Um bar bom pra mim

Eu nunca tive um bar. Embora isso esteja na minha lista de “Coisas que preciso fazer antes de morrer”. Entretanto, como uma frequentadora de bares, bebedora de cerveja assumida e degustadora amadora de petiscos de boteco, tenho sempre refletido sobre coisas que são importantes para mim nos bares da vida.

Neste último final de semana eu fiquei um pouco mais reflexiva a respeito, pois bati cartão em alguns bares da cidade que eu morava, e nos que eu não fui, falei deles com alguns amigos. E sobre as minhas conclusões, decidi compartilhar aqui nesse grande bar.

Um bar bom tem um bom atendimento

Coloco atendimento em primeiro lugar, e explico o porquê: comida boa e bebida boa, é relativamente fácil encontrar. Encontro na minha própria casa se eu quiser, e ainda tenho todo o conforto no meu sofá e minha programação de filmes. E wi-fi liberado. Portanto, se eu já vou sair de casa, eu espero no mínimo ser bem tratada.

Bar bagunçado

Assim não, por favor…

Créditos: Frank Furbish

E quando eu digo ser bem tratada não é ter garçons aos meus pés, e gente me abanando e me tratando de ~madame~. É de educação mesmo, respeito. Pode parecer básico isso (e pra mim é), mas quando você sai por aí, vê que muita gente peca pelo simples fato de não conseguir atender bem. Adoro ter aquela sensação de que o bar é tão bom, que poderia ser minha segunda casa, que o dono vira seu amigo, já sabe dos teus gostos. Você se sente até meio dono do lugar.

Uma bar bom tem cerveja sempre

Eu realmente não entendo da logística e do estoque de um bar. Mas coisas que me chateiam em relação a cerveja: Estar quente ou acabar. Sinceramente? Dá uma desanimadinha. Você está lá, naquela tarde gostosa de calor, tomando uma cervejinha esperta, geladinha e… de repente ACABOU. Ou só tem quente. Ou chegou mais tarde no bar e todas as cervejas boas já se esgotaram.

Então, amigos do bar, por favor! Mantenham um bom estoque de cervejas boas para o verão! 🙂

Um bar bom tem balcão

Minha maior dificuldade em sair sozinha para bares, é porque eu sinceramente acho bem deprimente sentar forever alone numa mesa com uma garrafa de cerveja ou uma dose de pinga. Além de afastar as pessoas, com aquele ar de “-Ai, olha só, coitada daquela moça bebendo sozinha. Deve tá desacorçoada da vida, no mínimo levou um pé na bunda do namorado”, ela não te dá muita oportunidade de conversar com pessoas novas. O que é facilmente resolvido com um bom e grande balcão!

O balcão é democrático, e todo mundo que tá li só quer tomar uma boa cerveja e jogar fora um papo furado, independente de quem seja a criatura do seu lado. O balcão abre oportunidades para novas amizades, ou simplesmente, pra contar lorota.

Um bar bom tem comida boa

Um bar bom com comida boa

Créditos: Miko Ng

E por fim, mas não menos importante pra gordinha aqui, temos a comida. E como estômago de avestruz que sou, não tenho muita preferência por isso ou aquilo, o que vier, estamos aí! Mas o que não pode ficar de lado é a qualidade. Não importa se você só serve batata frita e calabresa, ou tem um cardápio mais elaborado. Importa se você entrega bem aquilo que se propõe a fazer.

Tive o prazer de ir num bar assim esses dias que olha… comi quase metade do cardápio, de tão boas que eram as comidas. Tudo muito simples, mas feitas com ingredientes de qualidade e tempero inigualável. Nem fiquei tão triste com os quilinhos ganhos…

Finalizando

Então, caros amigos donos de bar e aos amigos bêbados frequentadores de bar, para me agradar é relativamente simples! Não preciso de muito pra ser feliz, e sim, de qualidade. E se você conhece um bar como esse aí que eu descrevi, me convida pra uma cerveja, tá!

Você também gostará desses

Beervangelism, pelo prazer em beber cerveja Nosso Mestre Cervejeiro comenta sobre o Beervangelism para seus leitores, disponibilizando aos leitores, que publiquem suas opiniões sobre o assunto.
Feliz St. Patrick’s Day Um artigo de comemoração ao St. Patricks Day, comemorado em todo mundo. Grande motivo para se beber uma cerveja em homenagem a um dos padroeiros da Ir...
Foca apresenta: Futebol Religião A cervejaria Foca lançou uma novidade genial e juntou dois assuntos polêmicos: futebol e religião. Eles conseguiram montar o futebol como religião, on...
Abrir uma cerveja com uma escavadeira Veja como é possível abrir uma cerveja com uma escavadeira. Uns alemães resolveram inovar e abrir uma garrafa de cerveja de uma forma diferente, usand...
Doses etílicas: Romantismo masculino Uma campanha bem elaborada pela cerveja Amstel, que fala sobre o romantismo masculino, ou melhor, sobre a falta dele. Vale dar uma conferida em mais u...
Funcionário do mês da BrewDog A cervejaria Brewdog é referência mundial do mercado cervejeiro. Eles nomearam um funcionário do mês da BrewDog por colocar um dizer interessante na l...