Toma que o Filho é Teu

Bebê segurando um barril de cerveja

Esse filho aqui é meu...

Créditos: Felipe Reis

Estava trabalhando no meu cubículo, o telefone toca e, após dar o “Alô!” de praxe, sou recebido com uma bomba.

  • – Estou grávida!!!
  • – Quem?! – respondi assustado.
  • – Sou eu! Estou grávida!!
  • – Quem?!

  • – Não finge que não lembra de mim! Você sabe que sou eu!
  • – Ah…!! Sei! Natália?!
  • – Isso! Porra! Como você pode esquecer?!
  • – To trabalhando, ligado aqui nas coisas. Sabe como é…
  • – Armando, quer enganar quem?! Você vivia me dizendo que era rei em matar tempo, que fazia porra nenhuma.
  • – É… mas hoje eu decidi ser funcionário do mês.
  • – Deixa pra lá! Escutou o que eu disse? Tô grávida!
  • – Grávida?! Tipo… como assim?
  • – Grávida, Armando! Acho que de um menino.
  • – Pera aí! De um menino?
  • – É! Um homenzinho!
  • – Natália, você tá maluca?!
  • – Maluca?!?!
  • – Que papo é esse de transar com crianças?!!!
  • – O quê?!!!
  • – Você engravidou de um menino?!
  • – Não, seu burro… Agora eu lembro porque eu terminei com você. Estou grávida de você!
  • – De mim? Tem certeza?
  • – Sim!
  • – Mas terminamos há quatro meses.
  • – Eu sei. Mas eu tenho cinco meses de gravidez!
  • – Você tem certeza que está grávida? Isso pode ser só macarrão.
  • – Que macarrão?!?!
  • – Você sempre comeu muita massa, pizza, macarrão… Eu acho que você pode ter é comido muito macarrão e…
  • – Você tá falando que eu sou gorda?!
  • – Natália, nunca disse que você está gorda. Só que macarrão dá barriga.
  • – Então você acha que meu caso é barriga e não bebê.

Barriga de cerveja

Créditos: Miguel Librero

  • – Cerveja também cria pança. Você sabe bem isso!
  • – Como assim “eu” sei isso?! Você acha que eu tenho pança?!
  • – Você sabe muito bem que eu sempre curti uma carnezinha aqui… um pneuzinho ali…
  • – Porra! Chega de me chamar de gorda!!
  • – Não é gorda. É sobra de gostosura.
  • – Quê?!?! Armando, EU ESTOU GRÁVIDA!!!
  • – Faz o seguinte Natália: coma só salada!!
  • – Armando, vai se fuder!!!
  • – Natália, podem ser gases também. Dá uma caminhada e veja se não resolve.
  • – Armando, eu vou meter um processo em você e tirar todo o seu dinheiro para pagar a pensão do seu filho!
  • – Não vai ter. Se você está grávida, não é por minha causa!
  • – Ah, é?! Por quê?!?!
  • – Você não lembra que eu não posse ter filhos? Que meus “tiros” são de festim?

Nesse momento, Natália cala e desliga o telefone sem se despedir. Eu sabia que era corno, mas tinha jogado na sua cara que ela é gorda. Eu sorria de felicidade. “Ela que vá correr atrás do Ricardão!” – pensava.

Você também gostará desses

Is bin derzafan pra dedéu Como um bom anfitrião, saiba como promover o porre inesquecível do seu ilustre convidado! Divirta-se com essa história baseada em fatos reais!
Ressaca Moral Pior que uma ressaca de bebida é uma ressaca moral. Pior que terminar um relacionamento normal é terminar um relacionamento com uma amante. E depois c...
Era uma Vez o Acabado – 5 Veja mais um capítulo do conto etílico Era mais uma vez o Acabado. Agora Armando recebe visita da ruivinha que pegou na Lapa e que o questiona de vári...
A Vodka e a volta ao mundo em uma noite Mais uma história imperdível do Forrest Gummy e como a Vodka o levou a dar a volta ao mundo em uma noite.
Juliana Problema: Capítulo 8 Oitavo capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Depois de virar sócio, agora é reconquistar a "amada" Juliana e convencer o sogrão maal encarado....
O churrasco despretensioso de cada dia Eis que você é convidado para um churrasco e precisa levar uma cerveja. Quando você chega, vê uma "suruba de cervejas", várias marcas. O que você faz?...