Review cerveja: Heineken 1L

“Review de uma cerveja clássica e bastante consumida em todos os países. Fugindo um pouco das cervejas artesanais, Dr. Beer dá sua opinião sobre a Pilsen Heineken.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (35 votes, average: 8.26 out of 10)
Loading...

header garrafas heineken

Para os que pediram uma cerveja “acessível” e conhecida por todos, venho deixar minha opinião, considerações e afins sobre uma cerveja adorada por muitos, a Heineken, mas no seu modelo GG, de um litro.

As versões de Heineken vendidas no Brasil, long neck e 600ml, se distinguem da versão de 1L (também conhecidas como ‘nhonho’), envasada na Argentina. Essa última é o objeto em questão.

Descrição detalhada Heineken 1L

Grande hein...

Grande hein...[ /caption]

Espuma média, rochosa, branca e persistente é o que se vê logo após despejá-la no copo. Sua aparência se completa com boa formação de colarinho, um corpo transparente e coloração amarela média. No campo dos aromas, percebe-se notas de pão escuro, lúpulo moderado e grama.

Nada impressionante, porém acima da média de muitas pilsens comerciais. Em termos de sabor, no primeiro gole já se sente logo de início doçura e amargor leves, permeados por um corpo também leve e uma textura seca, envolvidos por uma borbulhante carbonatação. No final do gole, percebe-se um leve amargor e uma persistência metálica, sensações estas que não perduram muito no paladar.

O que perdura, durante todo o gole, é o característico amargor da Heineken, este comum em todas as versões dessa boa, porém limitada, pilsen.

Custo-benefício

A versão de 1L degustada por mim foi adquirida em Ciudad del Este, Paraguai, a algo entre R$ 2 e R$ 3, o que a tornou um bom negócio. O valor cobrado nas long necks em supermercados, algo entre R$ 1,50 e R$ 2, é o mais próximo do que se pode chamar de justo. Acima desses valores, existem melhores opções.

Nota: 12 Skols

Informações

  • Origem: Holanda
  • Estilo: Pilsen
  • Grad. Alc.: 5%

Você também gostará desses

Review Cerveja: Baden Baden 1999 Review da bitter ale 1999 da Baden Baden. Coloração espetacular, gosto muito bom. Enfim, uma ótima cerveja dessa família.
Review Cerveja: Double Chocolate Wells & Youn... Review de uma deliciosa cerveja, a Double Chocolate Stout. Uma cerveja com toques, aromas de chocolate. Baixo teor alcoólico, doce com tons amargos.
Cerveja: Review Unibroue Raftman Um review de uma cerveja canadense, mas com ares de Ale Belga e malte de uísque e um sabor bem equilibrado.
Review Cerveja: Meantime Coffee Porter Review dessa Porter Inglesa da família Meantime, a segunda já analisada pelo PdB. Boa, mas existem similares com preços mais em conta.
Review Cerveja: Weihenstephaner Hefe Weissbier Um review com essa cerveja de nome complicado, mas de uma boa refrescância. Mais uma cerveja de origem alemã sendo avaliada pelo Papo de Bar.
Review cerveja: Hop Back Taiphoon Review de uma cerveja Blond Ale vinda direta da Inglaterra. Acompanha uma boa formação de colarinho e com um corpo claro. Se acha por R$22, um preço j...

Tags:

Compartilhe:

  • Grechejr

    É….. eu não gosto dessa cerveja…

  • essa de 1L é envasada na argentina mesmo!?!? pq a envasada aqui no Brasil é ruim demais.. amargo em excesso.

    A vendida aqui no Brasil vem da argentina entao?? Pq pelo o que eu entendi esse exemplar degustado foi adiquirido fora do Brasil

  • Carlos

    Vi esse review hoje mesmo!!

    Copiando conteúdo de outro blog ou só reciclando mesmo??

  • Carlos,

    pode ser que vc tenha visto em outro blog mesmo, o meu (www.dr-beer.blogspot.com)
    se tiver visto em outro, foi plágio

    é só pesquisar nos posts e ver qual foi publicado antes

  • Dr. Beer

    Já conhecia o seu blog e não concordo nem acho justo muito menos válido o seu sistema de "notas" dizer q uma cerveja vale 12 skols 20 skols 300 skols, não é um metodo classificatório eficiente, pois o senhor não as classifica de acordo com o estilo em questão, por exemplo, certo dia li um post em seu outro blog que classificava determinada cerveja artesanal nacional(a qual é até hoje uma excelente cerveja respeitando a risca o estilo que propoe) com meros 30 skols enquanto em um outro post classificava uma outra(belga ou alemã) com mais de 300 skols. Acredito que o senhor supervaloriza as cervejas caras, deixando as com um preço mais acessível e justo com uma classificação abaixo do seu real valor como cerveja, além de levar o seu gosto pessoal muito em conta na avaliação deixando um pouco de lado a classificação dos estilos.

    Bom, é isso.

    Abraços.

  • Rafael,

    Com todo o respeito serei curto e grosso.

    Se sou eu que estou analisando, é óbvio que levo meu gosto pessoal em conta. Em relação ao preço, você tem razão em alguns casos, em outros não. Avaliei a Wals Pilsen, que é de estilo parecido ao da Skol, e dei uma nota bem alta, mesmo com ela tendo me custado cerca de R$ 6. Ou seja, sendo boa a cerveja (pra mim), leva uma boa nota. Respeito a tua opinião, então espero que a recíproca seja verdadeira.

  • Ainda esse final de semana… estive com uma galera e levei heineken… impressionante, só eu gostava dessa cerveja! E quer saber? Gosto muito!

  • Tudo bem, a opinião é sua, mas encontro monstruosidades no seu blog q retiram a credibilidade totalmente, por exemplo, uma wäls dubbel recebendo uma nota de 4 skol, uma könig pilsener com 4 skol, uma bavária classica com 3,5 skol, erdinger champ 80 skol(medo), eisenbahn weizen 20 skol(dizer q aquele xixi de rato da champ é 60 skol melhor q uma eisenbahn weizen é ridículo), eisenbahn weihnachts ale 530 skol(pela nota deve ser a melhor do mundo. . .) coitada da pale ale ficou com 40 skol só hahaha a kolsch então com 7 skol não deve valer nada. . . e a eisenbahn pilsen com 40 skol (lembram da konig q eu falei acima com 4 skol apenas, acho q isso tá meio estranho) opa, ia parar de olhar no blog mas achei a Baden Baden Red Ale com 1900 skol(orra essa sim é a melhor cerveja do mundo), bom vou ficar poraqui, minha crítica é apenas sobre a inconstância do seu método de avaliação, onde não existe um patamar máximo e o mínimo são frações de 1 skol.

  • Se o teu objetivo usando termos como "monstruosidades" é me tirar do sério, continue, que acho que não vai conseguir. Falando dessa forma, quem está passando por pedante creio que seja você, pois, falando mal do meu critério, mas uma vez você está desrespeitando meu direito de ter a opinião que eu quiser, usar a escala que eu quiser e assim por diante. Entretanto, concordo que algumas notas lá estão altas de mais, principalmente as mais antigas, uma vez que havia provado muito menos rótulos e minha gama de comparação era muito menor do que a de hoje. Quando prove tais rótulos de novo, até acho interessante que eu mude a nota das mesmas. Não pq eu considere uma "monstruosidade" eu ter achado isso na época, mas sim porque o paladar evolui. Outra, é lógico que não pode existir um patamar máximo, pq não tomei, e nem irei tomar, todas as cervejas do mundo, então como saberei qual será a nota máxima possível? Em relação à inconstância, é algo natural, uma vez que é um valor a que chego na hora em que termino de provar a cerveja. Apesar desse "ímpeto" do momento em que dou a nota, ao contrário do que você disse, que eu não considero os estilos, olho no meu arquivo outros exemplares que pertençam a mesma família, e vejo a nota que dei às mesmas. A partir daí, vejo se gostei mais ou menos daquelas, e, aí sim, dou a nota. Ou seja, apesar das inconsistências maiores no passado, estou tentando melhorar esse processo aos poucos.

    Reitero que a polidez nunca é demais.

  • Meu objetivo não é tirar você do sério, muito pelo contrário, como disse é uma crítica ao seu método de avaliação. Se não existe um patamar máximo, não existe referência nenhuma, um número como 2000 skols pode ser insignificante numa escala até o infinito, já se for uma escala que vá até os 2500 skol, 2000 seria uma ótima marca e uma ótima nota para uma cerveja, sem referência isto não é nada e não informará coisa nenhuma para os leitores do blog. Em tantos outros sites de respeito como o Rate Beer a escala é bem demarcada e qualquer um consegue dimensionar uma nota, simplesmente há uma referência.

    Me desculpe pelos meus adjetivos não polidos.

    Abraços.

  • Beleza gente, sem comentários ofensivos por favor. 😉

    Opinião e gosto cada um tem o seu 🙂

  • Guga

    Bom, voltando ao assunto da Heineken….aqui em Brasília tomei essa cerveja em um bar super tradicional e gostei muito. Eles servem essa de 1 litro. Ou será que estou enganado? Sei lá…enfim….Tem umas pessoas que a apelidaram de "diabo verde". Isso são só os bebuns do cerrado ou mais alguém chama a Heineken assim? Quanto ao amargor que realmente perdura, só tenho a elogiar. Falouras!

  • Leandro

    Gostaria que comentasse a cerveja Backer se é que não comentou. Gosto muito principalmente da de trigo. Além dela outra cerva que me agradou muito foi a Devassa. Um grande abraço e parabéns pelo blog!

  • Anderson

    Caro Blogger, espero que esta novidade chegue logo aos nossos mercados, mas ainda acho a "latinha" de 5 litros um ótimo negócio pois o sabor é animal ! ! !

    Quanto ao fato das notas serem dadas em "Skols", cara, nem de Skol eu gosto ! ! !

    Abraços ! ! !

  • Leandro

    Pra mim uma das melhores cervejas nacionais. Quanto a nota em Skol, até concordo… mas quanto menos Skol (Skols nogativas rsrs) Receber melhor.. pq Skol é HORRIVEL!

  • estere

    tambem achei as avaliações absurdas… com todo respeito, pra mim o dr.beer é que nao está nem aí para a opiniao dos outros… tudo bem que voce fala o que quer, mas respeite a opiniao dos outros… sim porque, pra que criar um blog onde se pode comentar uma opiniao, se quando é contra voce acha que alguem ja está querendo puxar briga…? acho que ninguem nao quer irritar ninguem. sao só opinioes… abrçs…

  • Luís Henrique

    Alguem sabe qual o mail da Heineken em Angola ou Portugal

  • niko

    acho um pecado tomar uma heineken que não seja a de long neck.
    tomar cerveja de qualidade em latinha, 600 ml ou 1 litro (como é o caso desse review) tira toda a experiencia da degustação.

  • Krull

    Olá pessoal!
    Em meio a tanta polêmica osbre a cerveja em questão, devo concordar com o Dono do Bar, que disse: “Opinião e gosto cada um tem o seu”. Não sou nenhum expert em cervejas mas gosto muito de apreciá-las. Experimentei algumas como Baden Baden, Stella Artois, entre outras, mas sinceramente a que mais gosto e da Haineken, gosto do seu sabor amargo e lupulado e da leveza desta cerveja, quando bebo uma imediatamente tenho vontade de beber outra o que não acontece com outras cervejas “diferentes” que tenho experimentado.
    Não concordo tbm que as cervejas mais caras são melhores e com algumas opniões do Dr. Beer, mas respeito.

    Krull

  • Nelson

    Infelizmente concordo plenamento com o rafael davi, o blog poderia ser melhor se o intitulado “dr. beer” realmente fosse um especialista, mas até onde li nunca terá nenhum reconhecimento, simplesmente porque o dr, não entende praticamente nada de cerveja.
    Ao contrário dessa palhaçada de vinho, cerveja pode sim ser degustada, mas os critérios são muito diferentes e as opiniões nunca batem depende de cada paladar, esses padrões inventados por pessoas como o dono do blog para avaliar cerveja é uma besteira.
    Existem centenas de cervejarias no mundo, cada uma com seu valor, não existe melhor cerveja, existe cerveja boa pra comer, cerveja boa pra porre, cerveja boa pra churrasco, cerveja boa para noite, existem inumeras situações onde uma cerveja pode ser mais bem-vinda que outra, é obviu que existem péssimas cervejas no mercado, mas isso todo mundo sabe, um cara como você querer avaliar empresas monstros como essas cervejarias é como um técnico em informática querer opinar em sistemas microsoft e aple, simplesmente ridiculo, porque lá dentro existem especialistas de verdade, enquanto aqui fora você é um simples consumidor que acha que entede de cerveja, quando na verdade entende muito menos que muitos bebados de boteco perdidos por este país.
    Cerveja assim como religião e política não se discute!

    • Se cerveja não se discute, pq vc está discutindo?
      Acho q só com essa contradição o teu argumento já se enterra sozinho. E se precisasse ser especialista para comentar sobre cerveja, acho que não existiriam tantos blogs sobre tantos assuntos, até mesmo sobre cerveja. Se você quer morar em um país sem livre expressão, mude pra Coréia do Norte ou Cuba…

  • Marina

    porra, entrei aqui pra ver a opinião do povo sobre a HEINEKEN, mas foi impossível essa missão…

    em todo lugar q se vá tem essas discussões que nao levam a nada…
    foda.

    PS: adoro heineken, ate hoje não tomei uma cerveja mais gostosa…