Waggle Dance: Nem tão boa, nem tão barata, mas divertida

Existem cervejas que não precisam fazer muito esforço pra te conquistar e, que mesmo te decepcionando, não tornam a experiência uma tragédia. Foi meu caso com a Waggle Dance, da Wells. A simpática garrafa da colmeia, da abelha e do líquido de cor incrível, um dourado vibrante como o mel.

Garrafas Waggle Dance

Créditos: Andrew Wright

Waggle o quê? Waggle Dance! Puxa!!

Waggle Dance é o nome da dancinha que as abelhas fazem para avisar que encontraram uma fonte de néctar. Sério, sei que meus posts já foram mais másculos, mas não há como não se encantar pela garrafa, sua cor, seu rótulo, seu líquido.

Levei a garrafinha pra casa, meio litro por 9 dinheiros. Não achei um assalto, vi bom preço, independente do resultado, era uma specialty beer inglesa, valeu o pequeno desembolso. Depois peço um reembolso pra diretoria, ou uma escalação pra cobertura do Mondial de La Bière… Fica a dica! Me escala aí, galera! Kkkk. Voltando ao assunto! Enfim, carreguei um par delas pra minha humilde residência com medo de enjoar de um litro de mel líquido com álcool.

O grande momento…

Depois do gelo protocolar, era a hora do grande momento. Abri a criança, depositei num copo e observei seu comportamento, a cor é incrível e acho que justamente por isso, não paro de pensar na Waggle. A espuma que se formou me decepcionou, eu acreditava em um colar denso, que pudesse me transmitir o aroma marcante do mel que eu procurava na garrafa… NADA! No exterior, nota dez para a cor, 4 pro aroma e 3 para a espuma, começamos irregulares e mancando…

Fui ao que interessava e tive opiniões meio estranhas. Não, eu não cheguei nem próximo do sabor de mel que eu imaginei, o que era decepcionante. Mesmo assim, o maior equilíbrio no sabor, com notas de malte e mel mais distantes, porém presentes me fez notar um potencial maior de consumo. O comportamento e a viscosidade são normais, sem qualquer surpresa positiva ou negativa.

Fui esperando uma cerveja gourmet, de fino trato, que entrasse pra galeria do inesquecível. Descobri uma simpática inglesinha sem grandes atributos. Mas é aquele lance, é simpática. Rs.

Finalizando

Eu recomendo a Waggle Dance pela simpatia. Mas não vá esperando um absurdo. Esqueça as abelhas rodopiando em volta de você e tudo mais. Isso não vai acontecer.

Valeu, meu povo! Aguardo recomendações e pedidos de rótulos para avaliação. Fortaleçam o fã clube desse pobre escriba que vos fala.

Você também gostará desses

Review cerveja: Fullers London Porter Um review dessa belíssima cerveja porter com um gosto apurado de café, com um corpo longo e com forte amargor. É a inglesa Fullers London Porter.
Review cerveja: Birra Venezia Review e história da cerveja Birra Venezia, uma cerveja criada a partir dos costumes carnavalescos de Veneza. A primeira cerveja italiana fabricada re...
Review cerveja: Malheur 10° Mais uma cerveja belga do estilo Belgian Strong Ale no Papo de Bar, dessa vez é a Malheur 10, uma ótima cerveja com excelente formação de colarinho e ...
Yes, nós temos banana! Degustamos uma cerveja bem diferente e que leva banan, a Wells Banana Bread and Beer. A princípio pode parecer meio estranha, mas depois ela se torna ...
Review cerveja: Saint Nicholas Blond Ale Depois do review de natal com a Eisenbahn, vamos pra mais uma cerveja natalina, a Saint Nicholas Blond Ale, da cervejaria nacional Bamberg. Muito boa,...
Review cerveja: Starobrno Premium Lager Review da cerveja Starobrno Premium Lager, uma cerveja Tcheca do estilo Bohemian Pilsener. Corpo claro, ralo, com reduzida longevidade. Um preço não m...