Independence Brew Pub

Lugares para beber! Um TCC sobre Copos de Cerveja – Parte 3

“A continuação da produção do TCC cervejeiro conta história de lugares onde se bebia antigamente. As antigas tavernas, alehouses, pubs, dentre outros. Como surgiu, onde surgiu. Confira!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (3 votes, average: 8.67 out of 10)
Loading...

Aproveitando a brecha do post do Dono do Bar sobre a história e origem dos Bares (ah, não leu? Então deixa de preguiça e aprenda um pouco mais sobre o universo etílico aqui), vou contar um pouco sobre a origem de alguns lugares próprios para o consumo de álcool.

Taverna, taberna, tá tá

Taverna medieval

Créditos: http://www.cervejasdomundo.com/EraMedieval.htm

Alguns textos sumérios citam a existência de lugares próprios para encher a cara – as tavernas ou tabernas (um é grego, o outro é latim), que significa “oficina”. Eram lugares gerenciados por mulheres (sim, qual o problema?), onde os cuecas iam atrás de diversão, bebida e comida.

Os gregos e romanos, para variar, também possuiam suas tavernas, que além de oferecer tudo isso que eu citei, ainda deixava a galera dormir lá eventualmente.

Outros lugares famosos eram as inns – tipo uma hospedaria – e as alehouses.

Tá, mais qual a diferença entre tudo isso?

Inn Bull and Mouth, Londres, 1806

Créditos: http://www.telegraph.co.uk/expat/expatpicturegalleries/8280608/The-history-of-the-English-pub.html?image=1

Sim, em todas você podia encher a cara. Só que as tavernas ofereciam, principalmente, comida e vinho, mas quase nenhuma cerveja. Era nas tavernas onde os moradores das comunidades se encontravam para se divertir e onde os mercadores viajantes faziam negócios.

Já as inns foram as precursoras dos hoteis e serviam muita cerveja (agora sim) e comida, e ficavam na rota dos viajantes – e geralmente não cobravam nada por isso.

Alewife.

Créditos: http://www.godecookery.com/afeast/brew/brew006.html

Nas alehouses, nada de fazer negócios! Elas eram, na maioria, casas de família onde se serviam cervejas (ales ou lagers), feitas pelas donas de casa, as alewives. Mas com a evolução das alehouses, ao tornarem-se lugares mais comerciais (começando a servir também comida), a participação das mulheres no estabelecimento foi diminuindo bem. Como a galera, nessa época, não sabia ler direito (ou nada), esses lugares eram identificados com uma espécie de mastro enfeitado com folhas.

Independence Brew Pub

Créditos: Maryanne Nasiatka

A partir do século 18, as alehouses passaram a ficar muito pop, e começaram a ser chamadas de public houses, mas como as pessoas são naturalmente preguiçosas, o “public houses” virou “pubs” (gostou dessa né?)

Ninguém mais faz reunião em bar?

Ok, tudo bem que o objetivo principal ao frequentar esses lugares era beber – bastante. Só que eles também foram palco de muitas conspirações, revoluções e decisões históricas.

Sabia que Thomas Jefferson escreveu a Declaração de Independência dos Estados Unidos em uma taverna na Philadelphia? Será que ele errou muito o rascunho? Don’t drink and write declations of independency…

Thomas Jefferson

Créditos: http://worldsfinestbeverage.blogspot.com.br/2012/03/yards-thomas-jeffersons-tavern-ale.html

Além disso a cidade de Jamestown, nos EUA, fazia suas reuniões oficiais em tavernas, entre 1660 e 1665. Pelo menos ninguém precisava sair do lugar para começar o happy hour né?

Apesar de todas essas diferenças, tavernas, pubs, inn, alehouses, todos possuiam o mesmo intuito: oferecer um lugar de atmosfera agradável e convidativa a qualquer um que queria escapar da rotina. Não é o que todos buscamos?

*As referências para a pesquisa do meu TCC encontram-se nos livros Larousse da Cerveja (Morado), The Bar and Beverage Book (KATSIGRIS, Costas, PORTER, Mary & THOMAS, Chris) e Drink: A Cultural History of Alcohol (Gately,Iain), entre outros.

Você também gostará desses

Fotos indesejáveis: comofaz!? Sabe aquelas fotos indesejáveis que as pessoas tiram nas baladas/nights !? Seus problemas acabaram! Esse é o balde de cerveja que te salva de problema...
Heineken The Entrance: A campanha que deu certo No finalzinho de dezembro a Heineken estreou na sua Fan Page um comercial exclusivo para seus fãs, onde já mostrava qual seria sua grande campanha par...
Um canhão de cerveja controlado por iPhone Canhão de cerveja, é essa a novidade que o Papo de Bar veio apresentar para vocês essa semana. Imagina, sentar na cama, preparar apontar e fogo!?
Rialto: Uma cerveja engraçada? Vocês já conhecem o termo #rialto bem famoso na internet. Agora o que você não imaginava é ter uma cerveja com esse nome. A Rialto é uma cerveja de El...
Cerveja e marketing digital II Segunda parte da combinação entre cerveja e Marketing Digital, só que agora mostrando uma ação do Chopp Brahma aqui no Brasil.
O glamour de uma cerveja! Lançaram na Bélgica uma cerveja que leva ouro de 24 quilates em sua composição. É a Golden Queen Bee, a cerveja de ouro, literalmente. Custará por vol...

Compartilhe: