Review de Cerveja Way Beer – Belgian Dark Rollercoaster IPA

Ávidos bebedores, estou de volta pra falar dessa belezura, que é lançamento da Way Beer. A Belgian Dark Rollercoaster IPA!

Rollercoaster? WTF?

Garrafa da cerveja Way Rollercoaster

Sagacidade

Créditos: Grazi Araújo

É isso mesmo meus queridos bêbados, novamente a Way vem com seu estilo irreverente e inovador.

No meu conceito, a degustação de uma cerveja começa pelo rótulo. E como vocês podem ver aí na foto, é bem atrativo. Um Buda, trilhos de montanha russa e lúpulo. Irado não? E quando você se depara com o verso da garrafa, encontra os seguintes dizeres:

A terra encantada das cervejas belgas ganhou o mundo, mas achamos que faltava um pouco de rock ‘n roll nessa historia. Então chutamos o balde e largamos o monge trapista nas mais loucas montanhas-russas americanas. Radicalizamos no Lúpulo! Prepare-se para uma crazy ride.

Depois dessa descrição dá pra imaginar o que se encontra no interior da garrafa!

Tá, chega de bla bla bla e vamos conhecer esse líquido.

Vou falar um pouco do estilo pra vocês ficarem por dentro.

Belgian Dark IPA

Colocando cerveja Way Rollercoaster no copo

Créditos: Grazi Araújo

Inspirados na American Inda Pale Ale (IPA) e na Double IPA. Geralmente, o estilo é considerado muito lupulado por bebedores de cerveja belgas. Vários maltes são usados, mas as cervejas do estilo são finalizados com variedades belgas de levedo (condicionados na garrafa) e os lúpulos empregados tendem a ser americanos.

É geralmente encontrado um amargor mais limpo nos estilos americanos e um limite seco pronunciado (muito belga), frequentemente parecido com uma IPA cruzada com uma Belgian Tripel. Muitos exemplos são bem turvos e apresentam restrita formação de colarinho, excelente retenção e fantásticas espumas onduladas que maravilham o bebedor. É um estilo ainda em desenvolvimento. O teor alcoolico oscila entre 6 e 12%.

Fonte: homebrewtalk.com

O líquido

Ao abrir a garrafa, demosntrou otima carbonatação, com aquele delicioso barulhinho tsssss!

No copo

Excelente formação de espuma, densa, cremosa e persistente.

No nariz

Aroma caracteristico de fermento belga, lúpulos e malte torrado. Cítrico com leve complexidade.

Coloração

Garrafa e taça da cerveja Rollercoaster

Créditos: Grazi Araújo

Bastante turva, marrom bem escuro.

Na boca

Entrada forte, com presença notavel dos maltes torrados, e caprichada no lúpulo. Final persistente dos lupulos. Corpo médio.

Sugestão de harmonização

Carnes fortes, defumados e chocolates amargos.

Finalizando

Tampinha da cerveja Way Beer

Créditos: Grazi Araújo

É isso galerinha, esse é o meu review dessa excelente cerveja. Recomendo aos fãs do lúpulo, considero uma cerveja poderosa.

Parabens a Way Beer por mais uma maravilha!

Você também gostará desses

Review Cerveja: Gouden Carolus Classic Um review de uma das melhores cervejas, quiçá melhor cerveja, já avaliadas por aqui. A magnífica Gouden Carolus Classic. Uns podem achar o preço salga...
Review cerveja: Quilmes Stout Review de uma Stout que mais parece uma malzbier do que uma Stout. A fraca Quilmes Stout, direto da Argentina da famosa cervejaria Quilmes.
Cervejas Boas e Baratas – Germânia 55 Mais uma cerveja que tem um custo benefício bem agradável. É a vez da Germânia 55, uma cerveja leve e que vem num latão de respeito com 710ml. Confira...
Review Cerveja: Corona Extra Review da mexincana Corona Extra, uma Pale Lager um pouco conhecida no Brasil. Acima da média do mercado nacional, mas com um preço acima de sua quali...
Review cerveja: Tucher Helles Hefe Weizen Review de uma cerveja de trigo muito boa, a Tucher Helles Hefe Weizen. Uma cerveja alemã com um aroma diferenciado e um sabor leve e diferente para um...
Fischer Beer Review da cerveja francesa Fischer Beer, ótima garrafa, mas com um sabor normal, nada de surpreendente. Uma cerveja leve e para ser bebida em climas m...