Sexo e Álcool deixam as pessoas mais felizes do que religião, diz estudo

“Um estudo feito com algumas pessoas mostra que o sexo e álcool são mais bem vistos como felicidade do que religião e criar filhos. Confira esse estudo agora!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (7 votes, average: 9.57 out of 10)
Loading...

Em um estudo que justifica o estilo de vida de muitos leitores do PdB, pesquisadores descobriram que o sexo e álcool faz as pessoas mais felizes do que criar filhos e ser religioso.

Sexo e álcool, melhor que (quase) tudo <3

De acordo com o estudo, que foi feito por Carsten Grimm, da Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, as pessoas entrevistadas avaliaram o sexo como a atividade que lhes traz mais felicidade.

Em segundo lugar na escala de felicidade estava a bebida, seguido de perto pelo voluntariado. Religião e criar filhos foram #4 e #5, respectivamente.

Copo de cerveja caindo uma gota

Créditos: Dan Coffey

Aqui está a lista completa:

  1. Sexo
  2. Bebidas Alcoólicas
  3. Trabalho voluntário
  4. Meditar/Religião
  5. Cuidar de Crianças
  6. Ouvir música
  7. Socializar
  8. Hobbies
  9. Compras
  10. Jogar Video-Game

O estudo também descobriu que as atividades classificados mais baixo na escala de felicidade:

  1. Recuperar-se de doença
  2. Facebook
  3. Trabalhos domésticos
  4. Estudar
  5. Escrever textos no celular
  6. Ir à escola
  7. Trabalhar
  8. Mudanças
  9. Trabalhar ao Computador
  10. Faxinas

Estudo polêmico?

Estudos, geralmente, tendem a gerar algum tipo de polêmica. Lembrando que estes dados são oriundos de um estudo, e não de uma pesquisa científica que mapeia áreas do cérebro quando você executa tais atividades, por exempo. Mas não deixa de ser um dado importante.

Gostar de praticar sexo e álcool não anula o fato de que um indivíduo possa buscar a sua espiritualidade através de religião e meditação. Você pode fazer tudo isso! O importante é estar sempre procurando meios de ser feliz!

Minha religião não permite o consumo de bebidas

Copo de cerveja com igreja ao fundo

A minha permite \o/

Créditos: Dan Coffey

É, existem religiões que não permitem o consumo de bebidas. Outras admitem o uso do vinho no momento da comunhão, mas não o seu consumo cotidiano.

O consumo de bebidas alcoólicas aparece na Bíblia em alguns momentos, embora a embriaguez seja condenada. A maior parte das igrejas cristãs do Brasil não aconselham o consumo de bebidas alcoólicas, e a maiorias das religiões prega que o sexo só deve ser praticado para fins de reprodução.

Não vou aqui, de forma alguma, criticar os abstêmios e aqueles que colocam a sua religião e espiritualidade acima de outros pequenos prazeres da vida. O importante, como escrevi anteriormente, é estarmos constantemente em busca daquilo que nos faz felizes.

Beber, praticar sexo, cuidar dos meus filhos e estar bem espiritualmente são coisas que me deixam extremamente feliz. Não sei dizer qual das quatro me causa maior prazer. Certamente amo mais os meus filhos do que um copo de cerveja.

Como a pesquisa não traz informações do público entrevistado, pode ser que muitos dos que responderam sequer tenham filhos. Outro dado importante seria a faixa etária dos entrevistados. Mais uma vez, não temos tal informação. Isso invalida a pesquisa? Longe disso! É para parar pra pensar!

O importante é ser feliz, seja com sexo e álcool ou não

Freira ruiva representando o sexo e álcool

Vamos beber?

Créditos: Stephan fouquaert

Eu acho que tudo o que reprime não faz bem. É proibido beber? Não. É proibido praticar sexo casual? Não. Você não cometerá um crime se fizer ambos. Mas há religiões que proibem tais atos, a chamada repressão. Alguns dirão que não o fazem por escolha, mas aí entraremos em uma discussão que não é o foco deste texto.

Na minha opinião, o importante é ser feliz. E ninguém deve nos dizer o que nos faz felizes se não nós mesmos. Uma pessoa que sai com os amigos para beber, mantém relações amorosas saudáveis e busca sua espiritualidade está aberta a muito mais experiências do que aquelas que decidem não fazer uma ou mais dessas coisas. Elas tendem a ter mais momentos de prazer, ou seja, envolvimento e felicidade em suas vidas diárias. Isto significa que a possibilidade de procurar a felicidade de formas diferentes podem enriquecer a sua experiência cotidiana e aumentar o seu bem-estar geral.

Joey Ramone disse a seguinte frase:

“I’m not a creature in the zoo. Don’t tell me what to do”.

Acho que é por aí!

Você também gostará desses

Cerveja artesanal em lata?! Venice Beach vem aí! A empresa DaLata uniu-se a Cervejaria Dádiva para criar a primeira cerveja artesanal brasileira em lata, a Venice Beach.
Estreia de O Hobbit harmonizada com cerveja Estreia hoje, dia 14 de dezembro de 2012, no Brasil o filme O Hobbit. Veja sua relação com algumas cervejas artesanais, homenagens cervejeiras feitas ...
Festival Brasileiro da Cerveja 2013: O futuro, à c... Confira o que rolou no Festival Brasileiro da Cerveja 2013 por uma outra visão, mais cervejeira, empreendedora e sobre a economia do país sobre a cerv...
Skate Locker – Desperados melhora seu rolê p... A cervejaria Heineken lança uma novidade irada em São Paulo com uma de suas cervejas, a Desperados, o Skate Locker, onde você aluga skate por três hor...
Guinness The 1759: Guinness lança cerveja comemora... A Guinness lançou uma versão comemorativa e bem limitada, lindíssima e deliciosa Guinness The 1759, data em que o contrato da primeira fábrica foi ass...
A Itaipava Premium de cara nova O Grupo Petrópolis resolveu deixar a Itaipava Premium de cara nova. Agora ela está bem diferenciada da Itaipava pilsen, que eram bem semelhantes. Conf...

Compartilhe: