Garrafa da cerveja Fischer Beer

Fischer Beer

“Review da cerveja francesa Fischer Beer, ótima garrafa, mas com um sabor normal, nada de surpreendente. Uma cerveja leve e para ser bebida em climas mais quentes.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (3 votes, average: 8.67 out of 10)
Loading...

Garrafa da cerveja Fischer Beer

Com o verão europeu você aprende muitas coisas legais. Primeiro, que cerveja é um conceito universal. Cervejas leves, ideais para refrescar, são mais consumidas em dias muito quentes, especialmente na praia. Segundo, que para um país com uma produção cervejeira tão diversificada como a Grécia, cerveja importada não é lá um grande apelo, e nem sempre significa qualidade superior.

Foi o que aconteceu comigo em Corfu recentemente. Dando aquele mergulho sagaz pós-trabalho (afinal, no verão europeu o sol só se põe depois das 20h), encontrei uma cerveja que me chamou a atenção: a Fischer Beer.

Garrafa da cerveja Fischer Beer

Produzida na cidade francesa de Schiltigheim (na região da Alsácia, colada na fronteira com Alemanhã e Áustria) mas presente em quase toda a Europa, a marca tem um diferencial que chama a atenção logo de cara: a garrafa simplesmente não possui rótulo! Ao invés do papel, leva o nome e a logo em relevo no próprio vidro! Bacana, hein?

Não julgue o livro pela capa

Garrafa da cerveja Fischer Beer

Apesar da garrafa criativa, a cerveja não surpreende tanto assim. Teor alcoólico na média, sabor leve, aroma e amargor idem, é uma cerveja que, bem gelada, desce muito bem em dias quentes, e só. Mas vale a pena pra conhecer, principalmente para beber com a galera, pois a cerveja só é vendida fora do seu país de origem em garrafa de 700ml.

Traga um copo e sua curiosidade, amigo!

Você também gostará desses

Review Cerveja: Bitburger Premium A vez agora é da Bitburguer, cerveja Pilsen Premium, de origem alemã. Um pouco acima das pilsens nacionais mais consumidas. Vale conferir!
Review Cerveja: Petra Stark Bier Review de uma marca de cerveja conhecida no Brasil, a Petra. Possuindo uma excelente formação de colarinho, a Petra Stark Bier. A melhor representante...
Era uma boa cerva portuguesa! Era uma lager portug... Experimentamos a Super Bock, uma cerveja lager de Portugal que não deixa a desejar, porém seu custo/benefício não é lá essas coisas. Mas vale a pena e...
Wunder Bier: A maravilhosa cerveja da Oktoberfest Um review e história de uma cervejaria de Blumenau, que foi lançada na Oktoberfest de 2007, a Wunder Bier. Possuem 4 estilos de chopp Pilsen, Schwarzb...
Review Cerveja: Wals Pilsen Um review da primeira das três principais cervejas da Wals, considerada uma das melhores cervejas do tipo pilsen do Brasil, quiçá a melhor do Brasil....
Cantillon: o sabor da fermentação espontânea A descrição de uma experiência bem pessoal: a degustação da complexa e rara Cerveja Cantillon Kriek 2002 Lou Pepe (icone do estilo Lambic).

Tags:

Compartilhe:

  • Eh, vendo essas cervejas dá uma vontade de beber para saber como é, mas infelizmente nunca vi vender por aqui…

  • Camilo

    Que irada a garrafa!

  • Camilo

    Que irada a garrafa! Pena que nunca vi e nem sei como conseguir uma dessas… mesmo porque mandar trazer para o Brasil tornaria a experiência de tomar cerveja meio dispendiosa…

    • com certeza meu nobre. só vai valer mesmo numa viagem pra europa… meio difícil, mas quem sabe 😀

  • Wallace Souza

    O engraçado é que o bar onde experimentei essa creva tem mesas, cadeiras e guarda-sóis (ou guardassóis?) patrocinados por outra marca de cerveja (que também escreverei sobre aqui em breve), então nem pude tirar foto do copo com a logo da concorrente pra não confundir. 😛

    • Wallace Souza

      “creva” foi excelente. “Cerva” seu imbecil!