Review cerveja Kaiser Bock

Garrafa e copo da Kaiser Bock

Descrição detalhada Kaiser Bock

Essa Dunkler Bock brasileira tem espuma inicial de tamanho pequeno, virtualmente nenhuma eu diria, ao menos na ocasião em que a degustei. Virtualmente nenhuma é também o adjetivo que se aplica à formação do colarinho, este de coloração marrom-claro e longevidade reduzidíssima. Seu corpo é claro, tem densidade rala e cor marrom (2/5).

O aroma é agradável, desprendendo um leve e agradável amargor lupulado no final, este de curta duração (3/10). O paladar é formado por um corpo leve e textura aguada, oposto ao se poderia esperar de uma boa e tradicional Bock encorpada. A carbonatação é bem destacada, e seu final, metálico. Devido a seu teor alcoólico relativamente baixo para o estilo (6,2%), seu aquecimento não chega a ser tão acentuado.

Custo-benefício

Disponível em qualquer supermercado por preços que oscilam entre R$ 1 e R$ 2, faz jus ao preço cobrado, não chegando a ser uma opção estupenda, tampouco é uma cerveja ruim ao público que se destina.

Nota: 8 Skol ou 2.0/5.0

Informações

  • Origem: Brasil
  • Estilo: Dunkler Bock
  • Grad. Alc.: 6.2%

Você também gostará desses

Review cerveja: Tucher Helles Hefe Weizen Review de uma cerveja de trigo muito boa, a Tucher Helles Hefe Weizen. Uma cerveja alemã com um aroma diferenciado e um sabor leve e diferente para um...
Review cerveja: De Bora Bier Kéia Hefen-Weiss Mais uma da família De Bora Bier, cervejaria nacional. Agora falamos sobre a De Bora Bier Kéia Hefen-Weiss, uma cerveja no estilo Hefeweizen, com uma ...
Review Cerveja: Wals Trippel Review da última cerveja da Wals, a sua Tripel. Uma cerveja pretensiosa, muito saborosa, sem deixar a desejar em nenhum aspecto. Não chega perto dos r...
Review cerveja: Hop Back Taiphoon Review de uma cerveja Blond Ale vinda direta da Inglaterra. Acompanha uma boa formação de colarinho e com um corpo claro. Se acha por R$22, um preço j...
Review cerveja: De Bora Bier Extreme IPA Mais uma cerveja da família De Bora, agora a Extreme, muito mais forte, com boa formação de colarinho e uma baixa drinkability. Tem um preço aceitável...
Cantillon: o sabor da fermentação espontânea A descrição de uma experiência bem pessoal: a degustação da complexa e rara Cerveja Cantillon Kriek 2002 Lou Pepe (icone do estilo Lambic).