Garrafas na caixa da United Beers of the World

United Beers os the World: Cervejas que unem o Mundo

“A Heineken lança uma campanha fodástica, a United Beers of the World, com várias cervejas de vários países com o intuito de que a pessoas conheçam novas cervejas, no esquema Bilnd Date.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (3 votes, average: 7.33 out of 10)
Loading...

Garrafas na caixa da United Beers of the World

Uma coisa que eu acho legal falar e que tem muitas pessoas que desconhecem, é que a Heineken não é somente a cerveja da garrafa verde que conhecemos, mas também uma das maiores cervejarias do mundo, a terceira maior do mundo pra ser mais preciso.

Heineken e sua penetração (ui) no Brasil

E a Heineken andou crescendo bastante e entrando no Brasil ultimamente. Andou comprando algumas cervejarias conhecidas pelos cervejeiros daqui do Brasil e que alguns nem fazem ideia.

Pegando o atalho, chega no Brasil o United Beers os the World – Cervejas que unem o Mundo

Bem interessante a ideia da Heineken com essa campanha e concurso. Criaram o Concurso Cultural “Beer Brothers”, onde eles disponibilizam 8 cervejas do seu cardápio, de diversos países diferentes, o que é sagaz, já que você conhece várias cervejas e de vários países, onde o participante convida um amigo falando pra ele a sua cerveja favorita das 8 e montando uma frase fodástica pra concorrer.

Frigobar da United Beers of the World

As melhores frases faturam um Frigobar Retrô irado da United Beers of The World. Ainda dá pra participar, a promoção vai até o dia 05/02/2012 com o resultado divulgado no dia 13/02/2012. Voa, vai que você consegue 😉

Quais cervejas estão nessa campanha?

Como falei, são 8 cervejas, cada uma de diversos países diferentes, desde o Brasil até a Áustria, de cervejas Pilsens até as Stouts. Vamos ver cada uma delas.

A brasileira Xingu

Cerveja Xingu

Acredito que muitos aqui conheçam essa clássica cerveja. Mas também acredito que muitos só conheçam de vista, não tenham bebido, etc. E acredito que até por causa de um certo preconceito, já que não é tão visto a venda em bares de cervejas artesanais, etc. É uma cerveja do estilo Sweett Stout, escura e com um amargor moderado. Possui somente 4.5% de teor alcoólico, abaixo da média das cervejas Pilsens, que gira em torno de 4.7&, chegando algumas a 5%.

E um detalhe interessante é que já foi premiada internacionalmente algumas vezes, sendo considerada a melhor cerveja do mundo pelo Beverage Institute Tasting de Chicago em 2006. Por essa você não esperava não é?

A italiana Birra Moretti

Cerveja Birra Moretti

Uma cerveja italiana na lista, um país que não chega a ser um país muito cervejeiro, mas que possui alguns rótulos interessantes. A da vez é a Birra Moretti, uma lager pilsen tradicional, bem dourada.

Uma curiosidade interessante é o rótulo da cerveja, um bigodudo sentado num boteco bebendo uma cerveja, que o neto do Luigi Moretti, fundador da cervejaria, olhou no bar um homem naquele mesmo estilo e pensou “Porra, esse é o espírito de um cervejeiro, encarna o verdadeiro espírito da cerveja”.

A mexicana Sol Premium

Cerveja Sol

Essa é até um pouco clássica por aqui. Chegou no Brasil em 94 com a novidade da garrafa ser transparente e tudo mais. Dizem que a produzida no México é muito melhor do que a que vendem por aqui, o que eu não duvido. É bem clara, leve e com um amargor bem leve, com um teor alcoólico também baixo, de apenas 4,3%.

A holandesa Amstel Pulse

Cerveja Amstel Pulse

Conheço muitas pessoas que são fãs dessa cerveja. Uma lager pilsen clássica, com um abridor bem sagaz, de boa usabilidade na maioria das vezes. A garrafa possui um belo design que já foi premiada algumas vezes. Leva consigo um diferencial no processo de micro-filtragem que dá a ela um sabor leve e refrescante. Possui um teor alcoólico no nível das nacionais, com 4,7%.

A mexicana Dos Equis XX

Cerveja Dos Equis

Conheço também muita gente fã dessa cerveja mexicana, que é a segunda na lista do país do camarada Chaves e Chapolim e o nobre Madruga. Bem leve também, no estilo das lagers, pilsens da vida, que aliás já é a quarta nesse estilo, poderiam ter variado mais nos estilos de cerveja. Tem um amargor baixo e com teor alcoólico de apenas 4,5%.

Uma curiosidade interessante é o nome dela, que antigamente era “Siglo XX”, que significa Século XX. Mas o sucesso da cerveja no México foi tão grande que eles continuaram e resolveram “renovar” o nome para “Dos Equis”, que significa “Dois Xis”.

A irlandesa Murphy’s Irish Stout

Cerveja Murphys Irish Stout

Finalmente uma de estilo diferente de Pilsen, mas outra Stout, já que a Xingu é um pouco nesse estilo também. Típica cerveja irlandesa, maltes torrados com toques de café e cacau, típicos do estilo.

Apesar do alto amargor, seu teor alcoólico é o mais baixo das cerveja, tendo somente 4,0%. Sua espuma é bem sagaz, uma cerveja com um sabor encorpado e espuma cremosa.

