A Balada do Agave Azul, ou Meu Nome Não é Cuervo

“Jack Tequila mostra sua cara, mostrando sua identidade e explicando sua origem.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (31 votes, average: 7.48 out of 10)
Loading...

TequilaTrilha sonora.

O Papo de Bar continua avançando em direção a dominação e inevitável alcoolização mundial do universo, só que eu não tenho nada a ver com isso, infelizmente. É tudo mérito do nosso anfitrião Dono do Bar e do nosso padrinho Guilherme, pois eu tenho sido um blogueiro relapso, muito mais dedicado aos copos do que aos teclados nos últimos tempos. Não que eu me arrependa disto, afinal eu não me arrependo de nada, hombre!

Meu nome é Tequila. Jack Daniels Tequila…

Tequila, Jack Tequila. Já até perdi a conta de quantas vezes me apresentei assim. Este é o meu nome de verdade, registrado em cartório, não importa o que digam os meus detratores. Me chamo Jack Daniels Tequila, e sou um devoto apaixonado da bebida extraída do agave azul. Mas a bem da verdade, o meu pai adotou o sobrenome Tequila em homenagem a nossa cidade natal no estado de Jalisco, México. Não preciso nem explicar porque Jack Daniels, não é? Mas como eu adoro contar esta história, é um tributo ao velho Bourbon de milho feito naquela cidade de malucos onde ninguém experimenta álcool.

Outro dia perdi a oportunidade da minha vida quando o síndico deste blog resolveu se aproveitar das conseqüências de uma noite inteiramente dedicada as 3 artes (beber, pensar, viver) para publicar o post que eu nasci para escrever, sobre a edição limitada da Jose Cuervo. Não exagero em minhas palavras, apesar de admitir que o meu nome do meio não é Cuervo, infelizmente.

Uma das glórias da minha vida foi ser contratado para ser degustador oficial da Cuervo, em alguns dias em que a velha musa gorda da sorte dançou ao meu lado ao som de uma música triunfante, mas como nada dura para sempre, um dia recebi uma carta dizendo que meus serviços não eram mais necessários, uma vez que eu adorava tudo que me ofereciam e sempre pedia mais!

O apreço pela Cuervo que não me impede de apreciar também outras tequilas de outras marcas, de outros tons, outros sabores, outras lembranças que estão enxaguadas por um mar de bebidas e que serão assuntos de outros posts.

A nobre Casa Noble

Tequila Casa Noble

Só que ainda não posso encerrar este post sem falar na Casa Noble, uma destilaria muito especial que planta seus próprios agaves. Eles produzem em especial a Casa Noble Reposado, adormecida por um ano em barris de carvalho, que vem na tradicional garrafa de porcelana da cor azul cobalto, feita a mão por artistas nascidos na minha querida Tequila natal.

A Casa Noble, que tem o mesmo nome de um dos meus livros favoritos, tem para mim um sabor especial, porque cresci brincando com centenas destas garrafas na casa de meu avô.

A única Tequila que eu não tolero é a Tequila falsa, mas com os esforços de abnegados como eu, ainda iremos dar um jeito nesta questão. O Jack está de olho, seus falsificadores fanfarrões!

Para terminar um clássico do Cypress Hill, Tequila Sunrise:

Tequila Sunrise,
con los ojos rojos, un dia vamos a morir,
Escandalosos!!

Bibliografia

Até a próxima tequileiros.

Você também gostará desses

Padre Bêbado Voador Uma visão irônica e sarcástica sobre o fato do Padre Voador. Uma visão ou pouco mais etílica, descontraída, porquê nós também temos que ver por esse l...
Tirinhas: Jogar poker? E beber? Nosso nobre amigo Dono do Bar quer participar da jogatina de poker dos Lúcidos, mas já não tem mais espaço. Mas eis que ele lança a sua carta na manga...
Práticas idiotas: O “vodka eyeballing”... Algumas práticas idiotas que alguns bêbados fazem como o Tequila Suicide e o Vodka Eyeballing, casos de morte relacionados à pratica, entre outras opi...
Feliz Natal Etílico Nossa mensagem de Feliz Natal para nossos leitores etílicos. Aquele abraço, um ótimo natal e que você coma muito P... Ops, Chester e beba muita cervej...
Caso Ronaldinho e os travecos Uma visão mais irônica e sarcástica sobre o caso lamentável do Ronaldinho e seu envolvimento com os travecos no Rio de Janeiro.
A Procura da Tequila Perfeita Jack Tequila estréia sua área em grande estilo, bebendo num boteco, logicamente. Mostra pra que veio e porque veio até o PDB.

