Pinga, cachaça, branquinha, marvada…

Garrafas de Cachaça

São inúmeros os apelidos para esse produto originalmente brasileiro, que possui seu nome registrado como CACHAÇA DO BRASIL. Maior ainda é a quantidade de marcas e tipos de cachaça. Cada um escolhe a preferida, agradando o paladar e o bolso também.

Mas como degustar uma boa cachaça? Virando o copo na goela, e batendo forte na mesa? É pode ser, mas se você não tiver com pressa siga as dicas abaixo para escolher o produto que mais lhe agrada.

Visual

Criança olhando uma garrafa de cachaça

A escolha começa na preferência pela branquinha ou amarelinha.

Se a cachaça está turva, já deixe de lado, ela contém mais água do que necessário.

Chacoalhe o copo (levemente), a cachaça deve fazer uma marca “oleosa” por onde passar, e quanto maior a graduação alcoólica mais visível é esta marca. Se não marcar, também é sinal que tem muita água.

A cachaça tem um brilho que é resultado do filtro que foi usada no processo.

Olfativa

Senhor sentindo o cheiro da cachaça

Para comparar várias cachaças utilize sempre a mesma distância entre o nariz e o copo, para dar aquela padronizada.

Quanto maior for a boca do copo mais se perde do aroma, não esqueça isso. As taças que tem uma curvatura maior na base (barriga) e fecha na boca, são as melhores, para sentir o aroma.

Existem duas palavras para qualificar o aroma, franqueza (se ela queima) e limpeza (quando a sente mais suave). Esse aspecto vale somente o gosto pessoal.

Gustativa

Homem de terno degustando a cachaça

A cachaça tem gostos básicos presente no mesmo produto.

Para sentir o sabor doce, a experimente somente com a ponta da língua, o amargo no fundo da boca e acidez nos lados da língua.

A acidez, ao contrário do que muita gente pensa, não está ligada a quantidade de álcool, mas sim aos ingredientes presente no produto.

Analise as sensações bucais:

  • Pungência (Ardência) = Queima?
  • Adstringência = Amarra na boca?
  • Alcoólico = Sua boca seca? (em geral, a mucosa bucal seca quando existe muito álcool)
  • Equilíbrio = Isso tudo combina?

E por último:

Retro-Olfativa

Vários copos de cachaça

Desta vez você vai usar ao mesmo tempo a boca, o nariz e garganta.

Dê aquela golada na marvada, sem exagero e não engula, passe por toda sua boca, antes de engolir inspire pelo nariz, nesta hora muito cuidado para não engasgar principalmente depois de ter experimentado várias, solte o ar quando já tiver engolido tudo.

Vai perceber que fica o gosto em sua boca, analise a qualidade, os sabores e a persistência deste gosto, você deve decidir quanto tempo é bom para que o gosto permaneça.

Essa análise é informal somente para ajudar a conhecer a cachaça que mais lhe agrada. Até a próxima.

Você também gostará desses

Cachaças: Um novo ranking pessoal sobre as melhore... Um especialista em cachaça mostra seu ranking pessoal com as 10 melhores cachaças nacionais da atualidade. Confira esta nova lista de deliciosas cacha...
Só se aprende sobre vinhos bebendo Só se aprende a beber de uma forma: bebendo. Isso nós sabemos e com vinho é a mesma coisa. A complexidade das uvas, produções, harmonizações, degustaç...
Drinks refrescantes – Parte 4: Jabuticaba Lovers Três drinks bem refrescantes feitos com jabuticaba, fruta nem sempre lembrada pelos bebedores. Caipirinha de Jabuticaba, Absolut Vanilla com Jabuticab...
Sacolé de cachaça Aprenda a fazer o clássico sacolé, porém, com uma pitada etílica, o Sacolé de cachaça, pode ser de caipirinha, dentre outros diversos sabores.
Cachaças. Um ranking pessoal de cachaças nacionais... Um ranking com cachaças nacionais criado pelo nosso cachaceiro. Cachaças de todos os tipos e degustadas e avaliadas por nosso especialista.
Aguardente Musa: Yes, nós temos bananas! Bate papo, praia, sol, cervejinha, paquera. Tudo pra uma noite perfeita. E pra melhorar, mulheres lindas que gostam e sabem sobre cachaça, especificam...