Pesquisa mostra profissões com mais bêbados

“O governo dos Estados Unidos fez uma pesquisa em parceria com a Statista onde eles mostram as profissões com mais bêbados no país divido em 10 categorias.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (1 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Adoro pesquisas. Geralmente mostram coisas toscas e generalizam uma porrada de coisa, perguntando pra, no máximo, 2000 pessoas algo e o restante lê e pensa que realmente são todas as pessoas dessa forma, etc. Mas essa pesquisa eu fiz questão de falar sobre porque tem tudo a ver conosco, nobres bebedores. A pesquisa revelou as profissões com mais bêbados. Será que você está na lista?

De onde veio a pesquisa das profissões com mais bêbados?

Não, dessa vez não veio daqui do Brasil, mas sim dos nossos nobres estadunidenses em parceria com uma empresa de estatística (NÃO ME DIGA…) chamada Statista. O governo queria apontar essas profissões que mais enchem a cara para levantar algumas informações. Se vão utilizar alguma campanha contra esse consumo eu já não sei, mas a grande preocupação era com o desempenho e, principalmente, a saúde dos cidadãos que trabalham.

A galera entrevista tinha entre 18 e 64 anos e que foram admitidas entre 2008 e 2012, achei pouco tinha que pegar até o ano passado ou até 2014. E claro, tinha que ter a jornada de trabalho completa, algo como as 8h diárias (coisa que muito brasileiro não fica, tanto pra mais quanto pra menos). Dividiram essa galera em 10 categorias em relação as profissões dos caboclos. Aí o trabalhador tinha que indicar se havia bebido excessivamente durante um mês. Detalhe: ingerido cinco ou mais bebidas alcoólicas em pelos cinco eventos nos últimos 30 dias. Vamos ao gráfico:

Gráfico com as profissões com mais bêbados

No resultado acima deu pra ver que as profissões com mais bêbados são relacionadas a mineradores, que tinham 17% de afirmação sobre as bebedeiras. Logo depois aparece a galera da construção com 16.5% e seguidos pelos empregados em serviços de acomodações e alimentação (11,8%) e das artes, entretenimento e criatividade (11,5%). Um ponto da pesquisa importante mostra que 17% de adultos e 900 mil adolescentes americanos apresentam consumo excessivo de bebidas alcóolicas. Bom, a maioridade lá pra beber é de 21 anos, ou seja, a galerinha novata lá enche a cara de alguma forma, infelizmente.

Finalizando

Bom, achei que a divisão em 10 categorias ficou um pouco vaga, acho que faltou mais detalhes em relação a profissão mesmo, mas isso seria completamente mais difícil de se fazer. E eu realmente achei os números baixos, acredito que aqui no Brasil os números seriam piores 😛 Fora que achar que cinco doses é muito relativo, pois cinco cervejas eu não acho consumo excessivo, mas realmente cinco doses de whisky é algo preocupante. Fora que cinco dias num mês é algo completamente tranquilo, conheço gente que bebe cinco dias na semana 😛

E vocês, o que acharam? Estão em qual dessas categorias de bêbados? Aquele abraço.

Vimos na GQ.

Você também gostará desses

Mas por que ficamos bêbados? Viemos para lhes surpreender. Por que ficamos bêbados? Os efeitos do álcool no corpo e na mente, os estágios da embriaguez e muito mais, só no Papo de...
Noticiário Etílico Fique por dentro das notícia mais bêbadas de todos os tempos, com o nosso incrível Noticiário Etílico!
O poder desmascarante da serotonina O etanol, carregado pelo sangue, ao chegar no cérebro estimula os neurônios a liberar uma quantidade extra de serotonina, que regula o humor, prazer e...
Anderson Valley, uma cervejaria sustentável Que tal uma cervejaria sustentável, que produz uma cerveja pensando na natureza, em não poluir o mundo e não destruir o planeta? Essa é a Anderson Val...
Bares e cervejas: Revezamento 4×100 Você acha que os bares da sua cidade fecham cedo demais? Vá com seus amigos de bar em bar fazendo um revezamento! Aqui, o Dono do Bar conta sua saga e...
Algoritmo permite identificar bêbados em multidões... E se existisse uma tecnologia capaz de identificar bêbados em multidões!? Mais fácil controlar baderneiros? Seria invasão de privacidade? Venha debate...

Compartilhe: