Review Cerveja: Wals Pilsen

“Um review da primeira das três principais cervejas da Wals, considerada uma das melhores cervejas do tipo pilsen do Brasil, quiçá a melhor do Brasil.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (4 votes, average: 5.50 out of 10)
Loading...

Garrafa e copo da Wals PilsenCréditos: Edu Passareli

Descrição detalhada Wals Pilsen

Me arrisco a dizer que essa é a melhor Pilsen que já tomei até hoje, o que é um grande orgulho por tratar-se de um rótulo nacional. O que é estranho é que, apesar da mesma possuir muitos elementos do estilo – como concentração de malte e lúpulo – também lembra um estilo que aprecio muito, a Bitter inglesa. Pode ser que eu tenha sido tendencioso em conta disso, mas como especialistas de muito mais gabarito que eu, como o chef Edu Passarelli, também teceram elogios (até mesmo elegendo-a como a “melhor Pilsen brasileira), creio que eu não esteja exagerando tanto assim.

Ao despejá-la no copo, ainda não pude perceber todo seu potencial. Sua espuma alva apresentou aparência inicial média e cremosa, com reduzida longevidade. O corpo, de claridade normal, densidade média e um belo tom amarelo-escuro apresentou moderada formação de colarinho. O aroma, bem tradicional, apresentou a esperada presença de pão claro e moderadas lufadas de lúpulo e malte, bem como suaves toques de mel. Nada que prenunciasse a gratíssima surpresa que vinha pela frente…

O primeiro contato com a língua foi algo diferente de tudo que eu já havia provado em uma Pilsener: um amargor moderado, complexo, que foi se tornando pesado até o final do gole (relembrando, como dito acima, uma respeitável Bitter), este de média duração. No paladar, um também surpreendente corpo médio, de textura seca, forte carbonatação e final de sensação chalky (lembrando giz).

Vale ressaltar o sabor marcante de lúpulo durante toda a experiência. No entanto, pode que os bebedores das tradicionais cervejas comerciais não a achem tão palatável das primeiras vezes, ou seja, é uma cerveja de média drinkability, ao menos para quem ainda não tem um paladar diversificado o suficiente.

Custo-benefício

Garrafa de 350ml adquirida por cerca de R$ 6 no Armazém da Serra (Mercado Municipal de Curitiba-PR). Excelente negócio.

Nota: 150 Skol OU 3.4/5.0

Informações

  • Origem: Brasil
  • Estilo: Pilsen
  • Grad. Alc.: 5.0%

Você também gostará desses

Review cerveja: Oettinger Super Forte Review dessa cerveja alemã forte e encorpada do estilo Malt Liquor. Dr. Beer fala sobre seu alto teor alcoólico, aroma, aparência, colarinho, entre ou...
Review cerveja: Margriet Review dessa cerveja belga do estilo Belgian Pale Ale, com uma espuma bem volumosa e aerada, acompanhada de uma excelente formação de colarinho.
Review cerveja: Flying Dog Double Dog Review de um cerveja forte de uma ótima cervejaria, a Flying Dog. A cerveja Double Dog, bem lupulada, avermelhada e espuma densa. Harminiza com salsic...
Review Cerveja: Bitburger Premium A vez agora é da Bitburguer, cerveja Pilsen Premium, de origem alemã. Um pouco acima das pilsens nacionais mais consumidas. Vale conferir!
Review Cerveja: Meantime Coffee Porter Review dessa Porter Inglesa da família Meantime, a segunda já analisada pelo PdB. Boa, mas existem similares com preços mais em conta.
Review cerveja: Koninck Gusto 1833 Blond Review da cerveja Koninck Gusto 1833 Blond, da Bélgica no estilo Belgian Strong Ale. Excelente formação de colarinho e reduzida longevidade. Gosto fru...

Tags:

Compartilhe:

  • Sérgio

    Como esses posts são chatos