Mulheres observando homens

O Canalha Inexperiente: Capítulo 1

“Primeiro capítulo da nova novela Etílica do Papo de Bar, O Canalha Inexperiente. Um cara que se tornou pegador, comeu a garota gata do colegial, agora se tornou "famoso".”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (11 votes, average: 9.73 out of 10)
Loading...
468x60 - Acessorios

O ano de 2007 foi muito bom. Eu tinha 22 anos, um ótimo emprego como advogado num escritório especializado em Direito de Família, ganhava bem (sem carteira assinada), puxava um ferro de segunda à quinta (academia paga pelo pai), estava em forma e tinha um carro (que era do meu pai na verdade, mas ninguém sabia). Por conta da soma desses fatores, o “papai” aqui tava picudo.

Quanto mais fama, melhor…

Mulher com tonto e olhando pro Zorro

Perdeu "preyboy"

Assim como pênis grande, a fama precede o homem. Eu já não estava mais naquela época de pegar gordinhas e nem as magricelas com cabelo repleto de creme e aquele com cheirinho de Leite de Rosas. Eu estava bombando apenas as minas com corpo mais ou menos decente com poucas espinhas e algumas estrias. Foi a minha melhor época no quesito ginecológico.

A confiança e a testosterona transbordavam e escorriam pelo chão espantando a concorrência e fazendo de mim o macho-alfa das nights que eu freqüentava. Foi numa dessas noitadas que eu reencontrei Talita, menina rabuda, baixinha e peitinhos de pêssego. Coisa fina com bafo de cachaça e cigarro, mas, ainda assim, carne da boa. Ok, a carne era de segunda, mas costela também é de segunda e não deixa de ser gostosa.

Ah Talita, grande amante do status e dinheiro…

Homem chegando junto numa mulher

Sou sócio do Roberto Justus e tenho a maioria das ações da Petrobrás...

Talita fora uma conhecida do colégio que jamais caíra nos meus papos furados naquela época. Agora que eu trajava roupas de grife e tinha um carro possante (mesmo sendo de 98), eu podia fazer as regras do jogo.

Conversa vai, conversa vem… pimba na menina! Peguei a rapariga e arrastei para a minha cobertura para terminar o trabalho.

Um adendo, por favor…

Garotos pulando numa piscina na lage

Que se foda!

Antes de continuar, é preciso fazer um adendo: A cobertura não era minha. Meu antigo prédio tinha um terraço com piscina e churrasqueira para uso dos condôminos. Ocorre que na hora de contar a história, eu sempre dizia que era minha a cobertura. A tática funcionava bem e quando elas viam que eu estava mentindo, ficaria difícil elas mudarem de idéia, pois já estariam no local do abate.

Lá, debaixo de um belíssimo céu estrelado, eu e Talita consumamos nosso amor à primeira vista. Nada romântico e extremamente carnal, fizemos nossa parte, trocamos telefones, eu a deixei em casa e voltei para repousar na minha.

Agora sim, “sideibem”

Mulheres observando homens

Virei canalha?

No dia seguinte, encontrei meus amigos e vizinhos na piscina do prédio. Fui informado por eles que a fofoca de que eu levava mulheres para “fazer amor” na cobertura rolava solta. Esse foi o momento em que minha característica de canalha aumentou.

Se antes eu era um gordinho perdido numa loja de doces, a partir daquela notícia eu me tornei um homem de calça de veludo, camisa com estampa de tigre, sapato duas cores, sem meia e cueca, no meio de um puteiro barato. Um “pimp” para as americanas, “latin lover” para as carnes européias e um José Mayer para as brasileiras.

Dig-din, dig-din

Mussum vestido de Vitim sou foda

Sou Fodis!

Lembro-me de descer para o meu apartamento (que na verdade era do meu pai), me olhar no espelho do elevador e ver aquele homem bronzeado, com óculos Ray-Ban, usando um sungão. Nesse momento eu me falei:

– Sou foda!

Você também gostará desses

Juliana Problema: Capítulo 8 Oitavo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Depois de virar sócio, agora é reconquistar a "amada" Juliana e convencer o sogrão maal encarado....
Vila Madalena, samba, mulheres e cachaça Night, balada agradável em Vila Madalena, São Paulo, muito regada com mulheres bonitas e ótimas caipirinhas. Um samba de raiz como trilha sonora, mist...
Eu Tenho Duas Namoradas: Capítulo 2 Segundo capítulo da novela etílica, Eu Tenho Duas Namoradas, agora Armando tenta chegar junto de uma fêmea no bar, usa dança, vira centro das atenções...
A Triste História do Homem Bem Dotado: Capítulo 3... Terceiro capítulo da saga de Armando. Agora é notícia em tudo quanto é lugar. Homens arrumam algum modo de rebaixa-lo enquanto as mulheres o desejam. ...
O Canalha Inexperiente: Capítulo 5 Quinta capítulo da novela etílica, O Canalha Inexperiente. Agora Moya vai até o urologista para ver o que está acontecendo com seu "pimpolho". Confira...
Juliana Problema Juliana Problema, uma pequena novela de um namoro iniciado sem querer, por dois bêbados, é lógico, que iniciou numa balada e teve continuidade num mot...

Compartilhe:

  • GENIO =D

  • HAHAHAHAHA foda!

  • Aconteceu algo parecido comigo, fique com fama de comedor entre meu circulo de amigas sem ter comido nenhuma delas.

    Depois que a fama veio peguei praticamente todas.

    Aliás, até hoje isso rende fodas.

  • Thais Moya

    Aposto que cada capitulo vai ficar mais pica..nte.
    Beijos

  • Gabriela Lima

    Otimo começo, 😀

  • Gilmar

    Canalha. kkkkkkkkkkkk, euri#

  • João Vitor

    Muito bom Começou com tudo !!!
    tem cara de que será melhor que a Juliana ! huahauhau