Oito Cervejas para beber Antes de Morrer no Mondial de La Biere 2018

Olarrr! Chegou uma das semanas mais esperadas do ano para os amigos cervejeiros e a gente já tá como???? Fazendo várias listas, pesquisando, de olho em tudo o que vai rolar a partir desta quarta no Mondial de La Biere 2018.

O cardápio de doses é extenso, folhas e folhas e folhas que deixa a gente tonto e com sede. Porém, nada como ir preparado e saber direitinho o que beber, pelo bem dos nossos fígados e bolsos, né?

Lista de cervejas para não deixar de beber no Mondial de La Biere 2018

Pensando nisso, preparei uma lista de OITO CERVEJAS FODAS que estarão lá esperando pela gente no evento! Meus critérios são a criatividade da receita, a complexidade, a expectativa criada e – quando eu já bebi a danada – o sabor. Vambora!

1 – Infected – Tropical Blood (Berliner Weisse)

Mondial de La Biére 2018 tropical blood

Onde? Stand da Beer Underground, Armazém 4

Pra começar, vou ter que falar isso aqui, Rogerinho: aposto que esse ano a tendência vai se concentrar em três estilos: Sour (Berliner Weisse, Gose, Sour Ales, etc.), Brut IPA e NE IPA. Falo com tranquilidade! Então, [email protected], se prepara porque você vai beber muito desses tipos aí. E tá bom demais, viu?

E dentro das cervejas sour, certamente o que mais bomba é o Berliner Weisse. E se for falar de Berliner tem que falar da Tropical Blood, a obra-prima da Infected Brewing, cigana santista que já chegou arrebentando em terras cariocas.

Sente só: ela leva casca de laranja, goiaba, amora, framboesa, passa por dry-hopping de Belma e El Dorado, é fermentada com brettanomyces (a primeira fermentação, então ela não fica com aquele gosto característico de cerveja bretada) e depois é refermentada com levedura de vinho. Loucura!!! E a cor é um espetáculo!

2 – Goose Islands – Luz (Berliner Weisse)

Mondial de La Biére 2018 LUZ

Onde? Stand da Goose Islands, Armazém 3

Essa eu nunca provei, mas achei que tem muito potencial em se tratando de sabor: tem kiwi e gengibre na receita. A Goose Islands nunca me decepciona, eu duvido muito que isso aconteça dessa vez.

Aí, além da receita interessante, tem mais uma coisinha que faz essa cerveja especial: ela é feita exclusivamente por mulheres e o nome é uma homenagem a Luz del Fuego, que lutou pelos direitos das mulheres e pioneira do naturismo no Brasil.

3 – Oceânica – Bright Sparks (Brut IPA)

Mondial de La Biére 2018 OCEANICA

Onde? Stand da Oceânica, Armazém 3

Essa eu também nunca provei, mas você também não! É uma surpresa que a Oceânica está preparando pra lançar no evento. Trata-se de uma Brut IPA, que, pelo que entendi, é uma IPA com características de espumante: seca, super carbonatada e leve.

Aliás, essa é a primeira receita da Oceânica que leva milho, para conferir leveza e espero de verdade que ela esteja maravilhosa pra provar de uma vez por todas que cerveja com milho (ou outros cereais não maltados) NEM SEMPRE é sinal de cerveja ruim.

Vamos abrir a cabecinha, minha gente!!!

4 – Odin – Palo Santo Viking Imperial Stout (Stout)

Mondial de La Biére 2018 ODIN

Onde? Stand da Odin, Armazém 4

Olha, essa cerveja é uma coisa muito louca! Sabe o que é palo santo? É tipo um pedaço de madeira bem cheiroso que você acende como se fosse incenso e tem um aroma super característico.

Pois bem! A Odin conseguiu colocar o cheiro do palo santo (e o gosto também, mas eu sei lá, porque nunca comi palo santo) dentro da cerveja!!! E saiu uma coisa muito interessante. Ao mesmo tempo que não parece nada que eu já tenha bebido, lembra um pouco baunilha, café, não sei… mas é bom!

5 – Sundog – Sahti (?)

