Strogonoff de carne com vinho tinto

Salve salve amigos e companheiros de mesa de bar. Há quem diga que não existe coisa melhor do que a comida da mamãe. Pode parecer coisa de gente criada à leite com pêra, mas em toda afirmação popular sempre existe um fundo de verdade, não é mesmo?! E para provar isso, eis que apresento a minha versão do já famoso, ao menos na minha família, strogonoff de carne.

Strogonoff de carne, etílico

De origem russa, dessa vez nem precisei inventar muito, já que a própria receita da mamis leva vinho tinto. O mais bacana desse prato é sem dúvida o fato dele por si só já ter viajado o mundo todo, sofrendo diversas adaptações pelos países que passou como: adição de champignon pela França e no caso brazuca, o arroz branco e a batata palha. E ainda temos a honra de sermos os “descobridores” das versões com frango e camarão. Brasileiro tira é onda mesmo 😛

Ingredientes do strogonoff de carne

Carne cortada e vinho tinto

  • 1k de alcatra
  • 2 colheres de manteiga
  • 170gramas de champignon
  • 1 cebola bem picada
  • 2 tomates maduros picados
  • 3 dentes de alho
  • 1 caixa de creme de leite
  • 2 colheres de farinha de trigo
  • 1 tablete de caldo de carne
  • Vinho tinto seco
  • Mostarda, catchup, pimenta do reino, sal, paprica à gosto

Modo de fazer o strogonoff de carne

Strogonoff de carne sendo refogado

  1. Corte em pequenos cubos a carne e deixe temperada com sal e pimento por ao menos 1 horas.
  2. Em uma panela coloque a manteiga, a cebola e o alho e deixe dourar.
  3. Adicione então a carne e o caldo de carne e mexa até que doure toda a carne. Será normal que na panela se faça água. Normal. Não jogue fora pois é lá que fica o suma da carne, o que dá o gosto do molho.
  4. Quando a carne estiver já douradinha e a água reduzido um pouco coloque o vinho tinto seco e deixe apurar com a carne. Adicione então a farinha de trigo para engrossar o molho. Não deixe de mexer para que não crie bolinhas de farinha, hein.
  5. Chegou a hora do molho! Junte o crème de leite, o champignon a paprica, a mostarda e o catchup. Mexa até tudo estar bem incorporado. Controle o sal e veja se precisa de um pouco mais.
  6. Deixe em fogo baixo por uns 10 minutos e estará pronto para servir.

Finalizando

Como manda a tradição em terra tupiniquis, sirva acompanhado de arroz branco (de preferência ser ser aquela papa) e batata-palha de saquinhos mesmo. Você também pode jogar por cima do prato já pronto um pouco de salsa picada. Fica muito bom!! Essa versão eu fiz com vinho tinto seco dolceto, por ser bem forte e incorpado. Se você não achar, pode usar o carbenet sauvignon que terá o mesmo resultado.

Você também gostará desses

Tequila, limão e camarão Que todo mundo gosta da combinação tequila, limão e sal todo mundo sabe. Mas confira agora uma outra combinação gastronômica: tequila, limão e camarão...
Como fazer Bruschetta, mama mia Aprenda a preparar o delicioso prato italiano, a Bruschetta. Um prato que se prepara rapidamente e com um pão velho, azeite e outros ingredientes. Apr...
Os restaurantes e suas cartas de cerveja Os restaurantes não marcam bobeira e começam a criar suas cartas de cervejas e não somente de vinho. A clientela pede e os restaurantes estão se espec...
Lombo suíno ao molho de mel e limão Veja como preparar uma deliciosa receita de lombo suíno ao molho de mel e limão. Leva também cerveja pilsen na lista de ingredientes, ficando melhor a...
Churrasco na Pressão Aprenda uma forma interessante de se preparar um churrasco: usando a panela de pressão. Nada de churrasqueira, agora uma panela de pressão, tempero e ...
Sardinha Frita Veja a receita de como preparar um petisco bem conhecido e adorado por todos que frequentam botecos: a sardinha frita. Com um modo de preparo completa...