Pinga, cachaça, branquinha, marvada…

Garrafas de Cachaça

São inúmeros os apelidos para esse produto originalmente brasileiro, que possui seu nome registrado como CACHAÇA DO BRASIL. Maior ainda é a quantidade de marcas e tipos de cachaça. Cada um escolhe a preferida, agradando o paladar e o bolso também.

Mas como degustar uma boa cachaça? Virando o copo na goela, e batendo forte na mesa? É pode ser, mas se você não tiver com pressa siga as dicas abaixo para escolher o produto que mais lhe agrada.

Visual

Criança olhando uma garrafa de cachaça

A escolha começa na preferência pela branquinha ou amarelinha.

Se a cachaça está turva, já deixe de lado, ela contém mais água do que necessário.

Chacoalhe o copo (levemente), a cachaça deve fazer uma marca “oleosa” por onde passar, e quanto maior a graduação alcoólica mais visível é esta marca. Se não marcar, também é sinal que tem muita água.

A cachaça tem um brilho que é resultado do filtro que foi usada no processo.

Olfativa

Senhor sentindo o cheiro da cachaça

Para comparar várias cachaças utilize sempre a mesma distância entre o nariz e o copo, para dar aquela padronizada.

Quanto maior for a boca do copo mais se perde do aroma, não esqueça isso. As taças que tem uma curvatura maior na base (barriga) e fecha na boca, são as melhores, para sentir o aroma.

Existem duas palavras para qualificar o aroma, franqueza (se ela queima) e limpeza (quando a sente mais suave). Esse aspecto vale somente o gosto pessoal.

Gustativa

Homem de terno degustando a cachaça

A cachaça tem gostos básicos presente no mesmo produto.

Para sentir o sabor doce, a experimente somente com a ponta da língua, o amargo no fundo da boca e acidez nos lados da língua.

A acidez, ao contrário do que muita gente pensa, não está ligada a quantidade de álcool, mas sim aos ingredientes presente no produto.

Analise as sensações bucais:

  • Pungência (Ardência) = Queima?
  • Adstringência = Amarra na boca?
  • Alcoólico = Sua boca seca? (em geral, a mucosa bucal seca quando existe muito álcool)
  • Equilíbrio = Isso tudo combina?

E por último:

Retro-Olfativa

Vários copos de cachaça

Desta vez você vai usar ao mesmo tempo a boca, o nariz e garganta.

Dê aquela golada na marvada, sem exagero e não engula, passe por toda sua boca, antes de engolir inspire pelo nariz, nesta hora muito cuidado para não engasgar principalmente depois de ter experimentado várias, solte o ar quando já tiver engolido tudo.

Vai perceber que fica o gosto em sua boca, analise a qualidade, os sabores e a persistência deste gosto, você deve decidir quanto tempo é bom para que o gosto permaneça.

Essa análise é informal somente para ajudar a conhecer a cachaça que mais lhe agrada. Até a próxima.

Você também gostará desses

Mineiras e cachaças Quem disse que mulher não bebe cachaça? Bebem sim, principalmente as mineiras, campeãs nessa modalidade e que ainda botam muitos homens no chinelo.
Sacolé de cachaça Aprenda a fazer o clássico sacolé, porém, com uma pitada etílica, o Sacolé de cachaça, pode ser de caipirinha, dentre outros diversos sabores.
Aguardente Musa: Yes, nós temos bananas! Bate papo, praia, sol, cervejinha, paquera. Tudo pra uma noite perfeita. E pra melhorar, mulheres lindas que gostam e sabem sobre cachaça, especificam...
Tiquira. Bebida pra macho Já ouviu falar na Tiquira? Uma bebida típica de Maranhão pouquíssima conhecida no Brasil. É uma aguardente forte e que possui suas lendas locais bem b...
Steinhaeger com cerveja faz pirar Uma bebida uma destilada um pouco forte, a Alemã Steinhaeger. Com graduação alcóolica em média 38%, a bebida é destilada a partir do centeio e aromati...
Cachaças. Um ranking pessoal de cachaças nacionais... Um ranking com cachaças nacionais criado pelo nosso cachaceiro. Cachaças de todos os tipos e degustadas e avaliadas por nosso especialista.