Review cerveja: Saint Nicholas Blond Ale

“Depois do review de natal com a Eisenbahn, vamos pra mais uma cerveja natalina, a Saint Nicholas Blond Ale, da cervejaria nacional Bamberg. Muito boa, mas seu preço poderia ser menor.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (No Ratings Yet)
Loading...

Papai noel dormindoCréditos: dman861

Depois das comemorações de natal, olha como ficou nosso papai noel. Fazendo muito bem o papel dele, parabéns velho noel. E seguindo as festas, vamos pra mais um review de uma cerveja natalina, a Saint Nicholas Blond Ale.

Descriçao detalhada Saint Nicholas Blond Ale

Essa Blond/Golden Ale da cervejaria brasileira Bamberg nasceu com o propósito de “ajudar” a festar o Natal, em uma edição comemorativa. Devo dizer que não esperava muito, mas os últimos exemplares desse estilo têm sobremaneira agradado meu paladar.

Sua aparência, ao despeja-la em meu pint, demonstrou-se com uma espuma pequena e irregular, de cor alva e reduzida longevidade. Seu corpo borbulhante e turvo apresentou moderada formação de colarinho, bem como partículas de tamanho pequeno e corpo belamente dourado. No aroma, consegui detectar apenas notas de vinho branco e álcool.

Garrafa da cerveja Saint Nicholas

Créditos: ftrc

O sabor inicial trouxe leves amargor e acidez, tornando-se levemente doce e amargo no final, este de longa duração. No paladar, sorvi um corpo médio-leve, de textura seca, forte carbonatação e final gredoso. É uma cerveja saborosa e frutada, mais vantajosa que outras edições comemorativas nacionais, como a da Baden Baden.

Custo-benefício

Garrafa de 350ml adquirida por cerca de R$ 9 no Armazém da Serra (Mercado Municipal de Curitiba-PR) não é tão bom negócio dado o comparativo com a Schmitt Sparkling Ale, que oferece 750ml por R$ 15 e qualidade superior. Considerando-se a proporção, R$ 5 estariam muito bem pagos.

Nota: 130 Skol ou 3.1/5.0

Informações

  • Origem: Brasil
  • Estilo: Golden Ale
  • Grad. Alc.: 7%

Um feliz 2010 para todos meus nobres.

Você também gostará desses

A Sol nasce para todos A cerveja mexicana Sol chegou ao Brasil recentemente trazida pela cervejaria Heineken. Sua antecedente, nacional, não era tão boa, mas agora eles capr...
Review Cerveja: Christoffel Nobel Vez da cerveja Christoffel Nobel, da Holanda. Uma Lager bem diferenciada, saborosa e de aparência fantástica. Um preço acessível com uma qualidade aci...
Review cerveja: Starobrno Premium Lager Review da cerveja Starobrno Premium Lager, uma cerveja Tcheca do estilo Bohemian Pilsener. Corpo claro, ralo, com reduzida longevidade. Um preço não m...
Cerveja: Review Unibroue Raftman Um review de uma cerveja canadense, mas com ares de Ale Belga e malte de uísque e um sabor bem equilibrado.
Waggle Dance: Nem tão boa, nem tão barata, mas div... Experimentamos a Waggle Dance, uma cerveja simpática, com uma bela garrafa, cor marcante. Porém, ela peca em alguns aspectos como a espuma, dentre out...
Weltenburger e seu portólio cervejeiro no Brasil Conheça a Weltenburger, uma cerveja interessante e que foi comprada pelo Grupo Petrópolis. Confira seu portólio cervejeiro no Brasil!

Tags:

Compartilhe:

  • Meu caro,duas coisas:
    1. O copo que você deveria ter utilizado não é o pint, e sim tulipa.
    2. a Schmitt Sparkling é de um estilo diferente da Saint Nicholas, portanto, em minha opinião, não cabe qualquer comparação.

    abraço

  • Aquela imagem do papai noel bebum é hilaria.

    Sera que o custo beneficio vale a pena?

    Essa só papai noel responde…