Review cerveja: Margriet

Créditos: Bim Bom

Essa Belgian Ale belga tem espuma volumosa, aerada e branca. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo-pálido. Aroma: lúpulo moderado, flores, pêssego e álcool (seu teor alcoólico é de 6,5%). Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor.

Sabor final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio, textura aguada, suave carbonatação e final levemente alcoólico. Gosto frutado, leves toques metálicos.

Custo-benefício

Garrafa de 330ml adquirida por R$ 19 no Mestre Cervejeiro, em Curitiba-PR. Creio que 75% do valor seria o máximo a ser pago, ainda que se considere o ambiente onde a mesma foi degustada.

Nota: 45 Skol ou 3.1/5.0

Harmonização e copos

Créditos: mechelenblogt_jan

Os copos recomendados para essa cerveja são os do estilo Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Informações

Você também gostará desses

Review cerveja: Oettinger Super Forte Review dessa cerveja alemã forte e encorpada do estilo Malt Liquor. Dr. Beer fala sobre seu alto teor alcoólico, aroma, aparência, colarinho, entre ou...
Review cerveja: Bavaria Clássica Mais uma nacional sendo degustada e essa geralmente está nos churrascos e botecos da vida, a Bavaria Clássica.
Review Cerveja: Meantime Coffee Porter Review dessa Porter Inglesa da família Meantime, a segunda já analisada pelo PdB. Boa, mas existem similares com preços mais em conta.
A Sol nasce para todos A cerveja mexicana Sol chegou ao Brasil recentemente trazida pela cervejaria Heineken. Sua antecedente, nacional, não era tão boa, mas agora eles capr...
Review cerveja: Eikbier Red Ale Uma boa cerveja no estilo Amber Ale, possui uma espuma cremosa e volumosa. Mais uma cerveja brasileira na lista de reviews aqui do Papo de Bar.
Beba antes de morrer: Weihenstephaner Vitus Degustamos uma cerveja bem interessante e um pouco forte, com 7.7% de teor alcoólico, a cerveja Weihenstephaner Vitus. Uma Weizenbock de respeito, que...