Mondial de La Biére 2018 SUNDOG

Onde? Stand da Sundog, Armazém 4

Eu só descobri semana passada o que é sahti: é uma bebida finlandesa bem antiga, feita com centeio, zimbro, fermentada com levedura e pedaços de pão. Daí a Sundog entrou na onda de releitura do sahti, com uma versão que leva lascas de carvalho embebidas em Aquavit (um destilado de origem escandinava).

Se é bom? Não faço ideia, mas uma coisa dessas a gente tem que experimentar, né?

6 – Thirsty Hawks– Sextrupel (Sextrupel)

Mondial de La Biére 2018 Thirsty Hawks

Onde? Stand da Thirsty Hawks, Armazém 4

Então, essa coisa de Dubel, Tripel, Quadrupel não é lá muito claro do ponto de vista da composição de cada estilo, mas a gente pode dizer que quanto mais multiplicadores do “pel”, mas encorpada, forte e alcóolica é a cerveja. Sacou?

Aí a Thirsty Hawks vem cheia de grosseria com uma SEXTRUPEL!!! A bicha tem 18% de álcool e é claro que a gente vai querer provar esse negócio! Melhor até pedir a dose pequena para não cair rápido…

7 – Trópica– Brumadinho (NE IPA)

Mondial de La Biére 2018 TROPICA

Onde? Stand da Trópica, Armazém 2

Eu adoro NE IPA, mas confesso que me decepciono muitas vezes com o que tomo. Nem sempre é tão juicy quanto eu imagino. Posso ser muito purista, mas se me oferecem uma juicy IPA, eu espero um suquinho bem delícia.

Mas, felizmente, a Brumadinho é um belíssimo exemplar de NE IPA! Ela leva goiaba e, cara, quando eu falo que ela leva goiaba, é goiaba!!!! É muito cheiro de goiaba! É muito juicy! Aliás, a Trópica faz cervejas muito boas, viu? É boa ideia gastar um tempinho no stand deles.

8 – Wonderland Brewery– Curiouser and Curiouser (IPA)

Mondial de La Biére 2018 WONDERLAND

You body is a Wonderland…

Onde? Stand da Wonderland, Armazém 3

O que falar dessa cervejaria que eu mal conheço e já considero pacas? Sério, tudo que eu tomei feito por essa galera é muito bom! Eles estão por aí há pouco tempo, mas, segundo fofocas que me contaram, alguns dos envolvidos é macaco velho e já trabalhou em cervejarias bem famosas, talvez internacionais.

Mas, como eu gosto mais de cerveja do que de fofoca, me atenho no assunto Curiouser and Curiouser: menina, é um troço delícia demais essa IPA. Ela tem pêssego e damasco e você sente o aroma dos dois! Nossa, é muito bom! Aproveita que tá lá no estande deles e bebe a milk porter e a red ale de manga também. Vai por mim.

Finalizando

E você, vai comparecer ao evento? Está buscando alguma cerveja? Conte pra nós e beba uma conosco por lá 😉

Você também gostará desses

Cervejas Boas e Baratas – Sul Americana Beber é bom, principalmente quando a cerveja é boa. Além disso, é sempre bom quando uma cerveja é boa e também barata. É o caso da Sul Americana, da S...
Buenos Aires, um bom lugar pra sair do corpo! Uma viagem por Buenos Aires, mostrando um pouco da sua cultura "cervejística", e claro, falando da Quilmes, a cerveja mais famosa da Argentina por aqu...
10 cervejas para você beber depois de morrer Veja uma lista inusitada de 10 cervejas que você deve beber depois de morto. São cinco cervejas "dos deuses" e mais cinco cervejas "do capeta", pra vo...
Dia Internacional da Mulher com um toque alcoólico... Uma homenagem do PdB para você mulher. Mas com um toque alcoólico e bem safado, porque todos nós, inclusive homens, somos filhos de Deus e bebemos e f...
Sim, o bar acolhe! Um texto falando sobre o livro Bar Doce Lar, uma autobiografia de J.R. Moheringer, que conta fala um pouco sobre o bar Publicans, na época que era cri...
Copos Curingas para cervejas Cada estilo de cerveja tem um tipo de copo específico, porém, não é fácil ter todos eles. Para esses casos é sempre bom ter Copos Curingas para as cer...