar uma bela cerveja bem gelada. Parabéns, Manu! Te acompanharei por aqui… 🙂