Pastel de Feira

Senhoras e senhores, VOLTEI!!!! Um grande salve aos amigos e companheiros de mesa de bar e em especial aos meus fãs (afinal mais de 1 já é plural né?! Um alô especial pra mamy e o @mjhable). Antes de qualquer coisa, preciso explicar minha ausência, né?! Chegou ao mundo o BabyBeer, meu pequeno e jovem padawan. Muleque esperto e maroto desde cedo. Não quis esperar e veio ao mundo antes. Ou seja, não consegui deixar nada programado. Sorry por nós dois 😉

E não é que esse lance de maternidade realmente mexe com a gente! Mesmo sendo uma cocota praiana da zona sul do Rio de Janeiro, sou nascida e criada em Campo Grande, onde o maior divertimento, quando eu era pequena, era a tradicional feira de domingo. Um mix de venda de frutas, legumes, produtos de indústria duvidosa e peixinhos dourados de aquário. Mas o mais bacana e sagrado desse evento dominical era o pastel com caldo de cana. Todo esse liquidificador de emoções e lembranças me inspirou na receita de hoje. O belo, famoso, tradicional e nada saudável PASTEL DE FEIRA!!!

Ingredientes pro pastel de feira

pastel de feira

Créditos: Yvone Pereira

  • 500 gramas de farinha de trigo
  • 50 ml de óleo ( bora colocar um óleo de canola aqui pra dar aquela equilibrada ?)
  • 30 ml de cachaça
  • 20 ml de vinagre
  • 10 gr de sal
  • 150 ml de água

Modo de Preparo do pastel de feira

  1. Em duas tigelas separadas, misture os ingredientes secos e os líquidos, para que tudo seja devidamente incorporado;
  2. Aos poucos misture os secos aos líquidos, sempre trabalhando a massa para não criar bolinhas de farinha, deixando-a bem firme. Atenção para não colocar muito água. Você quer uma massa e não uma meleca de farinha 😉 Deixe descansar de 2 a 8 horas antes de usar;
  3. Polvilhe farinha de trigo na mesa e abra a massa usando um rolo (daqueles de madeira) e coloque o recheio que preferir;
  4. Pincele as bordas da massa com um ovo batido antes de fechar. Use o garfo para facilitar o trabalho e garantir que o recheio não vai escapar;
  5. Numa panela funda, frite usando óleo bem quente e suficiente para cobrir toda a massa recheada.

Finalizando

Essa receita aceita uma grande quantidade de tipos de recheio. Fique ligado apenas na cremosidade. Quanto mais cremoso e aguado, maior a chance de estourar e avacalhar com tudo. Se sentir que seu recheio ficou molenga demais, coloque um pouco de farinha de trigo que resolve.

Mas e vocês? Estão curtindo as receitas de boteco? Bora aproveitar esse espaço e fazer valer a máxima do verão. Boteco bom é o boteco onde a gente se sente bem e gasta pouco.

É verdade ou não é?! 😉

Você também gostará desses

Como preparar Goulash Aprenda como preparar o delicioso Goulash, um prato europeu, bem típico da Hungria. É uma variação da receita original, levando conhaque, um tom etíli...
Paella de Montanha Aprenda a fazer um prato típico da Espanha, a nobre Paella de Montanha, que não é como as tradicionais e não leva frutos do mar. Aprenda agora!
Filé flambado no conhaque com pimenta verde Veja como preparar um prato delicioso e que rola bastante na França, é o Filé flambado no conhaque com pimenta verde. Uma mistura deliciosa e ousada. ...
Salada de Boteco O vencedor do Comida Di Buteco de 2016 foi uma salada, pasmém. Nós chamamos de Salada de Boteco, quase um insulto para os petiscos clássicos dos botec...
Receitas: Batatinhas em conserva Aprenda a fazer um petisco que tem sempre em bares e restaurates, a batata calabresa, aquela batatinha em conserva que vai muito bem com uma cerveja e...
Coelho ao molho de vinho branco Veja a receita de um delicioso prato, o Coelho ao molho de vinho branco, que é rápido e simples de ser feito, fora que mandará bem com as companhias a...