Review de Cerveja Way Beer – Belgian Dark Rollercoaster IPA

Ávidos bebedores, estou de volta pra falar dessa belezura, que é lançamento da Way Beer. A Belgian Dark Rollercoaster IPA!

Rollercoaster? WTF?

Garrafa da cerveja Way Rollercoaster

Sagacidade

Créditos: Grazi Araújo

É isso mesmo meus queridos bêbados, novamente a Way vem com seu estilo irreverente e inovador.

No meu conceito, a degustação de uma cerveja começa pelo rótulo. E como vocês podem ver aí na foto, é bem atrativo. Um Buda, trilhos de montanha russa e lúpulo. Irado não? E quando você se depara com o verso da garrafa, encontra os seguintes dizeres:

A terra encantada das cervejas belgas ganhou o mundo, mas achamos que faltava um pouco de rock ‘n roll nessa historia. Então chutamos o balde e largamos o monge trapista nas mais loucas montanhas-russas americanas. Radicalizamos no Lúpulo! Prepare-se para uma crazy ride.

Depois dessa descrição dá pra imaginar o que se encontra no interior da garrafa!

Tá, chega de bla bla bla e vamos conhecer esse líquido.

Vou falar um pouco do estilo pra vocês ficarem por dentro.

Belgian Dark IPA

Colocando cerveja Way Rollercoaster no copo

Créditos: Grazi Araújo

Inspirados na American Inda Pale Ale (IPA) e na Double IPA. Geralmente, o estilo é considerado muito lupulado por bebedores de cerveja belgas. Vários maltes são usados, mas as cervejas do estilo são finalizados com variedades belgas de levedo (condicionados na garrafa) e os lúpulos empregados tendem a ser americanos.

É geralmente encontrado um amargor mais limpo nos estilos americanos e um limite seco pronunciado (muito belga), frequentemente parecido com uma IPA cruzada com uma Belgian Tripel. Muitos exemplos são bem turvos e apresentam restrita formação de colarinho, excelente retenção e fantásticas espumas onduladas que maravilham o bebedor. É um estilo ainda em desenvolvimento. O teor alcoolico oscila entre 6 e 12%.

Fonte: homebrewtalk.com

O líquido

Ao abrir a garrafa, demosntrou otima carbonatação, com aquele delicioso barulhinho tsssss!

No copo

Excelente formação de espuma, densa, cremosa e persistente.

No nariz

Aroma caracteristico de fermento belga, lúpulos e malte torrado. Cítrico com leve complexidade.

Coloração

Garrafa e taça da cerveja Rollercoaster

Créditos: Grazi Araújo

Bastante turva, marrom bem escuro.

Na boca

Entrada forte, com presença notavel dos maltes torrados, e caprichada no lúpulo. Final persistente dos lupulos. Corpo médio.

Sugestão de harmonização

Carnes fortes, defumados e chocolates amargos.

Finalizando

Tampinha da cerveja Way Beer

Créditos: Grazi Araújo

É isso galerinha, esse é o meu review dessa excelente cerveja. Recomendo aos fãs do lúpulo, considero uma cerveja poderosa.

Parabens a Way Beer por mais uma maravilha!

Você também gostará desses

O Elefante Rosa e Eu Veja a deliciosa experiência de se experimentar o famoso chope do elefante rosa, o Delirium Tremens. Diferente de todos os chopes, conquista qualquer ...
Review Cerveja: Petra Stark Bier Review de uma marca de cerveja conhecida no Brasil, a Petra. Possuindo uma excelente formação de colarinho, a Petra Stark Bier. A melhor representante...
Review cerveja: Heineken 1L Review de uma cerveja clássica e bastante consumida em todos os países. Fugindo um pouco das cervejas artesanais, Dr. Beer dá sua opinião sobre a Pils...
Review cerveja: Eikbier Red Ale Uma boa cerveja no estilo Amber Ale, possui uma espuma cremosa e volumosa. Mais uma cerveja brasileira na lista de reviews aqui do Papo de Bar.
Review Cerveja: Baden Baden 1999 Review da bitter ale 1999 da Baden Baden. Coloração espetacular, gosto muito bom. Enfim, uma ótima cerveja dessa família.
Cerveja da Grécia: Mythos Uma passagem pelo Leste Europeu e nosso forasteiro traz a principal cerveja da Grécia, a Mythos. Uma cerveja de apelo jovem, com um sabor suave e com ...