Pinga, cachaça, branquinha, marvada…

“Se você é chegado numa branquinha ou amarelinha, aprenda a degustar com categoria esse produto originalmente brasileiro, com classe e moderação!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (68 votes, average: 8.07 out of 10)
Loading...

Garrafas de Cachaça

São inúmeros os apelidos para esse produto originalmente brasileiro, que possui seu nome registrado como CACHAÇA DO BRASIL. Maior ainda é a quantidade de marcas e tipos de cachaça. Cada um escolhe a preferida, agradando o paladar e o bolso também.

Mas como degustar uma boa cachaça? Virando o copo na goela, e batendo forte na mesa? É pode ser, mas se você não tiver com pressa siga as dicas abaixo para escolher o produto que mais lhe agrada.

Visual

Criança olhando uma garrafa de cachaça

A escolha começa na preferência pela branquinha ou amarelinha.

Se a cachaça está turva, já deixe de lado, ela contém mais água do que necessário.

Chacoalhe o copo (levemente), a cachaça deve fazer uma marca “oleosa” por onde passar, e quanto maior a graduação alcoólica mais visível é esta marca. Se não marcar, também é sinal que tem muita água.

A cachaça tem um brilho que é resultado do filtro que foi usada no processo.

Olfativa

Senhor sentindo o cheiro da cachaça

Para comparar várias cachaças utilize sempre a mesma distância entre o nariz e o copo, para dar aquela padronizada.

Quanto maior for a boca do copo mais se perde do aroma, não esqueça isso. As taças que tem uma curvatura maior na base (barriga) e fecha na boca, são as melhores, para sentir o aroma.

Existem duas palavras para qualificar o aroma, franqueza (se ela queima) e limpeza (quando a sente mais suave). Esse aspecto vale somente o gosto pessoal.

Gustativa

Homem de terno degustando a cachaça

A cachaça tem gostos básicos presente no mesmo produto.

Para sentir o sabor doce, a experimente somente com a ponta da língua, o amargo no fundo da boca e acidez nos lados da língua.

A acidez, ao contrário do que muita gente pensa, não está ligada a quantidade de álcool, mas sim aos ingredientes presente no produto.

Analise as sensações bucais:

  • Pungência (Ardência) = Queima?
  • Adstringência = Amarra na boca?
  • Alcoólico = Sua boca seca? (em geral, a mucosa bucal seca quando existe muito álcool)
  • Equilíbrio = Isso tudo combina?

E por último:

Retro-Olfativa

Vários copos de cachaça

Desta vez você vai usar ao mesmo tempo a boca, o nariz e garganta.

Dê aquela golada na marvada, sem exagero e não engula, passe por toda sua boca, antes de engolir inspire pelo nariz, nesta hora muito cuidado para não engasgar principalmente depois de ter experimentado várias, solte o ar quando já tiver engolido tudo.

Vai perceber que fica o gosto em sua boca, analise a qualidade, os sabores e a persistência deste gosto, você deve decidir quanto tempo é bom para que o gosto permaneça.

Essa análise é informal somente para ajudar a conhecer a cachaça que mais lhe agrada. Até a próxima.

Você também gostará desses

Festas Juninas e suas bebidas típicas Saiba mais sobre as Festas Juninas e suas bebidas típicas. Elas possuem muitas comidas típicas, mas também possui ótimas bebidas etílicas típicas. Tan...
Drinks com cachaça: Rouge e Sagatiba Espelho Alguns drinks feitos com cachaça, agora é a vez do Rouge e Sagatiba Espelho, drinks leves e suaves, com frutas refrescantes, bons para serem tomados n...
Cachaças. Um ranking pessoal de cachaças nacionais... Um ranking com cachaças nacionais criado pelo nosso cachaceiro. Cachaças de todos os tipos e degustadas e avaliadas por nosso especialista.
Drinks refrescantes – Parte 4: Jabuticaba Lovers Três drinks bem refrescantes feitos com jabuticaba, fruta nem sempre lembrada pelos bebedores. Caipirinha de Jabuticaba, Absolut Vanilla com Jabuticab...
Volúpia, você conhece essa cachaça? Conheça a Volúpia, uma cachaça artesanal de origem da Paraíba e que tem se renovado bastante no mercado e possui seu processo de fabricação artesanal....
Das cachaças e suas misturas maravilhosas! Jeremy disponibiliza algumas variedades e misturas deliciosas com cachaça. Desde batidas, até a famosa caipirinha. Pegue as receitas e se delicie.

Tags:

Compartilhe:

  • Sérgio Kolosz

    Parabéns!

    Simples e explicativo!

    Já deu até vontade de tomar uma!

  • Uma? Eu diria "umas" hehehe

  • se um dia quiser, faça um review de alguma e manda pra gente Samir 😉

  • Samir

    Sorte a minha de ter parentes em Salinas, quando vou lá sempre trago algumas garrafas das melhores cachaças do Brasil!

  • Samir

    Será uma honra escrever aqui, pode deixar, vou falar um pouco sobre as cachaças daqui de Minas

  • Pinganimim

    Muito obrigado.

    Vamo bebe gente!!!!

  • WilL

    cara …

    eu tomo cachaça e não sabia de tudo isso não….

    mais agora vo conferir uma por uma …

    vlw

  • faça isso will. e qualquer coisa envie pra gente 😉

  • a degustaçao é mto parecida com a do vinho!

    gostei do blog!

  • hum…Essa tá boa!!!!

    vamos beber a vontade.

    Se for dirijir naum beba,se beber me chame…

  • Budega Transcendenta

    Muito bom, ótimo mesmo.

    A B.T. utiliza o seguinte critério para melhor apreciar uma bom caninha: cachaça se aprecia com os cinco sentidos, quando você você estiver sentindo um frenesi, ou chegando perto do nirvana, pode abrir o sorriso, você esta transcendendo.

    Um brinde e um abraço.

  • vcs é demente de enventar pinga retardados filhos da mae

  • joaquim pereira

    A ritualistica para se apreciar uma boa pinga foi sabiamente aqui colocada, porem deixaria um comentario humoristico:
    Nao devemos cheirar a cachaca demais, pois provoca agua na boca e e a agua na boca mascara o verdadeiro sabor da cachaca.

  • Pinga cachaca branquinha marvada.. Keen 🙂

  • asdf

    tudo uns bando de cachaceiro kkkkkk

  • leandro

    já vou começar a degustar só pra saber se essa que eu tenho é boa

  • Nunca experimentei beber assim. Até deu vontade… kkk

    O blog está muito legal

  • Julio A. Leal

    Uma cachaça da boa tem seu valor. Gosto sobremaneira da mesma! Isto é coisa de brasileiro mesmo meu caro.

  • Lu

    Adorei a leitura…onde está esse postador? Não fez nada mais?