Invista seu fígado em boas ações

whisky no escuroCréditos: siliconmonkey

Como sabem todas as pessoas na fila de transplantes, bons órgãos são difíceis de achar por aí. Por esse motivo é importante selecionar quando e como utilizar sua usina de processamento de toxinas, também conhecido pelo nome de fígado.

No post “Fígado – Manual do proprietário“, Dr. Health ensina os danos a este órgão causados pela ingestão de álcool:

“Inicialmente, a ingestão excessiva de álcool causa uma alteração transitória no fígado conhecida como esteatose. Que nada mais é que o acúmulo de gordura. Basta parar de beber que a coisa volta ao normal.

Em alguns casos, pode ocorrer uma hepatite alcoólica, que tem sintomas parecidos com uma hepatite aguda.

Quando a bebedeira continua por muito tempo (leia-se anos e quantidades grandes), o fígado sofre danos irreversíveis e fica com aspecto fibroso e cicatricial. A isso chamamos de cirrose hepática, que é frequentemente progressiva e vai causar algum grau de insuficiência hepática. A cirrose, em 10% dos casos, também leva ao câncer de fígado.

A cirrose alcoólica se desenvolve em 10 a 20% das pessoas que bebem “pesado” por uma década ou mais.”

Ok, beber álcool é ruim, mas cerveja é bom demais, assim como vinho, tequila e uísque. Então como faz?

Bom, sugiro investir seu fígado em ações que realmente valem a pena.

A bebida

Garrafas de cervejaCréditos: Hylian

Beber Nova Schin quente “por quê se não tivesse a gente tomava álcool” é um mau começo. É preciso escolher bem a bebida na qual investirá seu fígado. Se for considerada apenas a quantidade de álcool, uma Guinesse e um Kaiser tem um preço hepático semelhante. Qual você prefere?

Sem exageros, sugiro gastar 10 centavos a mais por lata para pegar uma cerveja melhorzinha. Pelo menos você estará “gostando” da bebida e não bebendo por beber.

Ao se encarar a bebida como algo que se goste realmente, a forma de beber muda completamente. O foco passa da quantidade para a qualidade.

A ocasião

Bêbado virando garrafaCréditos: Kati Giblin

Como falou o doutor, a cirrose se desenvolve depois de décadas de bebedeira pesada. Para evitar isso vale escolher a ocasião ideal. Virar a noite sozinho bebendo qualquer coisa pode parecer uma atividade fodástica para você, mas eu (e muitas outras pessoas) achamos que isto é coisa de alcóolatra.

O álcool é uma droga e deve sim ser ingerido com moderação. Alcoolismo é uma doença séria e deve ser avitado a todo o custo.

Eventos modafocas

Três homens conversando no botecoCréditos: Maciej Dakowicz

Reservar seu fígado para eventos sociais é uma boa alternativa. Dá importância à bebida e à companhia. Nestas ocasiões, planeje como irá investir seu fígado. Se irá beber espumante, uísque ou a melhor cerveja que tiver disponível.

Logicamente, é importante combinar o evento com a bebida. Beber uísque, por melhor que seja, em festinha da escola do seu filho definitivamente não é uma boa ideia. Principalmente se for de manhã e se você for o único adulto além das professoras gostosas.

Amnésia alcoólica?

Cachorro deitado com cigarro na boca e whiskyCréditos: Tundraboy

Beber até cair ou esquecer o que ocorreu também é um péssimo investimento. Principalmente se era uma ocasião importante como, digamos, seu casamento. Perder uma festa por ter bebido demais é imperdoável e sinal de alcoolismo. Evite.

A companhia

Muito já se falou sobre festas de empresa e porque não se deve beber muito nestes eventos. Digo mais, não se deve beber quase nada. É uma festa com gente chata, feia e esquisita? Fuja, pois investir seu fígado em má companhia é um péssimo negócio.

Passar a noite com amigos – ou aquela pessoa especial – experimentando vários tipos de bebida é uma ocasião que geralmente será lembrada por muito tempo, portanto é um bom negócio.

Balanço

Garrafa do whisky ChivasCréditos: anna.evi

Considere seu fígado como um ativo do seu corpo. Invista ele em bebidas, ocasiões e companhias que farão valer a pena o esforço e o dano causado a ele. Qualidade antes de quantidade. Não é só porque ele se recompõe que você vai deixar de investir nele 😉

Você também gostará desses

Um canhão de cerveja controlado por iPhone Canhão de cerveja, é essa a novidade que o Papo de Bar veio apresentar para vocês essa semana. Imagina, sentar na cama, preparar apontar e fogo!?
Rins, como eles funcionam? Vamos falar de rins em mais um texto da nossa série sobre álcool e o funcionamento do corpo. Você sabe para que servem os rins? Então clica!
Nutricionista diz como beber cerveja sem engordar A grande pergunta de um milhão de dólares: Como beber cerveja sem engordar? A cerveja não engorda muito, o problema é o excesso.
Mas por que ficamos bêbados? Viemos para lhes surpreender. Por que ficamos bêbados? Os efeitos do álcool no corpo e na mente, os estágios da embriaguez e muito mais, só no Papo de...
Onde a bebida é melhor: no copo, na garrafa ou na ... Por muitos anos nos questionamos sobre a diferença de beber no copo, na garrafa ou na lata e porque o sabor era diferente. Olha só a explicação!