O colarinho da discórdia

“Alguns bares têm servido seus chopes com mais colarinho e menos líquido do que o indicado no cardápio. Porém alguns bares têm tidos ideias interessantes. Confira!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (4 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Olá PdBs! Navegando pela internet, me deparei com a seguinte notícia: “Bares cariocas usam ‘efeito colarinho’ para servir menos cerveja que o prometido”. Trata-se de uma matéria sobre uma pesquisa realizada pelo site Proteste, na qual o resultado mostra que o chopp servido não equivale ao anunciado no cardápio. O resultado negativo se deu em 29 dos 30 bares visitados, onde foram analisados diferentes tipos de copos, como: Garotinho, tulipa, caldereta, caneca e canecões.

Vejam os piores resultados para alguns tipos de chopp:

  • Garotinho: Hipódromo, na Gávea, onde apenas 144 ml dos 216 ml prometidos foram servidos.
  • Tulipa: Famoso por suas empadas, o Belmonte promete 300 ml e entrega apenas 200ml.
  • Caldereta: Na Pizzaria Guanabara, ao invés de 400 ml, 295 ml de chopp vem à mesa.
  • Já nos canecões o Revolution Bar serve 100 ml a menos que os 510 ml anunciados.

No Brasil não há regulamentação sobre o assunto e por isso os bares “podem” servir dessa maneira. Mas teve um bar que mandou muito bem e entregou até um pouco a mais do que consta no cardápio. No Reza Forte, a caneca veio com 310 ml onde era para ter 300 ml e o bar possui canecas com a marcação indicando a quantidade de líquido.

Linha limite do colarinho do chopp

Botando chopp com colarinho

Créditos: Luciano Meirelles

Na Europa é comum esse tipo de copos com indicação de onde termina o chopp e começa o colarinho. Há alguns anos, o uso do copo com as medidas demarcadas, virou lei. Por aqui, infelizmente, isso deve demorar a chegar.

Nunca tinha pensado sobre isso e não via problema algum na questão. Para mim o colarinho fazia parte do chopp e sendo opcional, até preferia “perder” um pouco de chopp desde que tivesse um bonito colarinho por cima do líquido. Achava justo! Mas depois de ler a reportagem, penso que realmente deveria haver uma regulamentação sobre o assunto, já que assim os consumidores estariam sempre pagando pelo que estão bebendo.

Já tinham se ligado nisso? Pensemos então! Aquele abraço!

Fonte: O Globo

Você também gostará desses

Retrospectiva Etílica 2011 Uma retrospectiva etílica do ano de 2011. O que de mais importante aconteceu no ano de 2011 que tenha relação com bebidas alcóolicas, cerveja, whisky,...
Como fazer uma árvore de natal Quase todo mundo monta sua árvore de natal, certo? Mas nada como montar árvores de natal com garrafas de cerveja. Mais bonitas, gostosas e fodásticas....
8 Cervejas que você poderia deixar de beber Você se preocupa tanto com o que você bebe, quanto o que você come? Se sim, essas são cervejas que você poderia deixar de beber.
Engradado de cerveja flutuante Para quem gosta de tudo a mão, até mesmo dentro da piscina, eis a genial invenção do engradado de cerveja flutuante. Que vida difícil!
Papo de Bar cult Pra quem gosta de falar de música, propaganda, tomando uma cerveja gelada com os amigos - Nova propaganda da Budweiser com direito a Beatles!
Great American Beer Festival… So great! Um grande evento que rola nos Estados Unidos, o Great American Beer Festival, que tem muita cerveja e bizarrices como cerveja de bacon e a cerveja de ...

Compartilhe:

  • Que venha na quantidade certa, mas por favor, sem tirar o colarinho…