A austríaca Edelweiss

Cerveja Edelweiss

A minha preferida das oito cervejas da lista. Já a conheço de tempos, experimentei alguns anos atrás e achei uma das melhores cervejas de trigo que já havia bebido. Mas confesso que prefiro a da garrafa longneck do que a que estão vendendo atualmente. Não sei o que aconteceu, se a produção mudou, se está sendo feita aqui, etc, mas a antiga era melhor, mas ainda sim continua uma ótima cerveja.

Esse nome vem dos alpes austríacos, possui uma bela história que envolve até em alguns filmes. As águas utilizadas na produção são originadas nesses alpes. É um nome de uma flor alpina que significa pureza e preciosidade. Por isso possui um sabor complexo frutado e levemente temperado com especiarias. Recomendo experimenta-la.

A irlandesa Murphy’s Irish Red

Cerveja Murphys Irish Red

Não poderia faltar uma Red Ale nessa lista de cervejas a serem experimentadas. É mais uma da família Murphy’s, da Irlanda. Com a cor avermelhada e um amargor médio, possui um teor alcoólico relativamente baixo também, com 5,2%. Por causa de um processo de maturação, a cerveja fica com um leve toque de caramelo interessante.

Fora também a bola de CO2 estourando quando você abre a lata, sensacional.

Blind Date cervejeiro

Caixa da United Beers of the World aberta

Bela caixa hein...

Pra quem não sabe, Blind Date seria como um encontro às cegas, sem conhecer algo ou alguém e ter a experiência do conhecimento único e tudo mais. E nada mais justo que fazer isso com cervejas, oferecendo rótulos que você nunca experimentou e tem curiosidade, gosta do estilo, ou nunca provou e precisa provar para conhecer mais as cervejas, dentre outras coisas.

Essa foi a ideia da Heineken com o United Beers of the World, pegando algumas pessoas amantes da cerveja artesanal e convidando àqueles que já experimentaram pra participar do concurso, etc. Apoiado e que façam isso mais vezes e com mais cervejas diferentes.

Finalizando

Bela campanha da Heineken esse United Beers of the World, com um site bem fodástico e interessante de se navegar e que te dá ainda mais vontade de beber as cervejas.

Caixa da United Beers of the World

Irado também a promoção que dá de presente pros vencedores um frigobar retrô que me deu muita vontade de ter um. E pra participar é só seguir o que foi dito antes, entra no site do Concurso e crie sua frase com seu amigo no Facebook.

E bem interessante a forma de mostrar cervejas diferentes e de diferentes lugares. E bom ver que a Heineken está entrando fortemente no mercado digital, nas mídias sociais, junto com seus consumidores e fãs.

E vocês, já provaram algumas dessas cervejas? Mandem suas opiniões 😉

Você também gostará desses

Heineken lança a Kaiser Radler Confira o mais novo lançamento da cervejaria Heineken, é a Kaiser Radler, uma cerveja que é misturada com limão Taiti que já existe em outros locais e...
Lançamento da Bohemia Oito e Um A Oito e Um traz uma combinação do sabor tostado de uma stout com a leveza de uma session.
Dias de Rock, bebê – Por Heineken no Rock in Rio... Viemos aqui para falar sobre as ações que a Heineken, cerveja oficial do Rock in Rio, irá promover por lá.
DeliBeer Velhas Virgens e Papo de Bar O Papo de Bar faz uma parceria com o DeliBeer e fará a apresentação do evento DeliBeer Velhas Virgens, um evento cervejeiro com Rock N Roll puro na ve...

Compartilhe:

  • Thiago Anselmo

    Adorei esse psot, ate ja me inscrevi e participei da promoção. Agora só um aviso. voce trocaram as imagens das Murphy’s.
    A red esta na descrição da Stout e vice-versa.

    • Opa, falha nossa Thiago, passou desapercebido, obrigado pelo aviso e avise se ganhar o frigobar 😀

      • Thiago Anselmo

        Pode deixar. avisarei e agradecerei bastante =]

  • Sérgio Bortoloti

    Tenho um café/locadora e cervejas especiais, conheço todas as marcas colocado no post, mas tem um problema a representante para minha cidade, Carazinho, Rio Grande Do Sul é a mesma da Coca-cola e o objetivo é vender refrigerante.
    Dificilmente eles tem em estoque. Eventualmente se consegue alguma delas.

  • Daniel

    O que acontece no brasil, infelizmente, é que o povo é muito preconceituoso e “bitolado”, e só compram marketing. Por exemplo, a Bavaria Premium e a Kaiser Gold espancam as concorrentes diretas Bohemia, Serra Malte e Original, mas a maioria dos “descolados” as tem VERGONHA de beber bavaria e kaiser a reconhecer que são boas. O mesmo acontece com a Caracu e Xingu, que são muito boas…. Para essas “pessoinhas” de mente limitada cerveja boa é brahma, skol e pra “fazer uma graça” tomam uma bohemia ou original…. A skol não tem gosto de nada, e a brahma tem gosto ruim, nem deveriam ser consideradas cervejas, mas o povão adora.
    Aqui no wal-mart da minha cidade a long neck da bavaria premium está a pechincha de R$1,18 mas todos preferem pagar R$1,50 numa brahma ou skol, dizem que eu sou louco de tomar a bavaria premium, pois conforme eles a bavária “não presta”. Nem se interessam em saber o que quer dizer “Cerveja puro malte”…. Mas cada um na sua…