O Canalha Inexperiente: Capítulo 4

Como estava faltando a academia, comecei a perder peso e “desinchar”. Por outro lado, como estava bebendo bastante, a barriga começou a se assanhar e pular pra fora do cinto. Até aí tudo bem, Vinícius de Moraes comeu um porrão de mulher, tinha diabetes e era barrigudo pra caralho.

Que se foda o pânceps…

Homens com barriga de chopp

Quero mais que se foda...

Créditos: Rafael Freitas

Aliás, mesmo antes de malhar, quando eu já tinha uma senhora barriga, mulher nunca me faltou, mas não posso dizer que a qualidade era boa naquela época. Quando emagreci, ganhei uns muques, consegui um carro e passei a esbanjar dinheiro, a mulherada começou a cair em cima de mim como se eu fosse um deus. Não, eu era um mero playboy pagando de gatão, um Mr. Catra do High Society.

Se antes as mulheres que eu apresentava lá em casa eram feias e não ficavam bem no álbum de família, agora, sempre que as loiras de corpo escultural abriam a boca, meus pais faziam cara como se tivessem sentido cheiro de peido. Até Talita era ruim de escutar, em 99% das vezes que ela abria boca, saía alguma merda dali. Se o homem pensa com a cabeça de baixo, a mulher tem o duodeno no lugar das cordas vocais.

O quê? To com AIDS???

Homem assustado

Ai meu Deus...

Foi numa dessas conversas com Talita que eu descobri que não a amava. Como pode um homem letrado, que estudou em ótimos colégios e faculdade se apaixonar por alguém que torce pro Flamengo, assiste a reality shows e ouve funk carioca? É muita mediocridade para uma pessoa só. Ainda assim, eu me permitir atuar no campo da burguesia e foder o povo da melhor maneira desde o Liberalismo: na cama.

No entanto, a revolução ainda estava por vir. Um belo dia – na verdade, uma quarta-feira qualquer -, Talita me liga para me dar uma péssima notícia:

  • – Só liguei pra dizer que essa sua mania de comer vagabundas por aí me fez ter HPV.
  • – O quê?! HIV?! – pensei no pior e no lado analfabeto da flamenguista
  • – Não, seu burro! HPV! É outra coisa, mas também é grave.

Fudeu!!

Desenho de um boneco assustado

Fudeu, meu pau vai cair...

Créditos: modernoprometeu

Apavorei, afinal de contas, minha varinha mágica estaria amaldiçoada segundo as acusações. Se antes eu era o “Magic Dick”, agora eu estava mais pra o homem coalhada. Mesmo assim, a dúvida permanecia.

  • – Talita, quem disse que eu te passei essa doença?!
  • – Só transo com você então só pode ter sido você. Eu já fui à ginecologista. Vai saber há quanto tempo tenho isso? Vai se tratar antes que outras mulheres se contaminem. Ah, e avise todas antes que seja tarde.

Para terminar aquela adorável ligação, Talita ainda desligou o telefone com o fofíssimo comentário: “Seu imundo!”. O que Talita tinha de mediocridade, também tinha de deselegância.

Na fila de uma Vara de Família eu olhava pro celular e pensava: “Será que eu devo avisar as mulheres que eu to passando doença?”

Você também gostará desses

Mulheres, cerveja, xixi, fofoca e a conta Mulheres bebendo para colocar todas as fofocas em dia. O problema é o xixi e a conta, coitado do garçon!
Álcool e Casamento. Aliados ou inimigos? Vamos direto pra parte mais importante da história dos noivos. O casam... A FESTA DO CASAMENTO, óbvio. A festa do “casório” começou e as cervejinhas e...
Juliana Problema: Capítulo 5 Quinto capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Moya chega na festa havaiana, encontra seu chefe e seu sogro. Confira mais um capítulo!
50 Tons de Tinder – Encontro 4 Armando conta sua jornada ao sair com a quarta menina do Tinder, um encontro pra lá de engraçado e com gostinho de quero mais.
Rufião – O Rei do Rio: Capítulo 9 Confira o nono capítulo da novela etílica: Rufião - O Rei do Rio. Eis que Armando vai pra uma suruba com sua mulher e alguns políticos. Eis que de rep...
50 Tons de Tinder – Encontro 1 Armando conta como foi o seu primeiro encontro, sua primeira experiência trágica com uma mulher do Tinder. Confira!