Garrafas de vinhos austríacos

Vinhos austríacos

“Conheça alguns vinhos austríacos que nossa equipe experimentou. Os vinhos austríacos não possuem uma tradição muito grande no Brasil, mas são deliciosos e aprovadíssimos por nossa equipe.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 6.00 out of 10)
Loading...

Fala PdBs. Como vocês não estão no sametime aqui vai a minha humilde resenha sobre alguns vinhos austríacos.

Interessante, nunca tinha ouvido falar de vinhos austríacos

Garrafas de vinhos austríacos

Créditos: Thomas Cizauskas

Além dos vinhos austríacos não serem nada comuns por aqui, os vinhos degustados apresentam outras duas particularidades: são orgânicos (produção sem uso de defensivos agrícolas industrializados e sem adição de leveduras) e biodinâmicos (colheitas obedecendo as fases da lua e ao movimento dos astros). Interessante, não? Vamos agora para alguns deles e minha opinião sobre.

Vinhos austríacos: Wenzel GELBER MUSKATELLER 2009 (branco)

Fazem vinhos desde 1647 (região de Mittelburgenland, que faz fronteira com a Hungria). Ligeiramente ácido, baixo teor alcóolico (se não me engano 11%), aroma agradável de frutas amarelas. A Confraria Carioca (doravante denominada CC) vende por R$149 – ao meu ver só vale a pena pra quem é fã de vinhos brancos

Vinhos austríacos: Juris ROSE Sankt Laurent 2009 (rosé)

Fazem vinhos desde 1571 (também da região de Mittelburgenland). Essa uva Sankt Laurent é uma “prima” da Pinot Noir. Também ligeiramente ácido, seco (mais rascante do que eu esperava, o que foi ótimo), leve aroma de cerejas. Vendem por 139 e eu acho que quase vale a pena (é um que eu compraria pra levar na confraria se não tivesse sido expulso 2x)

Vinhos austríacos: Nikolaihof HEFEABZUG Gruner Veltliner 2011 (branco)

A Nikolaihof é uma das produtoras mais tradicionais da Áustria, e a uva gruner veltliner a mais emblemática. Fazem vinhos há 2000 anos no norte do país (região de Wachau), mas o primeiro documento que comprova isso é de 470 dC. Um branco fino, com aroma diferenciado, na minha opinião é pra ser apreciado pelos fãs de vinho branco (eu na minha condição de mero apreciador de gewurztraminers e viogniers preferiria o Wenzel do que pagar R$ 199 por esse aqui)

Vinhos austríacos: Markowitsch CARNUTUM CUVÉE 2010 (tinto)

Garrafa do vinho Nikolaihof

Créditos: Jimmy

Vinícola moderna de lá, fazem vinhos desde a década de 90 (região de Carnutum). Vinho de corte que usa 80% de zweigelt (casta produzida em 1922 na Austria através do cruzamento da Sankt Laurent com a Blaufrankisch). Um tinto leve, bom pra acompanhar carnes de aves, queijos e massas, sendo vendido por R$ 129 (vale pela curiosidade)

Vinhos austríacos: Prieler JOHANNESHOHE Blaufrankisch 2008 (tinto)

Tem como curiosidade o fato da família Prieler ter tradição de cerca de 150 anos no agronegócio (grãos, beterraba, batata, etc), que decidiu focar na produção de vinhos em 1972. É um tinto 100% composto pela uva Blaufrankisch, com corpo moderado e um toque de especiarias no aroma. Por conta disso, deve cair muito bem com carnes de caça, cordeiro e de repente uma comida mais condimentada (como a árabe, por exemplo). Saindo por R$149, acho que até vale o preço, por ser bem diferente do que a gente encontra em outros vinhos do velho mundo.

Finalizando

E aí, gostou? Já bebeu algum desses vinhos austríacos? Já bebeu algum outro? Fale pra nós 😉

Você também gostará desses

Dress Wine: Tecido, vestidos feitos com vinho Um grupo de pesquisadores da Universidade do Oeste Australiano criaram em tecido produzido com vinho, conhecido como “Bioalloy Micro’be” ou apenas “Mi...
Algoritmo permite identificar bêbados em multidões... E se existisse uma tecnologia capaz de identificar bêbados em multidões!? Mais fácil controlar baderneiros? Seria invasão de privacidade? Venha debate...
Drinks refrescantes – Parte 1: Sangria Calor forte chegando com o verão brasileiro, nada melhor que bebidas refrescantes, certo? A bebida de agora é a sangria, ótimo mistura de vinhos com f...
Gelando cerveja rapidamente: Chillsner Gelando cerveja? Isso é sempre de utilidade pública não é mesmo!? O que acham do Chillsner, o estalactite de cervejas? Vale o investimento?
Diferentes tipos de rolhas de vinho Conheça os diferentes tipos de rolhas de vinho, suas utilidades, vantagens e desvantagens. Rolhas de cortiça, tampas de rosca, rolhas sintéticas, etc....
Marathon des Châteaux du Médoc, 42km correndo, com... Imagine um maratona, todo mundo correndo. Meio cansativo certo? Agora imagine uma maratona onde você come e bebe bem as melhores comidas e bebidas da ...

Compartilhe: