O Canalha Inexperiente: Capítulo 2

A fama de comedor, que antes era só de proporção “prediana”, em poucas semanas virou uma fofoca da rua e logo tomou o bairro. A sensação que eu tinha era que ao andar nas ruas de Botafogo, as pessoas diziam: “É um pássaro? É um avião? Não, é o comedor!”. Eu apenas sorria, deixando um gostinho da minha auto-estima com o ardido da minha arrogância. Uma mistura de mel com pimenta.

Gordinho lindo

Gordo na praia com duas mulheres lindas

Amor, você é o gordinho mais lindo do mundo! Meu bolso que o diga...

Se antes as mulheres não davam mole para o gordinho perdido na loja de doce, agora elas se derretiam quando eu passava com minhas calças largas e as camisas floridas. Sabe aquela impressão de que você está acima de tudo? Pois bem, se o mundo fosse um escondidinho de carne-seca, eu era o purê de batata.

Minha vida sexual melhorou muito. Todo final de semana eu levava uma mulher para a “minha” cobertura e mantinha um placar de pelo menos um a zero, sem contar o “olé” e o baile que eu dava.

Mulherada língua solta, melhor pra mim

 

Mulheres falando mal de homens

Desse tamanho mesmo? Noooossa...

Créditos: Demetrio

Como sabemos: a mulherada fala. Esse foi meu marketing pessoal. Entre ouvidos, minha fama foi crescendo além de diâmetros que eu nunca cheguei. Dizem que uma certa vizinha comentou que eu era maior que um tubo de desodorante. Cá entre nós, eu estou perto da média nacional, mas quem sou eu para reclamar de uma propaganda enganosa, não?

Talita ainda era uma recorrente. Tanto que eu nem contava ela no meu placar semanal. Normalmente aos domingos, após ver os gols da rodada, eu ligava para a rapariga e fazíamos incursões por ruas vazias e escuras. Aquele gostinho de ser pego sempre foi um afrodisíaco.

No flagra

Peitos de uma mulher que parecem um airbag duplo

Eu juro que isso é um airbag

Uma vez, eu e Talita fomos pegos “batendo ponto” dentro do carro, perto de uma praia. Felizmente, percebemos a presença dos “canas” em tempo dela se recompor. Atendendo aos carinhosos pedidos feitos pelos prestativos e gentis homens da lei, saí do carro para conversar com eles.

  • Boa noite, senhor. – veio um deles falar comigo, enquanto o outro estava do lado do carro.
  • Boa noite. Algum problema, seu guarda?
  • Recebi um aviso de que estava rolando umas indecências dentro de um carro por aqui, procede?
  • Claro que não, seu guarda! – respondi sem titubear
  • Olha só, senhor, de longe via muitos movimentos nesse carro. O senhor pode me explicar o que acontecia aí dentro? Ela é menor?
  • Seu guarda, ela tem a minha idade e nada acontecia dentro do carro.
  • E por que a menina está toda descabelada?
  • Cabelo ruim. – respondi

O guarda pediu documentos do carro e da carteira de motorista, o que atendi prontamente e, antes de sermos liberados, ele veio mais uma vez me interpelar sobre o que estava fazendo. Eu fui sincero:

  • Senhor, pra ser sincero, vim aqui sim dar uma enrabada na mulherzinha aí, mas você chegou antes que eu pudesse ao menos tirar a calça.

Ele achou graça daquilo tudo e pediu para ir a outro local dar continuidade ao meu plano. O mais impressionante foi saber que o próprio guarda me deu os endereços de onde eu poderia terminar o trabalho. Não me fiz de arrogante. O homem da lei mandou, eu cumpri.

Notícia corre solta…

 

Barbie e Ken

Sou foda!

Créditos: Nina Victor

Na semana seguinte, mais uma vez nas piscinas com os amigos e vizinhos, fiquei sabendo que minhas aventuras pitorescas com Talita já eram de conhecimento geral. Por mais que eu estranhasse isso, pois Talita não morava perto da minha casa e nem tínhamos amigos em comum, permaneci quieto, apenas colhendo os louros da vitória.

Você também gostará desses

Juliana Problema: Capítulo 6 Sexto capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Ao acordar na cama ele percebe que tem alguém ao lado, e não é sua namorada. Problemas a vista... ...
Juliana Problema: Capítulo 9 (penúltimo capítulo)... Penúltimo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Moya vai ao aeroporto pedir Juliana em casamento, mas encontra seu sogro no caminho. Confira a...
O Canalha Inexperiente: Capítulo 5 Quinta capítulo da novela etílica, O Canalha Inexperiente. Agora Moya vai até o urologista para ver o que está acontecendo com seu "pimpolho". Confira...
A Triste História do Homem Bem Dotado: Capítulo 3... Terceiro capítulo da saga de Armando. Agora é notícia em tudo quanto é lugar. Homens arrumam algum modo de rebaixa-lo enquanto as mulheres o desejam. ...
Juliana Problema: Capítulo 8 Oitavo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Depois de virar sócio, agora é reconquistar a "amada" Juliana e convencer o sogrão maal encarado....
Eu Tenho Duas Namoradas: Capítulo 6 Sexto capítulo da novela etílica, Eu Tenho Duas Namoradas. Nem tudo são flores, principalmente quando as duas entram na TPM e começam a implicar com o...