Review cerveja: Oettinger Super Forte

“Review dessa cerveja alemã forte e encorpada do estilo Malt Liquor. Dr. Beer fala sobre seu alto teor alcoólico, aroma, aparência, colarinho, entre outros.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (13 votes, average: 8.38 out of 10)
Loading...
468x60 - Acessorios

Marca Oettinger

Devo dizer que esse Malt Liquor me surpreendeu. Primeiro porque os outros exemplares dessa cervejaria, apesar de agradáveis, não haviam me surpreendido de maneira excessiva. Segundo porque os últimos exemplares do estilo que provei, da linha Amsterdam, me pareceram avessos ao meu paladar, com o uso excessivo de álcool e pouca preocupação com a elaboração de uma receita palatável.

Descrição detalhada Oettinger Super Forte

Lata da Oettinger Super Forte

Essa cerveja alemã apresenta espuma de aparência inicial média, cor esbranquiçada e reduzida longevidade. Conta com boa formação de colarinho em seu corpo borbulhante e amarelo médio. O diversificado aroma conta com uma moderada presença de cevada (lufada inicial que depois esvanece), mel e cerejas em calda.

Paladar

Na boca, um sabor moderadamente doce no início e com leve dulçor e forte amargor no final, este de longa duração. O forte teor alcoólico (conta com aquecimento) mostra suas garras do meio do gole em diante, trazendo a tona algumas características de bebidas destiladas. Comporta-se bem no paladar, sendo encorpada, de textura cremosa, forte carbonatação e final de sensação moderadamente alcoólica. Grata surpresa.

Informações

  • Origem: Alemanha
  • Estilo: Malt Liquor
  • Grad. Alc.: 8.9%

Você também gostará desses

Review cerveja: Koninck Gusto 1833 Blond Review da cerveja Koninck Gusto 1833 Blond, da Bélgica no estilo Belgian Strong Ale. Excelente formação de colarinho e reduzida longevidade. Gosto fru...
Review Cerveja: Anderson Valley – Boont Ambe... Review de uma cerveja do estilo amber ale, diretamente dos Estados Unidos, a Boont Amber Ale da cervejaria Anderson Valley. Cerveja muito saborosa e s...
Review Cerveja: Therezopolis Ebenholz Review dessa cerveja munich dunkel nacional da cervejaria Therezopolis, a Therezopolis Ebenholz. Uma surpresa agradável, bela cerveja, só podendo ser ...
Review: Cerveja Paulaner Kristallklar O primeiro review do Papo e Bêbado começa com o lançamento da Paulaner no Brasil, a deliciosa Kristallklar.
Waggle Dance: Nem tão boa, nem tão barata, mas div... Experimentamos a Waggle Dance, uma cerveja simpática, com uma bela garrafa, cor marcante. Porém, ela peca em alguns aspectos como a espuma, dentre out...
Review Cerveja: Achel 8 Blond Mais uma cerveja belga aparecendo no PdB, agora é a trappiste Achel 8. Cerveja agradável, porém pecou em alguns pontos importantes e poderia ser bem m...

Compartilhe:

  • Gosto muito da Heineken e da Stella Artois. Seria legal saber sua opinião sobre elas ;D

  • Dr. Beer muito bom!

    Sobre a Amsterdam, eu gostei muito da lata laranja.. achei bem harmonica… mas essa eu ainda quero provar. Valeu.

  • Guga

    Fala Dr. Gostei muito da avaliação. Muito bom. Não conheço bem as cervejas importadas. Já experimentei uma aqui outra ali, mas não dei muita atenção. Esses dias fui a um restaurante japonês e bebi uma Kirin Ichiban (com um dragão desenhado) conhece? Gostei muito, mas não consigo fazer nenhum tipo de avaliação. Confesso que fiquei curioso e prometo dar mais atenção a esses paladares tão distantes. Falou, abração.

  • Elton L.

    Caro Dr. Beer,

    Achei deveras interessante estas avaliações. Mas que tal nos introduzir a estes termos? Que tal avaliar as cervejas que estamos acostumados para que nos entrosando neste mundo que agrada a tantos bebedores?

    Que tal a avaliar um Stella Artois, uma Heineken, uma Beck's, uma Baden Baden, uma pilsen nacional, uma pale ale encontrável em supermercados. Seria interessante ver o modo que um especialista fala sobre essas que já são mais conhecidas nossas.

    Poderia alternar uma cerveja mais… especial… com outras encontráveis num extras, carrefour, pão de açucar e wall-mart da vida.

    Grato,

  • Nelson

    Só pode estar brincando. Isso é cerveja de mendigo. Custa 39 centavos de Euro o meio litro a normal. Isso é mais barato que Skol na Alemanha.

    Saiu até na Vice uma avaliação de “cervejas de mendigo” (Pennerbier) hj:

    http://www.vice.com/de/read/stuff-der-grosse-vice-pennerbier-test/

    O eterno caso de amor do Brasil e os “importados”.