Vai uma purinha?

“Nosso cachaceiro de plantão inicia seus posts mostrando um pouco da história da cachaça, suas qualidades, preconceitos antigos, entre outras curiosidades.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (16 votes, average: 7.69 out of 10)
Loading...
468x60 - Acessorios
Copo de Cachaça

Vai mais uma?

Eu sempre gostei de cachaça. Sou mineiro do interior e a bebida sempre fez parte das reuniões de família e toda vez que a turma toda se encontrava, aconteciam as sessões de truco, acompanhadas de tira-gostos e uma cachacinha. Quando surgiu a proposta de escrever sobre cachaça para o Papo de Bar, imediatamente esses momentos vieram à cabeça.

Cachaça? Yeacow…

Einstein com língua de fora

Bleargh!

Por conta de um estigma social, muita gente ainda torce o nariz quando o assunto é cachaça. A própria história da bebida no Brasil contribuiu para esta má imagem, que sempre foi associada à escravatura e posteriormente às classes mais baixas devido ao baixo preço e processos de fabricação ultrapassados, que depreciavam a qualidade do produto final. Mais recentemente, a cachaça começou a ser valorizada como deve ser graças às pessoas que passaram a admirar este nosso patrimônio cultural e a exaltar o ritual de se beber cachaça entre amigos.

Copo Martelinho

Tanto faz se for no “martelinho”, aquele copinho característico, ou misturada com gelo, açúcar e limão em uma caipirinha, quem bebe cachaça sempre tem histórias para contar. Falando em caipirinha, esse drink brasileiríssimo é destaque internacional e faz parte da lista oficial da IBA (International Bartenders Association), além de estar entre os 50 melhores do mundo segundo a entidade. Para quem não dispensa beber a famos purinha, existem cachaças feitas com mais cuidado e envelhecidas usando barris de madeiras especiais que podem ser comparadas aos melhores uísques do mundo não só na suavidade mas também no preço.

O que antes era relegado a miseráveis e escravos, aos poucos passa a se tornar artigo indispensável em muitos bares do high society. Beber cachaça deixa de ser vergonhoso, começa a ganhar status e a conquistar até o público feminino, tradicionalmente menos tolerante ao sabor tão característico. Beber cachaça agora é arte.

Essa sim é brasileira…

Copo de caipirinha

É uma arte tão brasileira que falar dela é falar de música, festa, alegria, tira-gosto, baralho, família, amigos, amigas, porres, ressacas, “causos” e tudo o que faz de nós esse povo tão rico e especial. Então, tire a rolha, encha o copinho, dê um pouco pro santo e me acompanhe nessa dose que eu ainda tenho muito para falar dessa cana!

Até o próximo post!

Você também gostará desses

Ensaio sobre a churrascaria Jeremy Joseph mostra que nem só de carne mal passada e palitos nos dentes é feita uma churrascaria. Existem coisas bem interessantes de se ver (e bebe...
Cachaça, água tônica e catchup. Jeremy Joseph e su... A moda agora é a onda do sertanejo universitário, todo lugar tem. E misturando com mulheres lindas, cachaça e finalizar com um podrão, nada melhor que...
Cachaça com sushi Imagine você ganhar um noite num restaurante japonês e não conseguir chamar nenhuma mulher. Mas somos brasileiros e não desistimos nunca, acontece uma...
Cultura, tecnologia, invovação e… CACHAÇA 3 ... Fazendo um passeio pelo Rio, vendo tecnologia, cultura, coisas inovadoras, quando de repente... CACHAÇA! Nosso nobre Jeremy achaça um stand sobre a ca...
Cachaceiro frito. Jeremy Joseph na rave. Jeremy conta sua experiência etílica numa mistura de cachaça com Rave. Dá pra imaginar que não prestou muito certo?
Feira de São Cristovão e Jeremy Joseph Um passeio pelo Rio de Janeiro, pelo grande Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, a Feira de São Cristóvão ou Feira dos Paraíbas. Muita comida...

Tags:

Compartilhe:

  • Dom Pedro que me desculpe, mas eu gosto mesmo é da Vodka…

    Nunca curti a cachaça além de algumas bebericadas de leve!

  • Sérgio Kolosz

    Olha, um bom tema seria fazer um comparativo as "cachaças de supermercado"… Já ta cheio de ranking dessas cachaças cheias de nhé nhé nhé, que agente não encontra em lugar algum, e quando encontra perde até a vontade de tomar, pra não gastar (pelo preço)…

    Eu to me divertindo com a minha Ypioca por aqui…

    abraço!

  • Moisés

    agora sim… bei cachaça é a melhor, nao adianta

    e sempre qm bebe cachaça tem historia pra contar.

  • A cachaça mineira é de altíssima qualidade. De se degustar mesmo.

    Essa coisa de que cachaça é ruim e tudo mais, não chega a ser assim não. Como o Sérgio falou, as de supermercado não são muito boas, mas existem mtas d alta qualidade 😉

  • Em caruaru existe um cachaçaria… as cachaças são muuuito gostosas! não gosto de canela, mas tem lá… que o gosto de canela é gigante! quem gosta deve se fazer lá!

  • Lord

    Isso não é um post qualquer. É uma poesia!

    TOCANTE!

    Jeremy Joseph, o apaixonado…

  • pela nobre Katia… Grande cachaça… 🙂

  • A paixão é recíproca!

  • Alexandre

    Tem uma cachaca muito boa para indicar para vcs….
    http://www.papocachaca.com.br/

    ganhei uma garrafa e aprovei.

    Premiada com o selo de prata pela USP.