Tags:

Compartilhe:

  • Nobre Daniel… A única ressaca violenta de Tequila é a primeira, as ressacas seguintes são bem mais tranqüilas! Pode acreditar, sei muito bem do que estou falando… 😛

  • Grande Jack. Retorno em grande estilo. Essa Casa Noble nunca tomei não, mas pela garrafa, me parece ser sucesso total.

    Sobre ressaca, nunca fiquei não. Já fiquei mal no dia seguinte, mas nada de dor de cabeça, mal estar, nada disso.

    E vamos ao bar pegar mais uma tequila. 😀

  • Sinceramente… só em lembrar do nome “tequila” já me da vontade de vomitar! Foi a pior ressaca da minha vida!
    Jack Daniels tequila? o.o
    Essa deve ser booaa…

  • "Uma das glórias da minha vida foi ser contratado para ser degustador oficial da Cuervo,"

    Como assim? Conta essa história direito, em detalhes!

    hahahahahhaha

  • Esse meu primo Jack é o maior contador de histórias, não acredite nisto não, Guilherme! 😀

  • Que história o que Nick. É verdade sim e ele ainda vai contar essa história por aqui, tuh vai ver só. Não duvido nada 😀

  • Essa é a única vez que ouço que pais que colocaram nome (no caso sobrenome) esquisito e acertaram!! uHauhaUhaUhauhauhauaU…

    Cara, essa deve ter sido a pior demissão que eu já ouvi…

  • Renata

    Fiquei morrendo de vontade de experimentar essa tequila. Minha favorita absoluta é a Jose Cuervo Ouro. Além dessa já tomei Souza algumas vezes e, uma única vez, uma artesanal que meu primo trouxe de uma viagem ao México.
    E nunca tive ressaca de tequila. Nem da vez em que tomei quatorze dozes e mais alguns drinques. Era aniversário de uma amigo e toda vez que eu resolvia ir embora alguém pedia pedia para eu acompanhar na tequila. No dia seguinte fui trabalhar, sem sentir nada diferente, exceto um pouco mais de sede do que o normal…

  • quatorze doses de tequila? porra… eu caio no chão se eu tomar isso tudo. mas concordo que ressaca eh zero tb 😉

  • Realmente eu adoro whisky, mas não vivo sem a famosa Tequila! Um amigo que viaja sempre para o México me trouxe da última vez uma garrafa da Arette (se não me engano é assim que escreve mesmo), puro agave azul. Ela é bem forte, e um porre muito mais louco que da Cuervo. Mas ainda sou fã da Cuervo ouro ou reposado, as duas são malditas hahaha. Jack você sabe informar pra gente se aqui no Brasil conseguimos essa Noble? Abcs aos tequileros, um feliz natal e excelente 2009 cheio de tequila a todos!

  • Jacqueline

    Caramba!

    Escarafunchando a rede encontrei um sósia para meu nick (Jack Tequila)! Culpa do Jota Quest!

    E como o seu é "de vero" creio que terei que mudar "eu" o meu.

    Mais que justo… (rs).

    Li e adorei o seu texto. Ah! E mais ainda seu humor (rs).

    Seria injusto não elogiar, também, os deliciosos comentários (como aperitivo).

    A propósito, nunca bebi Tequila. Mas já fiquei muitas vezes de porre (se isso conta também).

  • Igor Castelano

    Putz…taí…

    Quanto tempo não bebo um boa Tequila…em uma boa quantidade !!!

    Ahhh galera, lembrem :

    TEQUILA E VOLANTE NÃO ROLA !!!

  • É meus caros… eu me lembro daquele dia em que perdi a conta de quantas vezes vi o fundo dos copinhos… Tava na 8ª quando tudo começou ficar liiiiinduuuu.

    Resultado: foi um porre daqueles, mas com muito estilo. Era só a cuervo Ouro e não me deixou dor de cabeça.

    Mas isso ficou num passado distante. Hoje não passo das 3 doses… pra evitar de perder a noitada.

  • Thalita impressionante hj em dia tb não consigo matar mais 6, 8 doses, somente 2 ou 3 e já fico doido. A última tentativa de fazer "como antigamente" me deu uma ressaca de 24hs que nunca tinha visto antes hehehe… Mas Cuervo sempre será Cuervo!

  • Nathalia Carrera